COLO-COLO PRECISA DE VITÓRIA PARA EVITAR QUEDA

Imagem: Alfredo Filho-Secom-Ilhéus.
Imagem: Alfredo Filho (Secom-Ilhéus).

O Colo-Colo faz uma campanha muito ruim no Campeonato Baiano de 2016. Nesse domingo (20), recebeu o Vitória da Conquista em Ilhéus para o primeiro confronto das duas equipes no duelo contra o rebaixamento. O placar do Estádio Mário Pessoa não saiu do zero.

O empate manteve a vantagem do Conquista. O time do sudoeste se classificou à frente do Colo-Colo. Por isso, só precisa de mais um resultado igual para se livrar da queda. Já ao Tigre ilheense só interessa a vitória para não amargar uma volta à segunda divisão do futebol baiano.

O segundo jogo será no próximo domingo (27), em Vitória da Conquista. O retrospecto recente mostra que o Colo-Colo tem uma missão muito difícil. O Bode tem sido um adversário duro para o Tigre. Venceu o penúltimo confronto entre as duas equipes por quatro a um.

Antes do início do campeonato, no dia 13 de janeiro, editorial deste blog questionou se a eleição de Raimundo Borges para a presidência do Colo-Colo poderia colocar em risco a permanência do Tigre na primeira divisão do estadual.

Raimundo pertence ao grupo político do prefeito Jabes Ribeiro (PP), cujo governo (principalmente o secretário de obras Isaac Albagli) sonha em transformar o Estádio Municipal Mário Pessoa num shopping center. A possível queda do Colo-Colo para a segunda divisão, que agora parece provável, poderá abrir caminho para os sonhos embalados nos bastidores do jabismo.



3 responses to “COLO-COLO PRECISA DE VITÓRIA PARA EVITAR QUEDA

  1. Uma gestão que não consegue manter nem o site no ar, por não pagar seus funcionários !! Imagine se conseguiria pelo menos deixar o Colo-Colo no lugar que estava antes de assumir !! VERGONHA! SEGUNDA DIVISÃO EU NÃO ACEITO !!

  2. Eu comparo essa gestão do colo-colo igual a do município,vão ser ruíns assim lá na china,é segunda divisão na certa pra esse time ridículo,nunca ví um elenco do colo-colo tão desastroso igual a esse.

  3. Moqueca foi meu colega no IME , na década de 70 , era um lateral duro de ser batido porém recuado , taí a “moleza” vista no comando do Colo Colo . Gostar ria de ver Zé de Madá como técnico, seria outra pegada . E este papo de shopping é válido, desde que 1o. criem uma vila olímpica em qualquer local de Ilheus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *