CONCURSO: JUIZ AFIRMA QUE GOVERNO JABES FAZ MANOBRA PARA MANTER CONTRATADOS

Jabes Ribeiro e Ricardo Machado os organizadores do concurso público. O objetivo é melar? Foto: Gidelzo Silva.
Jabes Ribeiro e Ricardo Machado fazem manobras para manter contratados. Concurso começa desmoralizado. Foto: Gidelzo Silva.

Da Ascom do MP/BA

Justiça dá 48 horas para Ilhéus adequar concurso público à Lei Eleitoral

A Justiça estabeleceu prazo de 48 horas para a Prefeitura Municipal de Ilhéus e a empresa Consultec Consultoria Ltda. republicarem edital de concurso público da administração municipal e adequarem o cronograma do certame à Lei Eleitoral. Com isso, a homologação do processo seletivo deve ocorrer e ser publicada na imprensa oficial até a data de 2 de julho deste ano, sob pena de multa diária de R$ 10 mil, podendo chegar ao valor máximo de R$ 200 mil.

A determinação atende pedido do Ministério Público estadual, realizado pelo promotor de Justiça Frank Ferrari. A decisão do juiz Alex Campos Miranda foi proferida ontem, dia 30. Segundo o magistrado, “fica clara a manobra da administração em, não obedecendo o calendário eleitoral, ficar impedida de nomear os aprovados, mantendo os contratados sem concurso público”.

Em seu pedido, o promotor Frank Ferrari destacou que o edital previa para o dia 4 de julho a homologação do certame, extrapolando a data de 2 julho de 2016, estabelecida como limite pela Resolução 23.450 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a nomeação de servidores aprovados em concurso público. Ferrari chegou a recomendar à Prefeitura a alteração do calendário, para antecipar em dois dias a conclusão e homologação do processo seletivo, mas o Município se negou a fazer as mudanças valendo-se de parecer da Consultec, informou.

PT DE ILHÉUS AFIRMA QUE MILHARES DE PESSOAS FORAM ÀS RUAS CONTRA “O GOLPE”

imagem PT
Imagens: ASCOM/PT-Ilhéus.
Imagens: ASCOM/PT-Ilhéus.
Imagens: ASCOM/PT-Ilhéus.

Segundo o Partido dos trabalhadores, cerca de duas mil pessoas foram às ruas de Ilhéus na tarde desta quinta-feira, no ato público contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o texto informativo do PT, o movimento foi organizado por movimentos sociais, centrais sindicais, profissionais liberais e pessoas de diferentes classes.

A concentração foi na Praça da Catedral, onde militantes e artistas entoavam musicas e palavras de ordem em defesa da democracia. Em seguida o grupo passou pelas ruas do centro comercial, encerrando na praça J.J.Seabra, com um grande ato público.

ILHÉUS: MANIFESTAÇÃO CONTRA “O GOLPE” REÚNE POUCAS PESSOAS

manifestação PT
Imagens que circulam pelo Whatsaap mostram parte dos mobilizados.
manifestação PT1
Segundo um observador, cerca de 300 pessoas participaram do ato.

Diferente da vizinha Itabuna, as manifestações em Ilhéus não reúnem muitas pessoas. Essa tradição de pouca mobilização independe dos partidos ou segmentos sociais.

Nessa quinta-feira, 31, não foi diferente. Manifestantes contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff fizeram manifestação pelas ruas do Centro da cidade.

O movimento agregou principalmente militantes do PT e do PC do B.

Segundo um petista ouvido por este blog, “nosso protesto deu mais gente do que a última caminhada dos ‘coxinhas’. A elite de Ilhéus não consegue lotar uma van”, provocou o militante.

SUPREMO TIRA GRAVAÇÕES DE LULA DO JUIZ SERGIO MORO

supero
No voto, o ministro Teori Zavascki lembrou o fato de uma das conversas ter sido gravada depois do pedido para que as interceptações fossem suspensasAntonio Cruz/ Agência Brasil.

Da Agência Brasil.

Por oito votos a dois, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta quinta-feira (31) que as investigações da Operação Lava Jato sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva devem permanecer na Corte.

A maioria dos ministros decidiu manter a decisão anterior do ministro relator, Teori Zavascki.  Com a posição do plenário, a parte da investigação que envolve Lula permanecerá no STF e não com o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação na primeira instância.

No voto, o ministro Zavascki afirmou que, apesar da questão da legitimidade das interceptações das conversas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não fazer parte do julgamento desta tarde, algumas das provas podem perder validade. O ministro citou o fato de uma das conversas ter sido gravada depois do pedido para que as interceptações fossem suspensas.

Pedido relevante

“Cumpre enfatizar que não se adianta aqui qualquer juízo sobre a legitimidade ou não da interceptação telefônica em si mesma, tema que não está em causa, embora aparentemente uma das mais importante conversas tornadas públicas foi gravada depois de ter sido suspensa a ordem de interceptação. De modo que será muito difícil convalidar a validade desta prova. Mas isso, de qualquer forma, não está em questão”, acrescentou Teori.

O relator disse ainda que havia relevância no pedido da Presidência da República para que sejam suspensos os efeitos da decisão que tornou pública as conversas interceptadas.

(mais…)

SEMINÁRIO TRAZ A ILHÉUS ESPECIALISTAS EM ARQUITETURA

Alan Araújo e Hamilton Salem palestrantes do SEAN. Imagem: Midia 3.
Alan Araújo e Hamilton Salem palestrantes do SEAN. Imagem: Midia 3.

Palestras, oficinas, minicursos e workshop compõem a programação do 1º Seminário de Arquitetura e Negócios (Sean) do Sul da Bahia, que será realizado em Ilhéus, dias 14 e 15 de maio, no Centro de Convenções. Este é o primeiro evento dirigido especialmente a estudantes e profissionais de Arquitetura e Engenharia, no Sul da Bahia, reunindo os temas Planejamento de Marketing para Arquitetos; Arquitetura e as Novas Tecnologias: Plataformas BIM e Plano de Negócios para Começar Bem, esta última oferecida pelo Sebrae.

Os objetivos são a difusão de técnicas e modelos de negócios, a fim de auxiliar na gestão e disseminação do conhecimento, o compartilhamento de conteúdo e a oportunidade de suprir a escassez de eventos destinados aos estudantes de Arquitetura na região. As palestras serão apresentadas por Alan Araújo, arquiteto e diretor do Grupo Bloco Arquitetura e Engenharia, de João Pessoa-PB, que falará sobre BIM: Construção Virtual e Hamilton Salem, especialista em Estratégias de Negócios com Foco em Marketing, Vendas e Negociação, que mostrará Técnicas e Dicas de Marketing para Arquitetos. A programação prevê também a participação especial da arquiteta ilheense Ana Barreto, que apresentará seu case de sucesso.  Referência na região, ela atua há anos no setor e acumula trabalhos de destaque.

(mais…)

REVIRAVOLTA NO PSOL DE ILHÉUS

trio psol
Jorge Luiz, Juliano Medeiros (direção nacional do PSOL) e Edson Ferramenta. Paz e democracia no PSOL de Ilhéus.

A direção nacional do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) decidiu intervir no diretório municipal de Ilhéus.

A intervenção não foi clássica, ou seja, não destituiu o diretório local e nomeou outro, na verdade a interferência ocorreu no sentido de restabelecer o ambiente democrático.

Dois membros da executiva nacional, Juliano Medeiros e Luciano “Recife”, vieram a Ilhéus para acalmar os ânimos.

Ex-candidato a prefeito de Ilhéus em 2012, Jorge Luiz foi afastado do partido pela direção municipal comandada por Edson Ferramenta. Essa decisão foi revogada pela justiça eleitoral e os membros da nacional acataram prontamente. Esse assunto pertence ao passado e não mais será discutido pelo PSOL.

Edson Ferramenta continuará na presidência, mas uma nova eleição para o diretório será marcada nos próximos dias.

Militantes do PSOL ouvidos por este blog disseram que provavelmente Ferramenta deixará o comando. “O grupo de Jorge tem a maioria e ganhará fácil essa disputa”, disse um integrante.

Algumas filiações barradas pelo diretório local foram liberadas pela nacional. Por outro lado, a filiação do blogueiro Tuka (do Rapazoi) defendida por Ferramenta também foi aceita.

Tuka é pré-candidato a prefeito e provavelmente disputará uma prévia contra Jorge Luiz. 

Conversamos também com Tuka. Segundo o blogueiro: “o PSOL precisa sentar para conversar. Eu não tenho nada contra Jorge Luiz e estou disposto ao diálogo”.

APOIO ÀS 10 MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO

Bebeto 10 medidas
Bebeto no ato de entrega das assinaturas. Foto: Chico Ferreira.

O deputado federal Bebeto Galvão (PSB) parabenizou o Ministério Público Federal pela massiva adesão do povo brasileiro à campanha que reúne um pacote com 10 medidas de combate à corrupção. A campanha, que já conta com mais de 2 milhões de assinaturas , mobilizou procuradores e promotores em eventos realizados em todo país.

Presente no ato promovido pelo MPF nessa semana, para anunciar a entrega simbólica das 2 milhões de assinaturas coletadas em menos de um ano, o deputado Bebeto manifestou apoio e se comprometeu a se empenhar pela aprovação das medidas, que já foram apresentadas ao Congresso Nacional.  Bebeto ressalta a importância das medidas e destaca a proposta que torna crime o enriquecimento ilícito por parte de agentes públicos, além da que aumenta as penas para a prática da corrupção, que se tornará crime hediondo, e a celeridade nas ações por improbidade administrativa.

“Nós do PSB comparecemos ao ato como forma de apoiar irrestritamente essa iniciativa do MPF e fazer tramitar com agilidade no Congresso. É uma nobre e valorosa campanha, que pretende acabar com a impunidade, através de mecanismos eficientes contra a corrupção. Merece nosso apoio, principalmente por ter o aval de milhões de brasileiros de todas as regiões”, declara Bebeto.

Confira as 10 medidas, e para mais detalhes clique no link www.dezmedidas.mpf.mp.br/

Medida 1 – Investimento em prevenção contra a corrupção

Medida 2 – Criminalização do enriquecimento ilícito de agentes públicos

(mais…)

SINEBAHIA ITABUNA TEM 31 OPORTUNIDADES DE TRABALHO

Confira abaixo as novas oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas ficarão disponíveis até essa sexta-feira (01).

A agência funciona na unidade modelo da Avenida Inácio Tosta Filho, centro. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Assistente Comercial de seguros

Habilitado A OU B

Ensino Médio completo

Experiência mínima de 6 meses na Carteira

1 Vaga

Comprador

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na Carteira

1 vaga

Consultor de Vendas

Ensino Médio completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

2 vagas

(mais…)

O MITO DA IDEIA DO PROGRESSO

Mirante-Serra-Grande-1024x683
Serra Grande, local próximo de onde será erguido o mega Porto Sul. Foto: Eduardo Paraíso.

 

Suzana destaquePor Suzana Padua/ publicado em ((0)) Eco.

Recentemente, Emilio Gusmão defendeu Mestrado (ESCAS – IPÊ) sobre o “mito do progresso” e a “sedução” que leva a mídia a acreditar e alardear os benefícios de uma obra como o Porto Sul, projetado para a região de Ilhéus, Bahia. Um megaprojeto como esse traz dúvidas de toda sorte, desde as razões escusas que podem alimentar interesses financeiros de alguns, até o porquê de a maioria das pessoas acreditarem que uma grande obra representa muito mais ganhos do que perdas. O histórico de empreendimentos parecidos, cujos resultados foram nefastos para a própria região, mostra impactos socioambientais graves, sendo que alguns nunca nem saíram do papel.

O Porto Sul pode trazer danos irreversíveis para a sociedade local, que se ilude com a ideia de que a obra trará empregos e um desenvolvimento extraordinário, o que é muito mais imaginário do que real, segundo dados de especialistas que estudaram a questão a fundo. Em relação às perdas da natureza local, uma das mais ricas em biodiversidade do planeta, essas serão inimagináveis, tanto no mar quanto em terra, mas isso parece irrelevante para quem defende a obra.

Todavia, meu ponto não é o Porto Sul sobre o qual já escrevi duas matérias em ((o))eco, e sim a reflexão em relação ao que leva o ser humano a almejar algo grandioso como se fosse a melhor forma de se atingir felicidade, sem perceber que a verdadeira riqueza está na vida que nos rodeia.

É nítido o anseio de muitos quererem obter empregos ou enormes riquezas, mesmo que historicamente os bem-sucedidos tenham sido poucos e, em muitos casos, como consequência da exploração de outros seres humanos e da natureza. No caso do próprio sul da Bahia, o exemplo dos cacauicultores e mesmo de outras culturas mostra que o lucro pode ser significativo, mas ficou sempre concentrado em poucos donos de terras, ao mesmo tempo em que a maioria da população vivia indignamente. Alguns conhecedores dessa história, professores na região, como Rui Rocha ou Jorge Chiapetti, entre outros, relatam que a época áurea do cacau colapsou por conta da praga conhecida como “vassoura de bruxa”. Mas Chiapetti aponta que esse não foi o único motivo, pois a lavoura era subsidiada pelo crédito governamental que quando foi interrompido causou grandes impactos na região. Todavia, a memória de riqueza que predomina é dessa época, como se a fartura tivesse sido para todos. Outras atividades, como o turismo, se instalaram depois da baixa do cacau. Hoje, a economia da região se concentra principalmente no setor terciário, ou seja, comércio e serviços. Há pesquisas recentes que mostram aumento do PIB, e por mais que este não represente um indicador de diminuição das desigualdades, o fato é que a economia da região de 1999 a 2009 não esteve estagnada. Mas, a ilusão de que o apogeu foi com o cacau ficou no imaginário popular como um símbolo de um tempo para o qual muitos desejam retornar. A maioria não parece lembrar ou querer lembrar como era verdadeiramente a realidade, cultivando uma imagem fictícia, ao invés de prezarem o que têm hoje.

(mais…)

PARTIDO DE JABES RIBEIRO É CAMPEÃO DA LAVA JATO

Jabes nunca foi citado nas investigações da Lava Jato. Contudo, Mario pai (na foto) e Mario Filho estão embolados.
Jabes nunca foi citado nas investigações da Lava Jato, porém, seus aliados Mario pai (na foto) e Mario Filho estão embolados.

A legenda do prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, hospeda 32 dos 51 políticos investigados por envolvimento no esquema de propinas da Petrobras. Nessa quarta-feira, 7 dos 32 políticos do PP que são investigados pela Lava Jato foram denunciados no Supremo Tribunal Federal pelos crimes de corrupção passiva e ocultação de bens.

Os acusados são os deputados Arthur Lira, José Otávio Germano, Luiz Fernando Faria, Mario Negromonte Jr. e Roberto Brito (aliados de Jabes), além dos ex-deputados João Alberto Pizzolatti e Mário Negromonte –  que já foi ministro das Cidades.

A suspeita contra eles é que todos se beneficiaram dos desvios praticados por Paulo Roberto Costa da diretoria de Abastecimento da Petrobras. Esse ex-diretor e o doleiro Alberto Yousseff delataram o esquema para os investigadores e admitiram que destinavam os recursos principalmente para membros do Partido Progressista, de quem Costa era afilhado político.

Além da Lava Jato, filiados do PP já foram flagrados no mensalão petista (inclusive com condenações) e em desvios de recursos na Prefeitura de São Paulo (SP), de nepotismo no Governo de Roraima, de irregularidades no Ministério das Cidades e de suspeita de lavagem de dinheiro na Prefeitura de Campo Grande (MS).

Com informações do El País.

ALISSON MENDONÇA ENCERRA CICLO NO PT

Alisson Mendonça. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.
Alisson Mendonça. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

O casal Edinei e Carmelita Mendonça, donos do PT de Ilhéus, insiste em desafiar a natureza gregária do homem.

Na política, os donatários do partido dos trabalhadores apenas separam, dificilmente conseguem agregar.

Depois de Almerio, Paulo Carqueija, Valmir de Inema, Augustão e Shi Mario, o vereador Alisson Mendonça será a próxima liderança a deixar o partido.

Enquanto isso, cada vez mais sozinhos, Edinei e Carmelita (marido e esposa) assistem o esvaziamento. Especialistas em eleições proporcionais afirmam que o PT Ilhéus pode não eleger vereador em 2016.

Ciente de que terá até sábado, 02 de abril, para decidir seu rumo, Alisson demonstra simpatia pelo PSB de Bebeto Galvão.

“No PT não há mais espaço pra mim. Não estou disposto a reatar os laços de confiança com o meu campo”, disse o vereador.

Caso entre no PSB, sua primeira dificuldade será o não alinhamento com a direção nacional, que decidiu apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Alisson engrossa o grito da ideologia petista, para ele as movimentações no Congresso Nacional são uma tentativa de golpe.

Vereador por cinco mandatos, sempre com votações crescentes, definiu não disputar a conquista do sexto. Perguntado se pretende lançar um dos filhos, Alisson disse que essa forma de fazer política, possibilitando trampolins a familiares, está superada.

O desgaste do PT com a Operação Lava-jato e o péssimo governo de Dilma acrescentam mais pontos negativos na conjuntura local, onde o PT é comandado por um casal antidemocrático. 

GIL GOMES NO PV

gil gomes
Gil Gomes. Imagem: O Defensor.

O radialista Gil Gomes, âncora da Rádio Santa Cruz, se filiou ao Partido Verde (PV) no dia 20 de março.

Segundo suplente de vereador em 2012, Gil percebeu que o PP do prefeito Jabes Ribeiro não lhe oferece grandes chances de vitória.

Além do radialista, no PV os principais nomes que pretendem disputar vagas na câmara são: José Victor Pessoa (presidente municipal do partido), Jotinha, Luizinho e o Pastor Adilson Neves da Conquista FM.

Em Ilhéus, os verdes não pretendem fazer coligação na eleição proporcional, mas uma união com o PC do B é vista com bons olhos.

MINISTROS DO SUPREMO SE CHOCAM SOBRE INTERFERÊNCIA DA CORTE NO IMPEACHMENT

marco aurélio
Marco Aurélio Mello Carlos Humberto /SCO/STF.

Do El País.

Na semana em que o impeachment ganhou impulso com a saída do PMDB do Governo, dois ministros do Supremo Tribunal Federal se manifestaram de maneira divergente a respeito do assunto. Nesta quarta-feira, Marco Aurélio de Mello foi contundente quando questionado se impeachment sem a caracterização de um crime de responsabilidade claro será “golpe”, como diz Dilma Rousseff. Ele concordou com a presidenta. “Se não houver fato jurídico que respalde o processo de impedimento, esse processo não se enquadra em figurino legal e transparece como golpe”, afirmou Marco Aurélio a jornalistas.

O ministro do Supremo, um dos mais antigos da corte, indicado em 1990, foi além. Ele afirmou que o tribunal pode discutir se o pedido de impeachment que tramita na Câmara se refere ou não a um crime de responsabilidade. “O Judiciário é a última trincheira da cidadania. E pode ter um questionamento para demonstrar que não há fato jurídico, muito embora haja fato político, suficiente ao impedimento. E não interessa de início ao Brasil apear esse ou aquele chefe do Executivo nacional ou estadual. Porque a meu ver isso gera até mesmo muita insegurança”, continuou Mello.

Seu colega de corte Luis Roberto Barroso, no entanto, parece acreditar num outro caminho. Na segunda-feira, ele recebeu deputados da Comissão Especial do Impeachment e disse: “O que os senhores decidirem na Câmara e depois o que o Senado decidir é o que vai prevalecer. Quer dizer, o Supremo não tem nenhuma pretensão de juízos de mérito nessa matéria”, afirmou. “A questão está devolvida às mãos dos senhores. Como eu disse e escrevi em novembro, eu acho que o impeachment não é golpe. É um mecanismo previsto na Constituição para afastamento de um presidente da República”, seguiu.

Leia mais.