CARREATA VAI COMEMORAR A SUBIDA DO COLO-COLO

Escudo-colo-colo-bahiaSó uma combinação de resultados improváveis poderia tirar o Colo-Colo da Primeira Divisão do Campeonato Baiano 2015 (lembre aqui). Com uma campanha impecável e invicta, o Tigrão de Ilhéus jogará a última rodada da “Segundona” nesse domingo 11, em Feira de Santana, contra o Fluminense de Feira. 

De acordo com o repórter Thiago Rapôso, toda a população ilheense está convidada para uma carreata de comemoração pela volta do Tigrão à elite do futebol baiano. 

A carreata vai sair do Estádio Mario Pessoa às 16h30 da próxima segunda-feira. O grupo combinou que não seguirá para a zona sul da cidade para não prejudicar o trânsito.

COFUNDADOR DA TELEXFREE É PRESO

James Merrill.
James Merrill.

O norte-americano James Merrill, cofundador da Telexfree, foi preso ontem (sexta 9), em Massachusetts, nos Estados Unidos. A justiça também decretou a prisão do brasileiro Carlos Wanzeler, outro fundador da empresa.

A Telexfree vende planos de minutos de telefonia pela internet (VoIP).  No Brasil, também é investigada sob a suspeita de praticar pirâmide financeira. Desde junho de 2013 a empresa está proibida de atuar no país.

O Departamento de Justiça de Massachusetts disponibilizou o e-mail [email protected] para o contato de pessoas que se consideram vítimas da empresa.

Com informações do Correio24h.

NOTA DE FALECIMENTO

Robério Bastos.
Robério Bastos.

Do Sindicato dos Bancários de Ilhéus. 

“Nos deixou hoje do mundo físico o senhor Robério Bastos, pai de grandes amigos, bancário aposentado, ex-presidente do Sindicato da categoria e também foi síndico do Condomínio Jardim Boa Vista – Pacheco. Homem de caráter e de honestidade ilibada, grande perda para nós amigos e familiares, uma perda irreparável para Ilhéus e o sindicalismo.”

JOVENS CINEASTAS DO VILELA APRESENTAM FILMES

Filmes serão apresentados no Vilela e na Conquista.
Os filmes foram produzidos no Projeto Pirilampo.

O Projeto Pirilampo- Experimentação em Audiovisual convida a todos para a Mostra de Vídeos Pirilampo, neste final de semana (10 e 11), nos bairros Teotônio Vilela e Conquista , em Ilhéus.

Financiado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT), o projeto iniciou as oficinas de vídeo em março com jovens moradores do  Vilela.

As oficinas ofereceram referências sobre linguagem audiovisual e noções técnicas de produção e edição de imagens. As atividades visaram estimular a capacidade criativa, produtiva e crítica dos participantes.

O Coletivo Alumiar, realizador do Projeto, acredita que o envolvimento dos jovens com o audiovisual cria novas formas de apresentar a periferia, reivindica outras imagens, alteridades sem o estigma da criminalização. Também contribui para o acesso e a participação protagonista da juventude nos espaços públicos.

Cinco curtas produzidos pelos “pirilampos” serão exibidos. A mostra começará hoje, às 19h, na Rua Belo Horizonte (próxima a Associação de Moradores do Vilela). Amanhã  a exibição será na Quadra do Bloco Afro Dilazenze, na Conquista, no mesmo horário. A participação do público é gratuita. 

MEC RECONHECE CURSO DE LOGÍSTICA DA MADRE THAÍS

Conheça um pouco sobre a graduação em logística da Faculdade Madre Thaís.
O curso de logística da FMT foi bem avaliado no Índice Geral de Cursos.

Por meio da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, o Ministério da Educação reconheceu o curso de logística da Faculdade Madre Thaís com nota 4, sendo 5 a maior pontuação do Índice Geral de Cursos. 

Tatiana Barcelos, coordenadora pedagógica da FMT, ressaltou o bom desempenho da faculdade nas análises do ministério. “Em virtude das boas avaliações que já foram feitas e do que as comissões do MEC já presenciaram na FMT, recebemos, inclusive, autorização para oferecer os cursos de Fisioterapia, Gestão em Recursos Humanos e Gestão Comercial sem necessidade de visita”, disse. 

Vestibular

As inscrições para o vestibular 2014.2 continuam até o dia 24 de maio.Interessados podem procurar a secretaria da FMT, na Av. Itabuna, 1491, Ilhéus, ou no estande montado no It’Art Center, no calçadão D. Pedro II. Também é possível se inscrever no site da faculdade (acesse aqui). 

(mais…)

DESMATAMENTO ELEVA EM 100 VEZES O CUSTO DA ÁGUA TRATADA

Em locais com vegetação degradada, só cloro não é suficiente. É preciso usar coagulantes, corretores de pH, flúor, oxidantes, desinfetantes, algicidas e outras substâncias, encarecendo o custo do processo, diz o pesquisador José Galizia Tundizi. Foto:
Em locais com vegetação degradada, só cloro não é suficiente. É preciso usar coagulantes, corretores de pH, flúor, oxidantes, desinfetantes, algicidas e outras substâncias, encarecendo o custo do processo, diz o pesquisador José Galizia Tundizi. Foto: Two Backpackers.

Por Karina Toledo / Agência FAPESP

Além de alterar o ciclo de chuvas, prejudicar a recarga de aquíferos subterrâneos e, consequentemente, reduzir os recursos hídricos disponíveis para o abastecimento humano, o desmate da vegetação que recobre as bacias hidrográficas tem forte impacto sobre a qualidade da água, encarecendo em cerca de 100 vezes o tratamento necessário para torná-la potável.

O alerta foi feito pelo pesquisador José Galizia Tundisi, do Instituto Internacional de Ecologia (IIE), durante palestra apresentada no terceiro encontro do Ciclo de Conferências 2014 do programa BIOTA-FAPESP Educação, realizado no dia 24 de abril, em São Paulo.

“Em áreas com floresta ripária [contígua a cursos d’água] bem protegida, basta colocar algumas gotas de cloro por litro e obtemos água de boa qualidade para consumo. Já em locais com vegetação degradada, como o sistema Baixo Cotia [bacia hidrográfica do rio Cotia, na Região Metropolitana de São Paulo], é preciso usar coagulantes, corretores de pH, flúor, oxidantes, desinfetantes, algicidas e substâncias para remover o gosto e o odor. Todo o serviço de filtragem prestado pela floresta precisa ser substituído por um sistema artificial e o custo passa de R$ 2 a R$ 3 a cada mil metros cúbicos para R$ 200 a R$ 300. Essa conta precisa ser relacionada com os custos do desmatamento”, afirmou Tundisi.

Quando a cobertura vegetal na bacia hidrográfica é adequada – e isso inclui não apenas as florestas ripárias como também matas de áreas alagadas e demais mosaicos de vegetação nativa –, a taxa de evapotranspiração é mais alta, ou seja, uma quantidade maior de água retorna para a atmosfera e favorece a precipitação.

(mais…)