EX-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO ILHEENSE DE SURF REPUDIA ENVOLVIMENTO DO ESPORTE EM FATO “NEBULOSO”

Dirceu Góes. Imagem: Whatsaap.

Por meio de uma nota encaminhada ao Blog do Gusmão, o ex-presidente da Associação Ilheense de Surf, Dirceu Góes, repudia o envolvimento do esporte num fato que carece de muitas explicações (relembre aqui e aqui).

Dirceu, que também é professor do curso de jornalismo da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), presidiu a entidade de 1993 a 1998. O texto abaixo também expressa o posicionamento de Pauletty Campos, outra pessoa que lutou para consolidar o surf na cidade. A dupla organizou competições que revelaram atletas para o cenário nacional.

Caro Emilio Gusmão,

É lamentável que o surf tenha sido envolvido nesse episódio extremamente suspeito de pagamento de R$ 197 mil por parte da atual gestão da Prefeitura de Ilhéus pela infraestrutura de um evento em Olivença que definitivamente não houve, conforme documento emitido pela Associação de Surf local.

Colocando-se a modéstia de lado, tenho a honra de dizer que sou um dos pioneiros do surf em Ilhéus (lá para os idos de 1974) e ex-presidente da Associação Ilheense de Surf, criada em 1983 e reconhecida como de Utilidade Pública pela Câmara de Vereadores. Lembro também que em parceria com Pauletty Campos organizamos o circuito Ilhéus Open de Surf, que de 1993 a 1998 revelou vários atletas para o Brasil. Confesso que ainda hoje vibro e participo do desenvolvimento do esporte, ao ponto de recentemente ter chegado à praia do Cupe, em Pernambuco, onde ocorreu a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Surf Profissional, organizado pela Confederação Brasileira de Surf, cujo presidente é o ilheense Adalvo Argôlo.

Desculpe-me se ressalto pontos de minha trajetória pessoal, mas quero demarcar o meu lugar de fala para dizer que com a quantia de R$197 mil poderíamos montar em nossas praias um campeonato de surf amador anual com cinco etapas, recheado de pranchas e acessórios de surf como premiação, o que renovaria substancialmente o esporte no nosso litoral. Ou, com essa mesma quantia, poder-se-ia viabilizar parte da contratação de uma etapa internacional da segunda divisão do surf mundial ou a ajudar a bancar a última prova do Campeonato Brasileiro, prevista para acontecer na Bahia em novembro vindouro, mas ainda sem local definido para ser realizada…

Aqui quero deixar claro que com a quantia de R$197 mil investidos no surf de Ilhéus a educação, o lazer e a qualidade de vida de boa parte dos jovens da cidade seriam resgatados com dignidade, bem como possibilitaria que muitos deles encontrassem trabalho e sobrevivessem à sombra do esporte.

Portanto, em meu nome e no de Pauletty Campos, repudiamos esse episódio, no mínimo nebuloso, em que a gestão municipal ao invés de promover o esporte de forma legítima, tenta prostituir e envolver o surf numa transação que aparentemente se apresenta ilegal.

Atenciosamente,

Dirceu Góes.



One response to “EX-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO ILHEENSE DE SURF REPUDIA ENVOLVIMENTO DO ESPORTE EM FATO “NEBULOSO”

  1. Quero colaborar para elucidação do fato, como já o fiz em outros recentes envolvendo o mesmo objeto. O Cimento, cotado a preço de mármore de Carrara, foi só um “lápis” no processo de concorrência e pregão. Devidamente explicado em sessão seleta e, reservada “en petit comité” na Câmara. O Caso denominado Sabotagem e Terrorismo na Usina de Asfalto, foi devidamente esclarecido com a ajuda de Agentes da Mossad (Serviço Secreto Israelense), O caso da moça morta, mas nomeada para a Secretaria de Meio Ambiente, também esclarecido em exemplar minudência: a nomeada não estava morta, apenas havia caído temporariamente em ligeiro episódio de catalepsia. Ressuscitou ativa e operante. Nesse caso, da bufunfa de 197 mil dinares para concorrido evento no surf de Olivença, faltou apenas cobertura de imprensa local e maior divulgação pela ASCOM. É que o evento foi realizado à noite, após as 24 horas; chovia muito e, fazia frio, mas ocorreu. Podem crer como se fosse verdade. Ufa. Que venham os próximos casos que agente mata no peito rola pra debaixo do tapete verde! Disse. Ilhéus merece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *