TORCIDA DO FLAMENGO TROCA MURALHA POR PAREDÃO

Paredão rubro-negro não jogava há dois anos. Imagem: Luis Acosta/AFP.

Nessa quinta-feira, 30 de novembro, o Flamengo foi à Colômbia jogar contra o Junior Barranquilla, em mais um jogo da semifinal da Copa Sul-Americana. 

O clima da equipe carioca era tenso. Os jogadores estavam sendo cobrados pela diretoria, comissão técnica e principalmente pelos torcedores. A derrota poderia trazer consequências graves para o time que não faz uma boa temporada, como não ir para a Copa Libertadores 2018.

O elenco inteiro estava sobre pressão, mas a posição de goleiro era a mais questionada. A contusão do titular Diego Alves e a má fase do seu substituto direto, Alex Muralha, fez com que os torcedores “derrubassem” a internet pedindo para que o técnico Reinaldo Rueda desse oportunidade a algum dos jovens arqueiros, Thiago ou César.

O técnico colombiano optou pelo goleiro César, jovem de 25 anos, que não atuava em uma partida há 2 anos. A dúvida pairava sobre o time que teria que enfrentar uma estádio com mais de 50 mil pessoas. 

A partida começou equilibrada. Os dois times não conseguiam desenvolver as suas técnicas, mas após a primeira boa jogada da equipe colombiana, o jogo mudou. O Flamengo passou a rifar a bola para o ataque, cada vez mais o Junior pressionava e o jovem goleiro César compareceu e se destacou.

Após a primeira defesa do arqueiro brasileiro, o time ganhou confiança e conseguiu marcar o primeiro gol em um contra-ataque fatal. O time colombiano tentou corresponder o mais rápido possível e em uma das jogadas de linha de fundo, o volante William Arão cometeu pênalti. O lance que poderia por ‘fogo’ no jogo e colocar a equipe colombiana para cima do Flamengo parou nas mãos do jovem César. 

O goleiro agarrou o pênalti e passou de dúvida para o novo herói que a torcida alvejava. Os torcedores trocaram a “Muralha” pelo “Paredão”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *