BEBETO VÊ TENDÊNCIA FAVORÁVEL À DILMA NA VOTAÇÃO DO IMPEACHMENT

Deputado Bebeto Galvão.
Deputado Bebeto Galvão.

Conversamos hoje (16) por telefone com o deputado federal Bebeto Galvão (PSB-BA). Nesse domingo (17), Bebeto vai votar contra a abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT). Apesar da oscilação do noticiário sobre os possíveis números da votação, pedimos para ele avaliar o cenário nesse momento.

Bebeto identifica uma movimentação favorável para Dilma nesse ambiente inconstante. “A volatilidade de posições se deve primeiro à incerteza das pessoas sobre a condição jurídica, reclamada por nossa Constituição, de que teria havido crime de responsabilidade praticado pela presidenta da República”. A falta do fundamento jurídico gerou entre os deputados “a insegurança de adotar um posicionamento só de natureza política”.

A própria oposição, analisa Bebeto, “se afastou da tese jurídica estabelecendo contornos que são mais de natureza política, como a baixa popularidade, o desemprego, a crise econômica, que são indicadores gravíssimos, mas não constituem crime de responsabilidade”.

Segundo Bebeto, a origem do processo como “retaliação” do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o “terceiro elemento” que tem sido considerado por seus colegas. Lembrou que Cunha acatou a denúncia contra Dilma logo depois que deputados do PT se recusaram a defender o peemedebista no Conselho de Ética.

O parlamentar também observou que a “defesa [da presidenta] foi robusta, substantiva”, enquanto o relatório favorável ao processo trouxe “as digitais inteiras” de Cunha, pois o relator foi assessorado por advogados ligados ao presidente da Câmara.

Em entrevista ao El País publicada nessa sexta (15), o secretário-geral das Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro, fez críticas severas ao processo de impeachment. Segundo Bebeto, o posicionamento enfático de uma instituição como a OEA e a repercussão internacional também mexeram com o cenário político nesse sábado. “Pelos dados de hoje, o processo não passaria”, estimou.

PSB

A executiva nacional do PSB se posicionou a favor do processo, mas, Bebeto nos disse que não sofre pressão no partido para votar contra Dilma. Lembrou que continua na mesma posição que Eduardo Campos assumiu ao deixar o governo do PT: dar ao Brasil a oportunidade de ver o PMDB na oposição.

PP baiano

O deputado do PSB e outros parlamentares participaram ontem em Brasília de uma reunião com o governador Rui Costa (PT). Na ocasião, informa Bebeto, os quatros deputados do PP baiano (Cacá Leão, Mário Negro Monte Júnior, Ronaldo Carletto e Roberto Britto) declararam que vão votar contra o impeachment.

IRMÃO LÁZARO É A FAVOR DO IMPEACHMENT

Deputado federal Irmão Lázaro (PSC-BA).
Deputado federal Irmão Lázaro (PSC-BA)..;

Segundo a Folha de S. Paulo, o deputado federal Irmão Lázaro (PSC-BA) vai votar a favor da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Lázaro segue a posição nacional do PSC. Hoje, o principal nome do partido é o deputado federal Jair Messias Bolsonaro, que já se apresenta como pré-candidato a presidente da República. No entanto, a retórica raivosa de Bolsonaro em nada se aproxima do tom pacificador do cristianismo, religião apregoada pelo Partido Social Cristão.

IIMPEACHMENT: CACÁ, MÁRIO JR E CARLETTO ESTÃO INDECISOS, DIZ FOLHA

Deputados Cacá Leão, Mário Negromonte Júnior e Ronaldo Carletto. Montagem: Varela Notícias.
Deputados Cacá Leão, Mário Negromonte Júnior e Ronaldo Carletto. Montagem: Varela Notícias.

O site da Folha de S. Paulo criou o painel do impeachment. Ele mostra as posições dos parlamentares que já declararam seus votos. Também lista os indecisos. Segundo o jornal, os deputados federais Ronaldo Carletto, Mário Negromonte Júnior e Cacá Leão, todos do PP da Bahia, ainda não decidiram se votarão a favor ou contra a abertura do processo.

A reportagem contraria a informação que o secretário de relações institucionais da Bahia, Josias Gomes, nos passou na manhã desse sábado (16). Segundo Josias, os três deputados vão votar contra o processo, assim como o deputado federal Roberto Britto (PP-BA), a quem a Folha também atribuiu posição favorável ao governo.

Ontem, a executiva nacional do PP fechou posição a favor do impeachment. Por outro lado, o Partido Progressista cultiva uma sólida aliança com o PT na Bahia. Para se ter ideia: o que o vice-governador João Leão (PP) poderia dizer ao governador Rui Costa (PT) se Cacá, filho de Leão, votar contra Dilma?

Carletto e Negromonte Jr também não ficariam em posição confortável para votar contra a pestista, pois construíram laços fortíssimos com os governos do PT na Bahia.

DEPUTADOS DO PP BAIANO VOTAM “CONTRA O GOLPE”, AFIRMA JOSIAS GOMES

Secretário Josias Gomes.
Secretário Josias Gomes.

O secretário de relações institucionais do governo da Bahia, Josias Gomes, está em Brasília e conversou hoje (16) por telefone com o Blog do Gusmão. Segundo ele, os deputados federais Cacá Leão, Mário Negromonte Júnior, Roberto Brito e Ronaldo Carletto, todos do PP baiano, vão votar contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Nessa sexta-feira (15), a bancada do PP fechou posição a favor do impeachment. Isso não abalou a confiança de Josias na lealdade dos deputados baianos: “Não tenho dúvida de que os quatro votarão contra o golpe”.

Na Bahia, o Partido Progressista ocupa postos importantes do governo Rui Costa (PT), inclusive o do vice-governador João Leão (PP), pai do deputado Cacá Leão. Nesse sábado (16), Josias tomou café da manhã com os dois. Já havia almoçado ontem com Ronaldo Carletto. Conforme o secretário, além de apoiar a presidenta, os parlamentares do PP baiano tentam convencer correligionários indecisos a votar contra o processo.

As estimativas sobre os números da votação mudam a cada instante. Nesse momento, as contas de Josias indicam que Dilma tem pelo menos 203 votos ao seu lado.

O secretário participa de um ato ao lado do Estádio Nacional Mané Garrincha. “Mais de trinta mil pessoas”, estimou antes de desligar o telefone para ouvir o discurso do ex-presidente Lula no local.

JABES VAI A BRASÍLIA ACOMPANHAR VOTAÇÃO DO IMPEACHMENT

Prefeito Jabes Ribeiro. Imagem: Alfredo Filho/Secom.
Prefeito Jabes Ribeiro. Imagem: Alfredo Filho/Secom.

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), está em Brasília para acompanhar no domingo (17) a votação sobre a  admissibilidade do impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff (PT). Desde ontem tentamos contato para ouvi-lo sobre a situação política do país.

Em 1992, Jabes era deputado federal e participou do impeachment do então presidente Fernando Collor. Queríamos que o prefeito estabelecesse uma relação entre aquele momento histórico e o atual, mas, visualizou nossas mensagens via WhatsApp e não respondeu. O secretário de comunicação Valério de Magalhães nos confirmou hoje que JR está em Brasília.

A bancada do Partido Progressista fechou posição a favor do impeachment. Por outro lado, o governador Rui Costa (PT) conduz forte investida para recuperar votos do PP contra o processo.

Progressistas e petistas têm uma aliança forte na Bahia. O vice-governador João Leão é do PP. Sua legenda ocupa postos importantes do governo estadual.

PT E PMDB FIZERAM “PACTO POLÍTICO MOFADO”

Bebeto discursa no plenário da Câmara dos Deputados. Imagem: Sergio Frances.
Bebeto discursa no plenário da Câmara dos Deputados. Imagem: Sergio Frances.

A opinião é do deputado federal Bebeto Galvão (PSB-BA), que fez hoje (16) um pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados.

Inspirado pelas palavras de Eduardo Campos, morto em 2014, lembrou que o então candidato a presidente pelo PSB mandou um recado para o PMDB e figuras como o ex-presidente Fernando Collor:

– Avisa aí ao Sarney, Renan, Collor, que nós estamos chegando e que eles vão ter que ir para a oposição. No nosso governo, conosco, eles não vão trabalhar. É preciso que alguém faça isso, senão não vai, senão não tem jeito.

Segundo Bebeto, o posicionamento de Eduardo Campos prenunciou a crise gerada pelo “pacto político mofado” que uniu PMDB e PT como “sócios majoritários do empreendimento eleitoral”.

O parlamentar, no entanto, reafirmou sua posição contra o impeachment, já que não vê no processo o fundamento jurídico “reclamado constitucionalmente”.

CINEMA NO TERREIRO: PROGRAMAÇÃO DO CINE ODÉ

Próximas sessões.
Próximas sessões.

As próximas atrações da Mostra Cine Odé serão apresentadas nos dias 30 de abril e 1º de maio, no Terreiro de Odé, Alto do Basílio, em Ilhéus, sempre às 17 horas. A entrada é gratuita. A programação está na imagem acima.

Para facilitar o acesso ao Terreiro de Odé, o projeto oferece um veículo para levar e trazer os interessados até o ponto de ônibus próximo. Para informações, ligue (73) 98110-5773.

(mais…)

PRONUNCIAMENTO DA PRESIDENTA DILMA

Presidenta Dilma Rousseff. Foto: Ricardo Stucker.
Presidenta Dilma Rousseff. Foto: Ricardo Stucker.

A presidenta Dilma Rousseff (PT) divulgou ontem (15) vídeo em que denuncia “os riscos da aventura golpista” comandada pelos políticos que defendem o processo de impeachment. Dilma defendeu a soberania do voto popular contra os que buscam “um atalho para o poder”. “A palavra golpe estará sempre marcada na testa dos traidores da democracia”, declarou. Assista.

 

GOVERNO RUI EMITE NOTA SOBRE SALÁRIOS DOS TERCEIRIZADOS

Governador Rui Costa. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.
Governador Rui Costa. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

O governo Rui Costa (PT) nos enviou ontem (15) nota de esclarecimento sobre os salários atrasados dos terceirizados da empresa Locserv. Publicamos nessa sexta-feira a reclamação dos trabalhadores que estão há quatro meses com vencimentos pendentes. Segundo a Secretaria de Educação do Estado da Bahia, “o processo de pagamento está nos trâmites finais”. O texto, contudo, não informa quando as pendências serão quitadas. Leia a íntegra.

“Ao Blog do Gusmão

Em relação aos trabalhadores terceirizados da empresa Locserv, lotados nas escolas estaduais de Ilhéus e cidades vizinhas, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia informa que efetuará o pagamento referente aos salários dos meses de dezembro de 2015 e janeiro e fevereiro de 2016 direto nas contas dos trabalhadores.

O processo de pagamento está nos trâmites finais, na Secretaria da Educação, para encaminhamento ao banco”.