CARNAVAL: SECRETÁRIO “REBATE” PROTESTO CONTRA PROGRAMAÇÃO

Secretário Paulo Atto. Imagem: Gidelzo Silva/Secom-PMI.
Secretário Paulo Atto. Imagem: Gidelzo Silva/Secom-PMI.

Reproduzimos ontem (29) informação de O Tabuleiro sobre o protesto que músicos de Ilhéus marcaram para as 13 horas dessa sexta-feira em frente à sede da prefeitura. Os artistas reclamam que o governo Jabes Ribeiro privilegiou atrações de outras cidades, em detrimento das locais, na programação do carnaval 2015. Confira aqui.

A programação está neste link.

Ontem, após a notícia sobre o protesto, o titular das Secretarias Municipais de Cultura e Turismo, Paulo Atto, defendeu a programação do evento. Segundo ele, 70% dos músicos contratados atuam em Ilhéus. Por outro lado, “não há como, para uma festa de quatro dias, contratar todas as bandas existentes na cidade”. Leia a íntegra abaixo.

“Bandas locais darão o ritmo do Carnaval Cultural

Com o intuito de manter a política de valorização da cena artística regional, a Prefeitura de Ilhéus, por meio das Secretarias de Cultura (Secult) e Turismo, apresentará aos foliões que vão participar do Carnaval Cultura da cidade uma programação composta por 70% de bandas locais. O dado é do titular da Secult e interino do Turismo, Paulo Atto. Segundo ele, foram utilizados critérios objetivos para a seleção dos artistas que vão participar da folia.


De acordo com Atto, a prefeitura levou em consideração, por exemplo, se a banda já havia se apresentado em outros carnavais e, portanto, se tem experiência com festa do tipo. Outro ponto observado foi a necessidade de abrir espaço para novos grupos locais, como o caso da banda Zahra, formada por músicas da cidade.

O secretário afirmou que “não há como, para uma festa de quatro dias, contratar todas as bandas existentes na cidade”. No entanto, lembra o esforço do poder público para prestigiar esses grupos em outros eventos. “Somente em janeiro, foram realizadas apresentações com grupos musicais durante os quatro dias de festa em homenagem a São Sebastião, na Festa do Mastro de Olivença, no Dia do Samba em Dezembro e no Réveillon. E teremos, no dia de Iemanjá, em 02 de fevereiro, novos shows”, destaca Atto.

As bandas – No cenário musical ilheense há oito anos, a banda Circuito Fechado é comandada por Keketa e traz em seu repertório desde o axé ao rock. O cantor Bebeto, radicado em Ilhéus, é considerado um dos mais versáteis e talentosos da região. A banda Di Bali, comandada pela cantora Amanda Andrade, foi formada em 1997, em Ilhéus. A vocalista já ganhou prêmios como o Troféu Jupará.

O grupo Dibalada tem como vocalista Alan Souza, mais conhecido como Kyko. A banda chama atenção ao mesclar o axé music com diversos gêneros musicais. A Banda Zahra tem como intuito resgatar a musicalidade da região cacaueira, inspirando-se em grandes cantores que a cidade já teve, como Reizinho e Saul Barbosa. Criado em 2012, o grupo Sambalight é conhecido por tocar partido alto e se apresenta em eventos na cidade. Já a banda de samba Comigo Ninguém Pode é formada por oito integrantes, que decidiram se juntar em abril de 2010. Alguns dos integrantes já trabalharam com Edson Gomes e na banda Sambágua.

O carnaval – O Carnaval Cultural de Ilhéus 2015, que acontecerá de 14 a 17 de fevereiro, terá como tema central os 30 anos do axé. De acordo com o secretário de Cultura, Paulo Atto, a festa se concentrará num palco montado nas proximidades da Catedral de São Sebastião. Nos quatro dias de evento, o público terá acesso a shows e programação especial.

No sábado, 14, primeiro dia de festa, o Carnaval Cultural será aberto às 20h, com o baile da terceira idade, comandado pelos cantores Lito Vieira e Bebeto; a folia continua com Tuca Fernandes, a partir das 22h; a festa será encerrada com Keketa e Banda, a partir da meia noite. No dia 15, domingo, a programação conta com baile infantil, comandado por Márcia Alencar, às 17h; às 20h, será a vez da banda Mania de Pagode; às 22h, se apresenta a banda 5%; fechando a noite se apresenta a banda Di Bali, a partir das 00h. O terceiro dia do Carnaval Cultural começa às 20h com a banda Di Balada; às 22h, sobe ao palco a cantora Alinne Rosa; fecha a penúltima noite a banda Comigo Ninguém Pode. A programação será encerrada no dia 17, quando, às 20h, será inaugurado o Ponto do Samba, com o grupo Samba Light; segue a festa, às 22h, com o pagode da banda Pagod’Art; a festa será finalizada com o som da banda Zhara.”



3 responses to “CARNAVAL: SECRETÁRIO “REBATE” PROTESTO CONTRA PROGRAMAÇÃO

  1. Com muita eloquencia o secretario defende que o número de músicos ilheenses que iram participar representam 70% das bandas que compoem o evento, sendo esse informação falsa, basta apenas pesquisar sobre as bandas listadas para perceber isso, mas o grande foco desse posicionamento é pela falta de respeito não somente com o número de músicos da cidade, como também dos critérios adotados para seleção dos mesmo, a maioria das bandas locais nem mesmo tiveram conhecimento de como a escolha das bandas aconteceriam não tendo a oportunidade de serem selecionadas, em Ilhéus toca quem se submete a prefeitura, pelo menos é o que vem acontecendo, bandas conhecidas pelos moradores da cidade, principalmente da periferia foram ignorados quando em contato com a prefeitura.

  2. CONHEÇO PAULO ATTO SEI DA SUA COMPETENCIA, SEI TAMBÉM QUE ELE NÃO APITA NADA COMO TODOS OS OUTROS SECRETÁRIOS QUE APENAS CUMPREM ORDENS DESTE GOVERNO QUE AI ESTÁ NO ENTANTO ELE ACABA SE QUEIMANDO MESMO TENDO BOAS INTENÇÕES COM A CULTURA DE ILHÉUS QUE ALIÁS PASSOU A SER VISTA , PAULO ATTO ESTA ILHADO NESTAS DUAS SECRETARÍAS POIS CICLOS VICIOSOS EO GRUPO DE MORCEGOS QUE HÁ MUITOS ANOS HABITARAM A EXTINTA FUNDAÇÃO CULTURAL DEIXARAM SEMENTES E ESTÃO ATRAPALHANDO O EXCELENTE TRABALHO DE PAULO ATTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *