BOLSONARO SUGERE METRALHAR ROCINHA PARA ELIMINAR TRAFICANTES

Deputado federal Jair Bolsonaro.

A informação é do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Segundo ele, o deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) fez a sugestão diante de uma plateia de empresários e investidores, em evento promovido pelo banco de investimentos BTG Pactual.

De acordo com o plano do parlamentar, um helicóptero derramaria milhares de folhetos sobre a favela, dando prazo de seis horas para os bandidos se entregarem. Ao fim desse tempo, se continuassem escondidos, toda a Rocinha seria metralhada. O público aplaudiu a ideia do deputado.

O outro lado

Em nota, a assessoria do deputado disse que a notícia descontextualizou a ideia de Bolsonaro. Leia a íntegra.

“O deputado esclarece que, ao mencionar a Rocinha no evento, se referiu exclusivamente à guerra travada entre traficantes, em setembro do ano passado, quando 200 marginais fugiram pela mata no alto da comunidade e se espalharam e se refugiaram em outras favelas na zona norte do Rio, levando pânico e terror à população carioca. A fuga foi acompanhada por helicópteros da polícia e de emissoras de TV, sem que os policiais os tivessem detido, pois o Estado não os permite agir, pela falta de retaguarda jurídica. Ao falar daquele episódio específico da Rocinha, uma vez que os marginais estavam claramente afastados da comunidade e, portanto, passíveis de sofrer efetiva ação policial para prisão, sem o risco de ferir os cidadãos de bem que moravam no local, o deputado tomou tal exemplo para se manifestar, no sentido de ser favorável a ações efetivas por parte do Estado, inclusive atirando em casos de confronto ou não rendição. O deputado lembra que, em episódio bastante similar, o Brasil também assistiu, estarrecido, à fuga em massa de traficantes armados da Vila Cruzeiro e Complexo do Alemão em novembro de 2010. O deputado afirma que tais episódios não voltarão a ocorrer caso seja eleito este ano”.



2 responses to “BOLSONARO SUGERE METRALHAR ROCINHA PARA ELIMINAR TRAFICANTES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *