SINEBAHIA ILHÉUS OFERECE 48 VAGAS DE EMPREGO NESSA QUINTA-FEIRA

Confira abaixo as trinta e seis vagas disponíveis amanhã, quinta-feira (12), na agência do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Camareira

  • Formação: Ensino Fundamental Incompleto

  • 6 meses de experiência

  • 2 Vagas

Agente Funerário

  • Formação: Ensino Médio Completo

  • 4 meses de experiência

  • 4 Vagas

Ajudante de Carga e Descarga de Mercadoria

  • Formação: Ensino Médio Completo

  • 3 meses de experiência

  • 10 Vagas

(mais…)

FABIO BARRETO FICOU UM MÊS NO “LATÃO”

Fabio Barreto. Foto: Emílio Gusmão.
Fabio Barreto. Foto: Emílio Gusmão.

Preso em Ilhéus desde julho de 2014 após ser acusado de tentativa de homicídio (veja aqui e aqui), Fabio Barreto passou um mês no “latão”, cela solitária do Presídio Ariston Cardoso.

Fabio ficou na solitária entre os dias 20 de dezembro de 2014 e 21 de janeiro. O “latão” é um ambiente cruel, onde o detento fica sem contato com o mundo exterior, voltado para si próprio e para as paredes de uma cela escura.

Segundo uma fonte deste blog, a direção do presídio mandou Barreto para o “latão” depois que o perfil dele no Facebook publicou um agradecimento aos amigos que lembraram seu aniversário. A administração da penitenciária considerou que o próprio detento realizou a publicação e o puniu.

A mensagem foi publicada no dia do aniversário de Fabio Barreto (9 de dezembro). A fonte deste blog afirma que quem publicou o agradecimento foi a companheira do presidiário. Ela tem acesso ao perfil dele no Facebook.

O Tabuleiro veiculou notícia sobre a publicação do perfil de Fabio Barreto no Facebook – veja aqui. Ele já estava na prisão há quase seis meses quando foi punido. Antes de ir para o “latão”, permaneceu em área isolada dos outros detentos, mas tinha certa “liberdade” para se movimentar no espaço onde está preso preventivamente. A repercussão  do seu agradecimento no Facebook alertou a direção do presídio, afirma a fonte deste blog.

Convém lembrar que o veículo de comunicação apenas cumpriu seu papel: informou. Fabio foi punido porque a direção do presídio interpretou que ele publicou a mensagem no Facebook. 

PM ACUSADO DE ESTUPRAR MENORES É PRESO EM ILHÉUS

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa.

O soldado PM Valdemir Oliveira de Jesus, lotado na 70ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), foi preso em flagrante hoje em Ilhéus. Mais conhecido como “Pipi”, ele é acusado de estuprar três menores. 

Por volta das 3 horas da madrugada dessa quarta-feira, 11, uma senhora ligou para a Polícia Militar e informou que Valdemir estava com as supostas vítimas em uma casa no bairro Pontal. O sargento PM Adilson Almeida foi até o local e prendeu “Pipi” em flagrante.

Valdemir já responde ação penal após ser acusado pelo mesmo crime em fevereiro de 2012.

A nota divulgada pela Secretaria de Segurança Pública não informa o sexo nem a idade das supostas vítimas. Elas teriam recebido dinheiro para se relacionar com o acusado. 

A polícia vai encaminhar Valdemir para Salvador ainda nessa quarta-feira.

DA RAIVA AO CAOS: VÍDEO MOSTRA PROTESTO QUE PAROU ILHÉUS

Registramos depoimentos sobre o incidente que envolveu um motorista da São Miguel e um policial civil. O caso ocorreu na manhã de terça-feira (10) e revoltou os rodoviários de Ilhéus. Em protesto, eles estacionaram ônibus em frente ao Departamento de Polícia Técnica, ao longo da Praça Cairu e diante da Ceplac, na região central da cidade. Depois se reuniram na entrada da delegacia.

 Assista.

No vídeo, Fabiano chama o policial de “Peixoto”. Acusado de agressão pelo motorista, Eduardo Pacheco conversou com este blog, mas, preferiu não ser fotografado nem filmado. Ele afirma que o funcionário da São Miguel o agrediu primeiro. Sua resposta à acusação está neste link.

POLICIAL RESPONDE ACUSAÇÃO DE MOTORISTA: “A PRIMEIRA AGRESSÃO PARTIU DELE”

Motorista (à direita) acusou policial de agredi-lo com coronhadas. Motoristas e cobradores protestaram em frente à delegacia. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão.
Motorista (à direita) acusou policial de agredi-lo com coronhadas. Rodoviários protestaram em frente à delegacia. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Conversamos hoje (11) com o policial civil Eduardo Pacheco, acusado de agressão por Fabiano Onório, motorista da empresa São Miguel.

Eduardo admite que usou o cabo da sua pistola para golpear a cabeça do motorista, no entanto, conta que Fabiano o agrediu primeiro.  

O policial preferiu não ser fotografado, pois teme represálias. Ele também registrou queixa contra Fabiano. Além disso, afirma que motoristas tentaram lhe cercar no Terminal Urbano e quebrar seu carro (que estava estacionado em frente à 7ª Coorpin).

Perguntamos  o que aconteceu entre ele e o motorista da São Miguel. Confira a resposta de Eduardo Pacheco.

“Eu trafegava pela [Rua] Bento Berilo [Rua da Linha], quando o semáforo fechou fiquei [com o carro modelo Celta] ao lado [esquerdo] do ônibus. Ele [o motorista] olhou pela janela e, quando o semáforo abriu, ao invés de sair pela mão dele, saiu me apertando, me apertando, me apertando, até me jogar contra o canteiro do outro lado. Não tive pra onde ir, segurei e ele partiu.

Pacheco conta que gesticulou com as mãos para o motorista do ônibus. “Como se dissesse: ‘o que é isso?’. Ele olhou pelo retrovisor e deu risada. Aquilo realmente ‘me ferveu’. Eu não ia nem atrás dele… aí fui”.

Eduardo foi ao Terminal Urbano e entrou no ônibus quando o motorista parou. “Entrei já meio nervoso – lógico! – e perguntei ‘que porra foi aquela, se ele tava louco e não sabia que ali tinha um pai de família? ’. Ele virou para o lado esquerdo, pegou um triângulo [de sinalização de trânsito] e arremessou. Eu tirei o corpo, mas, quebrou meus óculos. Meu rosto está até meio roxo. No momento de nervosismo, eu saquei a pistola e dei uma coronhada nele.

Lembramos a Pacheco que o motorista nos apresentou outra versão. Segundo Fabiano, Eduardo já entrou no ônibus com a arma na mão.

Pacheco rebateu: “Ele tem mais é que omitir os fatos, porque está errado”.

Conforme o policial, as imagens da câmera do ônibus provarão que Fabiano o agrediu primeiro com o triângulo. “Eu não sou louco. Meu histórico não tem nenhuma mácula. Nunca respondi a processo. Eu sou policial, mas, antes sou um ser humano e agi como tal. Não agi como policial. Não entrei com a arma na mão. Se eu tivesse entrado com uma arma na mão, você acha que ele tentaria me acertar com um triângulo? Ele usaria um triângulo contra uma arma?”

Segundo Pacheco, a imagem do policial já é estigmatizada. “O fato é que basta ter um envolvido em qualquer situação para ele se tornar o culpado. A outra parte vira vítima de imediato. A sociedade faz sua escolha antes mesmo de ouvir a outra versão. Eu fui crucificado desde ontem. Minha família foi exposta, porque meu nome foi colocado na mídia. Só não veicularam minha imagem porque não tinham.”

O Blog do Gusmão também publicou o depoimento de Fabiano Onório. Leia aqui

JUSTIÇA PROÍBE PARALISAÇÃO DE ÔNIBUS EM ILHÉUS

Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.
Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Decisão da Justiça proíbe a paralisação do serviço de transporte coletivo de Ilhéus por parte do Sindicato dos Rodoviários. Designado para o plantão regional da Vara Cível, o Juiz Fábio Mello Veiga publicou a liminar ainda na noite dessa terça-feira, 10, após o protesto de motoristas e cobradores relacionado ao incidente entre um policial civil e um motorista.

Conforme a liminar judicial, o sindicato não pode impedir a circulação dos ônibus coletivos “de propriedade das empresas de transporte público, fazer piquetes ou praticar qualquer outro ato que impeça o acesso dos funcionários aos pátios das empresas ou aos veículos”.

O mandado proibitório prevê multa diária de R$ 100.000,00 (cem mil reais) caso o sindicato descumpra a decisão judicial.

Ontem, em contato com este blog, o presidente do sindicato, Gustavo Santana, afirmou que os ônibus voltariam a circular normalmente a partir da manhã dessa quarta-feira, 11.

Constatamos hoje que motoristas e cobradores cumpriram o que foi dito pelo líder sindical. Os ônibus circulam normalmente.

MARINHA ABRE 2.200 VAGAS PARA APRENDIZES-MARINHEIROS

Imagem divulgada pelo Ministério da Defesa.
Imagem divulgada pelo Ministério da Defesa.

Estão abertas as inscrições para o Concurso Público de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros (CPAEAM/2015). São 2.200 vagas e o candidato deve ser brasileiro ou naturalizado do sexo masculino, possuir o Ensino Fundamental e ter entre 18 e menos de 22 anos de idade no dia 1º de janeiro do ano de 2016.

O prazo de inscrição acabará no dia 9 de março (inscreva-se aqui). O valor da taxa é de R$ 15,00. Mais informações no edital – acesse aqui – e no telefone (21) 2104-6006.

O candidato fará provas objetivas de Matemática, Português e Ciências. Os classificados nesta primeira fase participarão ainda de etapas, com caráter eliminatório, como inspeção de saúde e teste de aptidão física.

Os aprovados serão formados em uma das quatro Escolas de Aprendizes-Marinheiros, localizadas em Fortaleza (CE), Recife (PE), Vitória (ES) e Florianópolis (SC). O curso de formação de Marinheiros tem a duração de 48 semanas, em regime de internato. Nesse período, os jovens recebem alimentação, alojamento, ajuda para aquisição de uniformes, assistência médico-odontológica e ajuda de custo. Ao final, serão promovidos a Marinheiros e receberão vencimentos iniciais de cerca de R$1.500,00, além de benefícios.

PORTO SUL VAI SER REDIMENSIONADO

Rui Costa. Foto: Carlos Augusto/Jornal Grande Bahia.
Governador: “A mudança reduz a necessidade de investimento imediato”. Imagem: Carlos Augusto/Jornal Grande Bahia.

Do Valor Internacional

A queda vertiginosa nas cotações internacionais das commodities forçou um redimensionamento do projeto de construção do Porto Sul, um dos maiores terminais privados atualmente planejados para a costa brasileira. A fim de manter o empreendimento em pé após uma queda acumulada de quase 55% no preço do minério de ferro desde o início de 2014, o governo da Bahia e a mineradora Bamin ­ principal interessada na operação ­ concordaram em reduzir de dois para um o número de terminais que serão construídos na praia de Aritaguá, localizada no município de Ilhéus (BA).

Concebido com o objetivo principal de viabilizar a exportação do minério existente no sudoeste baiano, o Porto Sul enfrentou uma verdadeira maratona até obter, em setembro do ano passado, a licença ambiental que autoriza o início das obras. O projeto está encravado em uma região preservada de Mata Atlântica e com forte apelo turístico. Por causa da influência em terras indígenas, sua localização original teve que mudar. Um dos principais opositores do empreendimento é o empresário Guilherme Leal, sócio da Natura e candidato a vice na chapa de Marina Silva na disputa presidencial de 2010.

Não bastasse o questionamento ambiental, o empreendimento também esbarra na letargia da Ferrovia de Integração Oeste­Leste (Fiol), planejada para levar o minério das jazidas até o Porto Sul. A estrada de ferro deveria ter sido inaugurada em 2013, mas ainda está com menos de 60% de execução nas obras.

(mais…)