DECLARAÇÃO DE EDUARDO BOLSONARO É “GOLPISTA”, AFIRMA MINISTRO CELSO DE MELLO

Celso de Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal. Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress.

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), classificou a afirmação do deputado federal eleito, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), de que bastam um soldado e um cabo para fechar a corte, de “inconsequente e golpista”. Segundo a Folha de São Paulo, o ministro também disse que o fato de Bolsonaro ter conquistado uma votação expressiva nas eleições (quase 2 milhões de votos) não legitima investidas contra ordem político-jurídica.

“Essa declaração, além de inconsequente e golpista, mostra bem o tipo (irresponsável) de parlamentar, cuja atuação no Congresso Nacional, mantida essa inaceitável visão autoritária, só comprometerá a integridade da ordem democrática e o respeito indeclinável que se deve ter pela supremacia da Constituição da República!!!! Votações expressivas do eleitorado não legitimam investidas contra a ordem política-jurídica fundada no texto da Constituição! Sem que se respeitem a Constituição e as leis da República, a liberdade e os direitos básicos do cidadão restarão atingidos em sua essência pela opressão do arbítrio daqueles que insistem em transgredir os signos que consagram, em nosso sistema político, os princípios inerentes ao Estado Democrático de Direito”, escreveu o decano da suprema corte à Folha de São Paulo.

Confira o vídeo com as declarações “golpistas” de Eduardo Bolsonaro.



One response to “DECLARAÇÃO DE EDUARDO BOLSONARO É “GOLPISTA”, AFIRMA MINISTRO CELSO DE MELLO

  1. No atual momento de angústia e desespero na esquerda petista, qualquer palavra ou ação do Bolsonaro, até a soltura de um inocente flato ou bufinha será considerado crime e grave atentado às liberdades e independência da nação. Alerta ao Bolsonaro: Não peide, não pisque, não espirre, nem dê um pio! Por qualquer coisinha você será preso e crucificado e o Lula, livre. Aguente firme; só faltam 6 dias para a eleição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *