ENTREVISTA: EMÍLIO GUSMÃO DETALHA AÇÕES DA SUPERINTENDÊNCIA DE MEIO AMBIENTE

Emílio do Gusmão. Imagem: Blog do Chicó.
Emílio do Gusmão. Imagem: Blog do Chicó.

Do Blog do Chicó

Nós entrevistamos, na semana passada, o superintendente de Meio Ambiente de Ilhéus, Emílio Gusmão. Durante o encontro, o responsável pela área ambiental do município abordou diversos assuntos com o nosso editor, Francisco Seixas.

Perfil do entrevistado

Emílio Gusmão, 42 anos, é bacharel em Comunicação Social – Rádio e TV, formado pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), e mestre em Desenvolvimento Sustentável e Conservação da Biodiversidade, curso de especialização profissional concluído na Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS) do Instituto de Pesquisas Ecológicas (Ipê).

Leia a íntegra aqui.



2 responses to “ENTREVISTA: EMÍLIO GUSMÃO DETALHA AÇÕES DA SUPERINTENDÊNCIA DE MEIO AMBIENTE

  1. Se é Bacharel em Comunicação Social, Mestre em Desenvolvimento Sustentável e da Conservação da Biodiversidade e está na frente da Superintendência Municipal do Meio Ambiente de Ilhéus, é por que é um profissional competente e por isso mesmo, é que também deveria saber aceitar uma crítica, fosse ela de qualquer matiz (no meu caso pessoal, as críticas ou matérias anteriormente publicadas, não são avulsas, são simplesmente de informação e com o intuito de o colocar ao corrente de assuntos inerentes a essa Superintendência) e por mim mencionadas, algumas vezes, nestas colunas (sou um grande admirador da sua “incansável luta” pelo Meio Ambiente e de tudo o que é feito em favor da Biodiversidade e Preservação da Natureza, onde também me encontro, entre os muito que o fazem).
    Se acha que este Blog (do Gusmão) não é o local indicado para se fazerem críticas ou divulgar “ataques” contra (o uso e abuso) a usurpação de áreas de terreno do Parque Ecológico Municipal, situadas no Bairro de Ilhéus II ou em qualquer outro Bairro da Cidade de Ilhéus e que podem “interferir” (no mau sentido) com o seu desempenho à frente da Superintendência Municipal do Meio Ambiente de Ilhéus, diga-me, também através deste meio de comunicação social, como devo proceder (pois não disponho de muito tempo para andar de Secretaria em Secretaria, em Delegacia da Polícia Civil do Ambiente, IBAMA ou outros).
    Em face disto, venho pedir que os meus comentários sejam publicados neste Blog, já que, alguns deles, não estão a ser publicados como era costume, o que me admira muito, já que cumprem todos os preceitos e não ofendem ninguém. Caso os ache “inconvenientes”, agradeceria muito que me informasse e que me desse razões e porquês pela não publicação dos mesmos. Os meus agradecimentos pela atenção que me for prestada.

  2. Muito agradecido pela publicação da matéria acima. Reportando-me ao meu último comentário e que não foi publicado neste Blog, comentário esse que o fiz na passada Sexta-Feira (ou seria Sábado?) e que estava tecnicamente muito bem elaborado (como não o salvei, temo que já não seja capaz de o voltar a reproduzir), o qual se reportava à efetiva usurpação de uma área de terreno (para “construir” um caminho de acesso a uma Fazenda situada na zona Oeste do Bairro de Ilhéus II, desta nossa Cidade de Ilhéus e onde foram derrubadas muitas árvores e outras plantas próprias da Mata Atlântica, de tamanho e área consideráveis, pertença do Parque Ecológico Municipal, situado no lado Oeste do Bairro de Ilhéus II e onde o proprietário da dita Fazenda, é o principal responsável pela “ocupação” de parte do terreno do Parque. Também volto a dizer que, a respectiva Fiscalização da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Urbanismo de Ilhéus, esteve no terreno, viu e anotou o que por ali fizeram e até à atual data (já se passaram mais de 6 meses), nada foi feito para que se repusesse a legalidade. “O caminho de acesso” (de terra batida, por enquanto) lá continua e quanto mais tempo assim permanecer, mais azo dará a que o dono da Fazenda diga que o dito terreno também é de sua propriedade e se apodere de mais uma Área Municipal, como tem sido norma no nosso Município), tenho a dizer-lhe que, muito gostaria que agilizasse os Serviços de Fiscalização Municipais, a fim de procederem a uma nova vistoria e que, depois desta, determinasse o que de melhor fosse para os interesses da nossa Comunidade.
    Para sua (Superintendente do Meio Ambiente de Ilhéus) melhor informação, gostaria de o informar que, há muitas mais pessoas interessadas em continuar com as “ocupações ilegais” no Parque Ecológico Municipal do Bairro de Ilhéus II, entre elas o mesmo proprietário (Sr. Paulo Andrade e Família) da referida Fazenda, acima mencionada, já que ele, o proprietário, não tem acesso à Fazenda pelo Ilhéus II e sim pelo CAIC (conforme se pode constatar pelas Plantas Topográficas existentes nos Serviços Municipais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *