PROFESSORA DA UNEB COMENTA ARBITRARIEDADES DO JUIZ SÉRGIO MORO

Gabriela Barbosa é professora do curso de direito da UNEB, campus Jacobina.

Ela faz questionamentos consistentes sobre as atitudes do juiz federal de “1ª instância” Sérgio Moro.

Seu discurso é muito influenciado pela ideologia do PT, que tenta alertar as pessoas sobre um suposto golpe “iminente”.

Vale apena ouvir, concordar ou discordar.



4 responses to “PROFESSORA DA UNEB COMENTA ARBITRARIEDADES DO JUIZ SÉRGIO MORO

  1. É lamentável ver como as universidades públicas estão contaminadas com esse pensamento esquerdista. Esse professor não deve conhecer nada de história, tem que ser uma anta para não entender como estava a conjuntura do mundo naquela época da guerra fria. Por sinal foi só o Brasil que passou por uma ditadura militar? Não sou a favor de nenhuma ditadura seja ela militar ou dessa falsa democracia orquestrada pelo PT. É de uma calhordice alguém hoje ficar apontando que fulando ou siclano apoiava a ditadura, vai catar coquinho, hoje a Folha de São Paulo possuí colunistas das mais variadas opiniões seja esquerdistas, centro esquerda, direita, centro direita etc… Esse professor só consegue fazer a cabeça de quem não tem cabeça… pois façam uma consulta rápida no google sobre aquela época que será possível entender porque o Brasil entrou numa ditadura Militar apoiada pelos EUA. Provavelmente meu comentário não será postado… mas não poderia ficar calado com uma asneira dessas.

  2. André. As universidades públicas e particulares tem que ter pensamentos de esquerda, direita, centro….se não tem que tirar o nome e propósito da universidade, onde vários universos convergem para o propósito de ensino, produção de conhecimento e extensão. Agora qualquer pessoa que tenha uma opinião de esquerda você é “anta” ou outros predicados de mais baixo calão. Sou a favor que todos tem o direito de expressar sua opinião partidária, sem ter o medo de ser rechaçado por isso. Gostei dos seus comentários, tirando a desqualificação da professora.

  3. o JUIZ MORO errou , ele nao tem competencia para certos atos , ele tinha que remeter ao STF, Eum nunca vi uma leva de tantos magistrados mediocres no Brasil, o Ministro Gilmar Mendes ofende a sanidade juridica.
    Uma vergonha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *