SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE SANTO AMARO É PRESO POR SUPOSTO DESVIO DE VERBAS

Segundo o MP, Tales liderava esquema de desvio de recursos públicos.
Segundo o MP, Tales liderava esquema de desvio de recursos públicos.

Equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) prenderam ontem (28) o secretário de educação de Santo Amaro, Tales Antônio Moraes Campos, acusado pelo Ministério Público do Estado a Bahia de liderar um esquema de desvio de recursos públicos.

A Justiça decretou a prisão preventiva do gestor. Investigadores o encontraram em Lauro de Freitas, num imóvel, quando ele já havia sido classificado como foragido. A polícia o levou para o Complexo Penitenciário da Mata Escura.

De acordo com a Polícia Civil, outras quatorze pessoas são investigadas. Ainda conforme os investigadores, Tales contou com a ajuda de outros servidores do município, que recebiam vantagens indevidas, diferença de vencimentos e gratificações por atividades complementares não realizadas.

Segundo a denúncia, folhas de pagamento com as irregularidades eram confeccionadas e os valores creditados nas contas dos servidores, sem qualquer requerimento administrativo. Depois, os “frutos colhidos” eram repassados ao secretário.

Santo Amaro vive dias agitados. Na última segunda-feira (25), a Justiça cassou os mandatos do prefeito Ricardo Carmo (PT) e do vice-prefeito Leonardo Pacheco (PSB) por irregularidades no processo eleitoral de 2012, quando eles teriam se beneficiados com a compra de votos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *