O LAMENTO DE JABES NA SEMANA SANTA

Jabes e Jesus: semelhanças além da grafia.
Jabes e Jesus: semelhanças além da grafia.

Por Thiago Dias

Nota pública divulgada no site da prefeitura sugere a densidade do clima lamurioso que abateu o ânimo do prefeito Jabes Ribeiro (PP).

O texto revela o lamento do prefeito que decidiu cancelar a distribuição de peixe para os pobres. O ato apertou o peito do alcaide, mas, seguiu recomendação do Ministério Público do Estado da Bahia. Lembre aqui.

O cancelamento comoveu Jabes especialmente por estarmos em plena Semana Santa, época marcada pela lembrança dos ensinamentos de Jesus.

Além das cinco letras iniciadas pelo “J” e encerradas pelo “S”, o prefeito tem em comum com o Messias o apreço pela caridade em benefício dos “mais necessitados”.

Jabes, entretanto, não tem o dom da multiplicação da comida. Precisa recorrer a licitações para abrir o cofre municipal. Tudo conforme os “programas sociais previstos na Lei 3.763/2015”, esclarece a nota da prefeitura.

“Essa lei tem como objetivo prover a população carente de alimentos em períodos tidos como fundamentais, a fim de proporcionar um mínimo de dignidade às pessoas que não têm condições financeiras”, reforça o mandatário caridoso.

A recomendação do MP respondeu a pedido da APPI, sindicato que representa os professores de Ilhéus. Na nota, o prefeito criticou as intenções políticas dos opositores, pedras no caminho da sua caridade.

Apesar do lamento (“sobretudo nesta quadra de graves dificuldades econômicas”), JR recobrou o ânimo benevolente no final do texto e prometeu: “continuaremos lutando em prol deste benefício importante para os mais necessitados”.

E você, leitor herege, não encontra nenhum cristão na Via Láctea.

Thiago Dias é colaborador do Blog do Gusmão.



2 responses to “O LAMENTO DE JABES NA SEMANA SANTA

  1. Caridoso!Me engane que eu gosto,esse prefeito de bom não tem nada,quatro anos de governo massacrando a população e os trabalhadores municipais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *