ITABUNA: CENTAURO É CONDENADA POR DESRESPEITO À JORNADA DE TRABALHO

centauroA Justiça do Trabalho de Itabuna condenou a SBF Comércio de Produtos Esportivos Ltda, dona das Lojas Centauro, a pagar indenização de R$ 70 mil por desrespeito frequente à jornada de trabalho e ao descanso dos seus funcionários.

Ação do Ministério Público do Trabalho na Bahia, movida pelo procurador Ilan Fonseca, motivou a sentença do juiz João Batista Sales Souza.

Segundo a decisão do magistrado, “ao expor seus trabalhadores a condições de trabalho que, via de regra, conduzem ao adoecimento e a riscos de acidentes de trabalho fatais, com vistas a alcançar as metas de produção/produtividade, o réu alcança ganhos não obtidos por concorrentes que cumprem rigorosamente as leis do país”.

O valor da indenização será repassado para projetos sociais sem fins lucrativos e entidades filantrópicas.

NOVA PONTE: DESAPROPRIAÇÕES PREOCUPAM MORADORES

Imagem em 3D do projeto .
Imagem em 3D do projeto .

Durante reunião com o secretário estadual de Infrestrutura, Marcus Foltz Cavalcanti, o deputado federal Bebeto Galvão (PSB) falou ao gestor sobre a preocupação de moradores do bairro Pontal que esperam informações oficiais a respeito do processo de desapropriação de seus imóveis, em benefício das obras da nova ponte.

O secretário garantiu que os moradores não serão prejudicados e não haverá transtorno. Proprietários ouvidos há um ano por este blog não pensam como Marcus Foltz veja aqui e aqui.

Bebeto também conversou com Cavalcanti a respeito da construção de uma ponte entre os municípios de Canavieiras e Belmonte. A obra é tida como projeto estratégico para a integração entre as Costas do Cacau e do Descobrimento, pois vai conectar as regiões sul e extremo sul da Bahia.

AUGUSTO CASTRO E A DESCULPA QUE NÃO COLA

"Conta outra, deputado", pediu visitante deste blog ao ler a explicação de Augusto Castro sobre a doação que recebeu de um assessor em situação econômica desfavorável.
“Conta outra, deputado”, pediu visitante deste blog ao ler a explicação de Augusto Castro sobre a doação de um assessor.

Reportagem da Folha de São Paulo publicada no domingo (01) cruzou os dados do programa bolsa-auxílio, da Assembléia Legislativa da Bahia, com a lista de doadores da campanha eleitoral de 2014.

De acordo com a Folha, estudantes beneficiados  pelo auxílio educacional, apesar de terem sido considerados “carentes”, fizeram doações de campanha aos mesmos deputados que os incluíram no programa. O deputado estadual Augusto Casto (PSDB), provável candidato a prefeito de Itabuna, está na lista de contradições. O tucano recebeu R$ 15 mil de um assessor em condições sociais desfavoráveis.

O deputado contestou a reportagem Folha em contato com este blog: “Quem recebeu a bolsa auxílio foi Arthur Borges, filho de um assessor meu. Esse jovem tem 19 anos, morava em Ibicaraí e veio estudar em Salvador. O pai dele, Sisnande Borges, trabalha comigo e recebe cerca de R$ 7 mil por mês (líquido). A legislação eleitoral permite que ele doe 10% do que ganha anualmente, considerando o valor bruto do seu salário. A doação foi feita de acordo com a lei. Não há irregularidade”.

Ao ler a contestação do parlamentar, o visitante “Eu não sou besta” fez o seguinte comentário neste blog: “O assessor de Augusto Castro não tem dinheiro para pagar a faculdade do filho, mas tem R$ 15 mil para doar pra campanha do patrão? Conta outra, deputado!”

Possível candidato a prefeito de Itabuna, o deputado carece de novo argumento para explicar ao leitor “Eu não sou besta” que a doação foi feita “de acordo com a lei”. A primeira desculpa não colou.

PACIENTES ESPERAM HORAS POR ATENDIMENTO NO BANCO DA VITÓRIA

Sob o sol escaldante, pacientes aguardam atendimento no posto de saúde do Banco da Vitória, em Ilhéus.
Sob o sol escaldante, pacientes aguardam atendimento no posto de saúde do Banco da Vitória.

Leitor do Blog do Gusmão registrou hoje (3) o sofrimento das pessoas que buscam atendimento no posto de saúde do Banco da Vitória, distrito de Ilhéus. Alguns pacientes chegam a esperar seis horas para serem atendidos. 

Segundo o leitor, o posto do Banco da Vitória está sobrecarregado, porque as unidades médicas de locais como Vila Cachoeira, Morada do Porto e Maria Jape estão fechadas. Sem opção, os moradores desses lugares são obrigados a procurar o local mais próximo para atendimento.

O mesmo problema ocorre de forma ampliada no Hospital Geral Luiz Viana Filho. Como muitos postos de saúde de Ilhéus estão fechados, os moradores de diversas localidades lotam o Regional. 

Tentamos ouvir o secretário municipal de Saúde, Antonio Ocké, a respeito dos postos fechados. Por volta das 14h50min dessa terça-feira, telefonamos três vezes para o número terminado em 2640, mas, não conseguimos contato.

A REPRESSÃO FALHOU. COMO SUPERAR O CRACK?

Imagem: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo.
Imagem: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo.

Reportagem assinada por Marcelo Pellegrini, de CartaCapital, questiona o modelo repressivo de combate ao uso do crack e analisa as limitações de pequenos municípios para oferecer serviços de reabilitação às pessoas viciadas nessa droga. 

Os exemplos analisados são os de duas cidades, Sete Barras (no estado de São Paulo) e Campo Novo do Parecis (Mato Grosso), mas, podem representar de modo geral os problemas enfrentados por outros municípios. Leia.

Falta comunicação entre poderes para recuperar usuários de crack

A realidade do combate ao crack é especialmente cruel para os municípios pequenos do País. Dotados de poucos recursos próprios e dependentes de repasses federais ou estaduais, eles raramente possuem meios para combater o uso e fornecer apoio aos dependentes. CartaCapital conversou com representantes de duas cidades nestas condições, uma no Vale do Ribeira, em São Paulo, e outra no interior do Mato Grosso. Ambas possuem em comum a alta incidência de crack, a inexistência de programas de combate e tratamento suficientes, um orçamento exíguo e populações inferiores a 35 mil habitantes.

O caso de município de Sete Barras, com 13 mil habitantes é sintomático. “Nosso município é essencialmente agrícola, extremamente pobre e sem muita oferta de trabalho”, diz o secretário de saúde, Odair de Lima.

(mais…)

PINTA DE CANDIDATO?

Pedro Tavares e Chico Xavier. Imagem: Emílio Gusmão.
Pedro Tavares e Chico Xavier. Imagem: Emílio Gusmão.

Acompanhado pelo correligionário Chico Xavier, presidente do PMDB em Ilhéus, o deputado estadual Pedro Tavares posou para a lente do Blog do Gusmão. O encontramos por acaso, no início da noite de sexta-feira (27), horário de muito movimento na famosa “Pracinha da Irene” (Praça Castro Alves).

Circulam especulações sobre Tavares como candidato a prefeito de Ilhéus em 2016. Ouvido por este blog, o vereador Alisson Mendonça (PT) considerou provável a candidatura do deputado à prefeitura, numa coligação entre PMDB, DEM e PSDB – veja aqui.

Assim como as especulações, Tavares circulou entre eleitores da pracinha e os cumprimentou. Para quem disputou uma eleição há menos de cinco meses, demonstra que teria disposição para encarar novo pleito em 2016.

Consultores políticos acreditam que Pedro Tavares pode, como político jovem, captar a empatia de eleitores decepcionados com o discurso da “experiência” do prefeito Jabes Ribeiro e o rebaixamento moral do Partido dos Trabalhadores à “vala comum” – fato que lança sombra numa possível candidatura da Professora Carmelita (PT).

SINEBAHIA ILHÉUS OFERECE 44 VAGAS DE EMPREGO NESSA QUARTA-FEIRA

Confira abaixo as vagas disponíveis amanhã, quarta-feira (4), na agência  do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Alinhador de Direção

  • Formação: Ensino Médio Incompleto

  • 6 meses de experiência

  • 1 Vaga

Serviços gerais

(Exclusiva para PCD)

  • Formação: Ensino Fundamental Completo

  • 1 Vaga

Recepcionista Bilíngue

  • Formação: Ensino Médio Completo

  • 2 Vagas

(mais…)

“PACOTE DE MALDADES” GERA MEDO DE GREVE NA UESC

Segundo a ADUSC, o "pacote de maldades" do governo Rui Costa ameaça as universidades públicas da Bahia.
Segundo a ADUSC, o “pacote de maldades” do governo ameaça as universidades públicas da Bahia.

Membros da Associação de Docentes da UESC (ADUSC) distribuíram ontem (2) panfletos de boas-vindas e alerta na entrada do Campus Soane Nazaré. O texto denuncia o “pacote de maldades” do governo Rui Costa (PT) contra as universidades estaduais da Bahia. 

Conforme a ADUSC, o orçamento estadual para 2015 impõe uma “catástrofe” à rede superior de ensino, com um “corte de quase R$ 20 milhões”. “É o sucateamento da Universidade Pública Baiana”.

Ainda de acordo com a associação, a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia também aprovou projeto de lei “que solapa gravemente a aposentadoria dos servidores públicos. “O pagamento máximo para aposentadoria será em valores atuais de R$ 4.390,42. O servidor vai perder o valor integral da aposentadoria. Quem quiser manter o padrão que tinha na ativa vai ter que pagar uma previdência privada ou aderir à PREVBAHIA”.

As associações de docentes das universidades estaduais aprovaram indicativo de greve em 2014. Nessa segunda-feira, nos corredores da UESC, o “pacote de maldades” alimentou o medo de uma paralisação geral.

RUA DO PONTAL É “PREMIADA” COM PACOTÃO DO DESCASO

Rua Salgado Filho. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão.
Rua Salgado Filho. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

O descaso dos poderes públicos “premiou” com um pacotão de problemas a Rua Salgado Filho, no bairro Pontal, em Ilhéus.

Buracos e lâmpadas de postes queimadas são elementos já incorporados à paisagem da rua. Os moradores estão acostumados com esses problemas “insolúveis”.

Um dos postes sem lâmpadas da Rua Salgado Filho.
Poste sem lâmpada na Rua Salgado Filho.

A novidade fica por conta do odor insuportável que domina a Salgado Filho. Uma água escura e fedorenta está acumulada em parte da rua desde janeiro. A Embasa já foi informada, mas, o problema ainda não foi solucionado.

Acumulada há duas semanas na Rua Salgado Filho, essa água escura exala odor insuportável.
Acumulada há duas semanas na Rua Salgado Filho, essa água escura exala odor insuportável.

No último sábado, 28, conversamos com o proprietário de uma casa situada na Rua Salgado Filho. Em 2014 o IPTU do seu imóvel custou R$ 160. Nesse ano a prefeitura cobrou R$ 1.600 pelo mesmo imposto.

O proprietário disse que, antes de pagar o imposto, vai esperar o desenrolar dos debates que envolvem o novo código tributário de Ilhéus.”Sempre paguei em dia e entendo que o IPTU precisava ser reajustado. Só não consigo entender esse aumento”. 

Trocar lâmpadas de postes e tapar buracos são atribuições da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano. Parte dos recursos arrecadados com o IPTU nos últimos anos deveria ter sido aplicada em serviços de recuperação de ruas como a Salgado Filho, entre outras ações.

ROSEMBERG COMPROU ZÉ CARLOS POR R$ 1 MILHÃO, AFIRMA MICHEL HAGGE

Michel Hagge, ex-prefeito de Itapetinga. Imagem: Blog do Anderson.
Michel Hagge, ex-prefeito de Itapetinga. Imagem: Blog do Anderson.

O ex-prefeito de Itapetinga, Michel Hagge (PMDB), afirmou que a filiação ao PT do ex-pefelista Zé Carlos foi comprada pelo deputado estadual Rosemberg Pinto (PT).

O “passe político” de Zé Carlos (PT), prefeito de Itapetinga, teria custado R$ 1 milhão, conforme Michel Hagge, que concedeu entrevista à Rádio Vida Nova FM no último sábado (28). 

De acordo com Hagge, foi o próprio Rosemberg Pinto quem lhe falou sobre a “compra”, num encontro na Assembleia Legislativa. 

Segundo Michel Hagge, a campanha de Zé Carlos em 2008 foi bancada “com dinheiro da Petrobras”.

ÚLTIMO DIA PARA MATRÍCULAS NA REDE ESTADUAL

As matrículas podem ser realizadas via internet ou em qualquer unidade da rede estadual de ensino, independente da escola que o estudante frequentará.
As matrículas podem ser realizadas via internet ou em qualquer unidade da rede estadual de ensino.

O prazo para a realização de matrículas na rede estadual de ensino acabará ao final dessa terça-feira (3). O ano letivo começará na próxima segunda-feira (9).

Documentos exigidos no ato da matrícula: original de histórico escolar ou atestado de escolaridade, original e cópia de Certidão de Nascimento ou RG, CPF e comprovante de residência. 

A matrícula pode ser feita em qualquer unidade da rede estadual, independente da escola que o estudante frequentará.

Também é possível realizar a matrícula no site da Secretaria Estadual de Educação.