ADEUS, DONA IVONETE!

Ivonete Santos Gusmão faleceu no último sábado, ao 72 anos.

A família informa que o sepultamento da senhora Ivonete Santos Gusmão, mãe do editor deste blog, vai acontecer às 17 horas desta quarta-feira, 19, no Cemitério São João Batista, localizado na Avenida Nossa Senhora Aparecida, no Pontal, em Ilhéus.

Dona Ivonete tinha 72 anos. No dia 16 de agosto, viajou para São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo, para fazer uma cirurgia de glaucoma. A doença que prejudicava sua visão havia se agravado. Estava hospedada na casa de um neta, enquanto fazia os exames pré-operatórios. No último sábado, 15, sofreu um infarto e faleceu.

Segundo Emílio Gusmão, sua mãe se destacou na vida “pela ternura e pela forma educada como tratava as pessoas”.

Ivonete deixa o esposo José Gusmão, de 80 anos, além de quatro filhos (Thales, Marcos, Emilio e Ivonete Filha), quatorze netos (Thales Filho, Thalita Kalíope, Thaís e Vitória Thalís, Maurício, Marcela, Maiara, Maísa, Murilo, Miguel e Luciana, João Gustavo, Robert e Luka) e um bisneto, Guilherme.

MADRE THAÍS REALIZA O “DIA DA RESPONSABILIDADE SOCIAL”

A Faculdade Madre Thaís (FMT) tem como missão promover a construção e socialização de conhecimentos, práticas de gestão e responsabilidade social. Como parte deste compromisso, além de proporcionar aos seus estudantes a prática do conhecimento adquirido em sala de aula, no último sábado (15), a FMT realizou o Dia Nacional de Responsabilidade Social do Ensino Superior Privado, em parceria com o Colégio Instituto Nossa Senhora da Piedade, que comemorou,  o seu 102° aniversário.

O Dia Nacional de Responsabilidade Social do Ensino Superior Privado é um evento anual organizado pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), visando incentivar as instituições de ensino superior privadas de todo o país a realizarem projetos sociais.

O evento ocorreu no Instituto Nossa Senhora da Piedade, onde os alunos de Fisioterapia, Biomedicina, Enfermagem e Gastronomia da Faculdade Madre Thaís atenderam a comunidade de Ilhéus e de toda a região, oferecendo serviços da mais alta qualidade e importância, como: valiação postural; avaliação para risco cardiovascular; massagem terapêutica; vacinas; identificação da tipagem sanguínea e glicose; análise do IMC; indicação de dietas saudáveis, entre outras atividades relacionadas ao bem-estar da população.

“Nosso objetivo principal é atender uma demanda que participamos todo ano, que é o dia da responsabilidade social, conseguindo atender a um público maior que são os alunos da instituição, familiares e a própria comunidade. Superamos a expectativa em atendimentos e, sem dúvida alguma, o evento foi um grande sucesso!”, afirmou a diretora Acadêmica da Faculdade Madre Thaís, Tatiana Barcelos.

CNJ MANTÉM PROIBIÇÃO DE NOVOS DESEMBARGADORES NO TJ-BA

Imagem: Fabrício Castro/OAB.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu manter a decisão provisória que suspende a implantação das novas vagas de desembargador, assessor de desembargador e assistente de gabinete no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). A solicitação da OAB-BA foi acatada por unanimidade nessa terça-feira (18).

Para os conselheiros, é preciso priorizar o primeiro grau de jurisdição. Para tanto, propuseram modificar a Resolução 184 do CNJ, que dispõe sobre os critérios para criação de cargos, funções e unidades judiciárias. A ideia é impedir o surgimento de novos anteprojetos com o objetivo de criar vagas sem a análise prévia do CNJ.

O conselheiro federal da OAB, Fabrício Castro, acredita que a medida é necessária para evitar o colapso no Judiciário baiano. O principal gargalo do TJ-BA, segundo ele, é a falta de juízes e servidores no primeiro grau. “A decisão do CNJ ganhou repercussão nacional pela importância da conquista. Essa é mais uma grande vitória da OAB-BA para a advocacia. Continuaremos firmes na luta para aumentar a eficiência do Judiciário e melhorar a prestação jurisdicional em nosso estado”, afirmou.

De acordo com o Relatório Justiça em Números de  2017, dos 908 cargos de magistrados na Bahia, 585 estão preenchidos e 323 estão vagos. Em relação aos servidores do Poder Judiciário estadual, dos 32.813 cargos existentes, apenas 7.175 estão ocupados, contra 25.638 vagos.

No dia 20 de agosto, o conselheiro Valtércio de Oliveira concedeu liminar favorável ao pedido de suspensão da implantação dos novos gabinetes de desembargador no TJ-BA, impedindo as nomeações para o preenchimento dos 36 cargos criados pela Lei Estadual nº 13.964, de 13 de julho deste ano.