HOSPITAL REGIONAL TEM FUTURO INCERTO

Imagem: Arquivo/Secretaria de Saúde da Bahia.
Imagem: Arquivo/Secretaria de Saúde da Bahia.

Na última sexta-feira (11), em Ilhéus, perguntamos ao secretário de saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, qual será o destino do Hospital Geral Luiz Viana Filho após a inauguração do Hospital da Costa do Cacau, prevista para 2017. “A gente vai passar para o município”, respondeu.

Também questionamos se a reforma do hospital será concluída antes da sua transferência para o município. Fabio Vilas-Boas explicou que o trabalho será concluído. A obra ainda não foi terminada, “porque a construtora que estava fazendo não teve fôlego financeiro para conseguir terminar o contrato. Nós estamos fazendo o distrato e relicitando outra [empresa] para terminar a obra”.

A intenção do governo baiano de transferir a unidade para o município não significa que o planejamento dessa transferência está avançado. O secretário falou em tom especulativo sobre o futuro do Hospital Regional. “Provavelmente, esse vai ser um hospital de cirurgias eletivas. Vai ser um hospital que vai ter uma maternidade. Toda a parte de urgência e emergência vai ser deslocada para o Hospital do Cacau”.

Na mesma ocasião, conversamos com o secretário de saúde de Ilhéus, Antonio Ocké. Ele lembrou as limitações financeiras que a prefeitura enfrenta. Por isso, para receber o hospital, explicou, “tem que ter o aporte do recurso para o município. O município não tem como receber um equipamento desse. Na outra vez que ele [Vilas-Boas] esteve aqui, eu disse: ‘me dê o hospital, mas me dê o hospital com os recursos que ele recebe”.  Segundo o secretário municipal, hoje o Regional recebe um “valor estrondoso que ninguém consegue descobrir o mistério que tem”.

Perguntamos a Ocké se o município já se prepara para receber a unidade. “Não. Existe a proposta do Estado para passar para o município. Agora: o que é que o prefeito quer? Quer transformar numa maternidade”, com atenção especial para o pós-parto, a mulher e a saúde infantil.



One response to “HOSPITAL REGIONAL TEM FUTURO INCERTO

  1. Neste mes teremos a aprovação PPA da Bahia para 2016-2019, a região como sempre muito mal representada.
    A oposição apresentou emenda para inclusão do Aeroporto Internacional de Ilheus, proximo a CEPLAC, porém teve parecer contrário aprovado.
    E, advinha, a deputada Angêla Souza votou pela aprovação desse parecer.
    Acompanhem aqui:

    Nº Proposição: PL./21.474/2015: Institui o Plano Plurianual Participativo – PPA do Estado da Bahia para o quadriênio 2016-2019.

    http://www.al.ba.gov.br/atividade-parlamentar/proposicoes-resultado.php?cod=PL./21.474/2015

    Ver diario oficial de 16 de dezembro de 2015, No 21.838
    http://www2.egba.ba.gov.br/diario/_DODia/Fotos/LEGISLATIVO.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *