BEBÊS COM MICROCEFALIA SÃO ABANDONADOS NAS MATERNIDADES DE ITABUNA

maternidadeA informação é de uma fonte deste blog na secretaria de saúde de Itabuna. As maternidades Esther Gomes e Manoel Novaes já registraram casos de bebês que nasceram com microcefalia e foram rejeitados pelos pais. “Itabuna já tem tido casos de crianças com microcefalia, crianças que morrem ainda nas barrigas das mães, os natimortos, por problemas de microcefalia. Já foi confirmado que essas mães tiveram zika durante a gravidez”, revelou.

De acordo com a nossa fonte, um profissional da saúde enfrenta essa dura realidade. “Tem também o caso de um médico de Itabuna que está passando por esse drama, porque a esposa teve zika na gravidez e a criança vai nascer com microcefalia”.

Também ouvimos um especialista. Segundo ele, “é importante salientar que estamos no período crítico das doenças como a dengue, zika e chikungunya, porque o mosquito Aedes aegypti tem seu período de maior proliferação entre os meses de janeiro e abril, quando se tem o pico do número de casos. Portanto, nesse momento os municípios devem intensificar a disponibilização de métodos contraceptivos para que as mulheres evitem a gravidez”.

Comentário do Blog.

Apesar da gravidade desse problema de saúde pública, a Prefeitura de Itabuna adota postura silenciosa que não contribui para o esclarecimento da população.



4 responses to “BEBÊS COM MICROCEFALIA SÃO ABANDONADOS NAS MATERNIDADES DE ITABUNA

  1. Que Noticia aqueles que deveriam proteger sao os primeiros a abandonarem.
    Muito estranho também é o numero de gravidas que a contrato o zika .parece que o mosquito escolhe suas vitimas estranho nao?? Na minha ignorância venho a pensar que tudo isso tem uma outra fonte..

  2. Ok blz, mas essa informação procede? Cadê as fontes? Isso é coisa séria. Tanto pra quem divulga e pra possível omissão dos profissionais do hospital.

  3. Eu tive minha filha a 20 dias no Manoel Novais e não vi nenhuma criança com microcefalia e nem ouvir comentarios sobre esse caso.. E alias tive zika na minha gravidez e Graças a Deus minha filha nasceu forte e saúdavel.

  4. Algo estranho nesta reportagem. Ela chama o leitor falando de bbs abandonados, mas em seu corpo só fala de casos da doença, não do abandono. Estranho. Foi mal redigido ou só queria atrair o leitor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *