NOTA CONJUNTA DAS ASSOCIAÇÕES DOS PMS SOBRE O FINAL DA GREVE

greve pmAs Associações dos Policias Militares do Estado da Bahia (ABSSO, A2J, AOPM, AOPMBA, APPM, ASPRA e o Observatório da Cidadania), integrantes Grupo Trabalho (GT-PM) vem a público informar à sociedade e, em especial,  aos policiais militares que após três dias tensos de negociações com a área sistêmica do Governo do Estado, mediadas pelo comandante-geral e arcebispo primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, chegaram a um bom termo selando um acordo para a retomada das atividades regulares dos policiais militares do Estado da Bahia.

São as seguintes as propostas aceitas pela categoria em assembleia conjunta extraordinária,  ocorrida na tarde de hoje (17/04), no Wet’n Wild:

 – Aumento da gratificação por Condições Especiais de Trabalho (CET)  dos Praças na proporção de 25% para os trabalhadores em função administrativa,  45% para os praças operacionais e 60% para os praças motoristas e gratificação pelo Exercício Funcional em Regime de Tempo Integral (RTI) para os oficiais com atualização da lei.

– Retirada para nova discussão da proposta do Código de Ética e rediscussão de Estatuto e Plano de Carreira, os quais devem ser encaminhados com a máxima urgência à Assembléia Legislativa da Bahia.

 – Rever os processos administrativos disciplinares relacionados à mobilização de 2012 com vistas à reforçar o acordado naquele momento e suspender as quaisquer procedimentos que visam a apurar as faltas administrativas que não se constituem crimes decorrentes da paralisação de 2014.

– Regulamentar o artigo 92 do Estatuto dos Policiais Militares (CAPÍTULO DOS DIREITOS) nas bases a serem negociadas com o Governo do Estado e Comando da Corporação.

 – Manter as conquistas já anunciadas pelo Governo.

Atenciosamente.

ILHÉUS RECEBE RELÍQUIAS DO PADRE CÍCERO

Esse caminhão é o museu móvel que transporta as relíquias do Pade Cíço.
Esse caminhão é o museu móvel que transporta as relíquias do Pade Cíço.

Para comemorar os 170 anos do nascimento do Padre Cícero, o apresentador de TV Marcelo Fraga organizou a “Caravana do Meu Padim”. O projeto já passou por São Paulo, passará pelo Rio de Janeiro e, na próxima quarta-feira 23, chegará a Ilhéus.  A caravana vai se instalar em frente à Catedral de São Sebastião. 

O projeto é um museu móvel, com relíquias do Padre Cícero, como batinas, móveis da sua casa, documentos e outros objetos. A passagem da caravana por Ilhéus coincidirá com a data do padroeiro desta cidade, São Jorge.

Padre Cícero é o padroeiro de Juazeiro do Norte, no Ceará, onde o projeto foi criado. O “Padim Pade Ciço” é uma das principais  referências da tradição cristã no nordeste.

Em Ilhéus, o coordenador do projeto é o empresário cearense José Leite, devoto de “Pade Ciço” que mora na cidade há mais de 50 anos. A prefeitura apoia a caravana junto com o industrial juazeirense Gilmar Bender.

GREVE DA PM PODE ACABAR A QUALQUER MOMENTO

Prisco e outros dirigentes estão reunidos com os policiais em Salvador. Foto: Bocão News.
Prisco e outros dirigentes estão reunidos com os policiais em Salvador. Foto: Bocão News.

Neste momento, em Salvador, o vereador Marco Prisco, um dos líderes da greve da PM, conversa com os militares que aderiram à paralisação.

A categoria recebeu uma contraproposta do governo e vai decidir se manterá a greve ou não.

Nesta quinta-feira 17, entrevistamos o soldado Augusto Júnior, representante da Aspra em Ilhéus. Segundo ele, o que dificultou o fim da greve é que o governo não estava disposto a conceder ampla anistia aos grevistas do movimento passado e do atual.

JUSTIÇA FEDERAL BLOQUEIA OS BENS DE MARCO PRISCO

Vereador Marco Prisco (PSDB).
Vereador Marco Prisco (PSDB).

Ontem (quarta-feira 16), em Brasília, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) decretou o fim da greve da Polícia Militar da Bahia e o bloqueio de bens do vereador Marco Prisco (PSDB), de outros dirigentes do movimento e das associações envolvidas. 

A JF acatou a ação ajuizada pelo Ministério Público Federal na Bahia. No total, o MPF pediu o bloqueio dos bens de 14 réus. Caso os grevistas descumpram a ordem judicial, terão que pagar multa diária de R$ 1.400.000,00. 

Conforme a decisão, o bloqueio de bens visa garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, a exemplo do uso da Força Nacional de Segurança Pública.

Clique em Leia Mais para ver a lista de réus.

(mais…)

ALELUIA ILHÉUS: EXÉRCITO DIZ NÃO A JABES E PRESENÇA DA PM É INCERTA

Reunião entre o governo municipal e militares do exercito. A tropa federal disse não ao trio Jabes, Alcides e Lessa.
Reunião entre o governo municipal e militares do exercito. A tropa federal disse não ao trio Jabes, Alcides e Marco Lessa. Imagem: SECOM.

Em contato com este blog na manhã de hoje, o Major Câmara, comandante da 68ª Companhia da Polícia Militar (centro), não pôde garantir a presença da PM no festival “Aleluia Ilhéus”, que será iniciado hoje na Avenida Soares Lopes.

Segundo o militar, o governo do estado tem empreendido esforços para chegar num acordo com a tropa. Perguntado sobre quantos homens terá à sua disposição, Câmara deixou implícito a falta de contingente.

Na tarde de ontem, a Prefeitura de Ilhéus garantiu que o exército vai dar segurança à cidade durante 24 horas. No mesmo texto, informa a criação de uma força de emergência com a participação da Polícia Civil, Guarda Municipal e seguranças particulares, contudo, sem a participação dos soldados federais.

Fontes palacianas nos informaram que o Prefeito Jabes Ribeiro pediu ao Coronel Silva Neto a presença do exército durante o Aleluia Ilhéus. A recusa foi imediata, pois o efetivo militar foi enviado à região para impedir o conflito entre índios e agricultores em Buerarema.

Comentário do blog.

A realização da grande festa sem o efetivo da PM na Avenida Soares Lopes representa mais uma grande irresponsabilidade do Prefeito Jabes Ribeiro. O show do cantor Fabio Jr pode reunir mais de 10 mil pessoas. Sem os soldados, o clima de insegurança pode resultar numa tragédia de grandes proporções.

Da força emergencial criada pela prefeitura, apenas a Polícia Civil pode usar armas, entretanto, os agentes não foram treinados para trabalhar em festas que reúnem multidões. O número pequeno de policiais civis à disposição da 7ª COORPIN é outro fato complicador.

Nos parece que a única preocupação do governo é honrar os compromissos e contratos firmados pela dupla Alcides Kruschewsky/Marco Lessa.

MILITARES DECIDEM MANTER A GREVE

Policiais em greve e o comando da PM já se reuniram duas vezes, mas, não entraram em acordo.
Policiais em greve e o comando da PM já se reuniram duas vezes, mas, não entraram em acordo. Foto: Henrique Mendes/G1.

Em assembleia na madrugada desta quinta-feira 17, os policiais militares decidiram manter a greve. Segundo o líder da Aspra, o vereador Marco Prisco, “o governo não cedeu”.

Prisco disse que convocou os policiais que se mantém em serviço para aderirem à paralisação.

O reajuste nas Condições Especiais de Trabalho (CET) é centro do impasse entre os grevistas e governo do estado.

Segundo o governo, a greve é “eleitoreira”. Marco Prisco foi eleito vereador de Salvador, em 2012, após liderar outro movimento grevista entre os militares. Atualmente, ele é pré-candidato a deputado estadual. 

Com informações do G1.

BANDIDOS FAZEM ARRASTÃO EM CONDOMÍNIO DE ILHÉUS

Os bandidos usaram armas de fogo para assaltar as crianças que brincavam na quadra do condomínio.
Os bandidos usaram armas de fogo para assaltar as crianças que brincavam na quadra do condomínio.

Segundo o Blog Só em Ilhéus, na noite de quarta-feira 16, homens armados invadiram a quadra esportiva do Condomínio Moradas do Bosque. Eles assaltaram crianças que estavam no local. Levaram celulares, camisas e tênis. 

A informação foi confirmada por uma moradora do condomínio. Segundo ela, nenhum condômino se arrisca a utilizar a área verde para fazer exercícios, como era de costume. 

De acordo com o blog, vários moradores do condomínio são policiais e montarão uma “guarda particular” para defendê-lo. 

ILHÉUS: RODOVIÁRIOS SOLICITARAM PARALISAÇÃO DO SERVIÇO

Greve da PM e paralisação da Polícia Civil motivaram o pedido.
Greve da PM e paralisação da Polícia Civil motivaram o pedido.

Ontem (quarta-feira 16), o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Ilhéus solicitou a paralisação do serviço de transporte coletivo a partir das 19 horas. A greve da Polícia Militar e a suspensão das atividades da Polícia Civil justificaram o pedido feito às empresas Viametro e São Miguel.

De acordo com o SINDROD, a medida visou proteger os trabalhadores e os usuários do serviço.