MARÃO ATORDOADO E SEM ESPELHO PROCURA MOTIVOS PARA A DERROTA DA MÃE

Sem autocrítica, Marão achou um culpado, o vereador Thadeu Muniz.

 

Por Emilio Gusmão.

Uma entrevista do vereador Thadeu Muniz (PDT), montada por Valderico Junior (proprietário da Gabriela FM), dias antes do 1º turno das eleições deste ano, tem sido utilizada como uma das justificativas para a derrota da deputada estadual Ângela Sousa em seu projeto de reeleição.

Em sua fala, Thadeu Muniz discorreu sobre as acusações do Ministério Público Federal contra Ângela, oriundas da operação “Águia de Haia”. O vereador, que se diz oposição ao prefeito Mário Alexandre, tratou a deputada como sentenciada. Sugeriu algumas vezes que ela desviou dinheiro da educação.

Na opinião do vereador Jerbson Moraes (PSD), aliado e parceiro de Marão nas “horas felizes”, a entrevista tirou três mil votos da deputada.

A entrevista foi um golpe duro (talvez baixo) e demonstra que a Gabriela FM foi novamente instrumentalizada para os objetivos eleitoreiros da família Reis. Foi assim no início deste século, quando Valderico (pai) usou a emissora para conquistar o comando do município.  

Contudo, percebe-se que há supervalorização do estrago. O prefeito não admite seus erros e procura, de maneira atordoada, motivos para aliviar sua culpa. Ângela, por ser mãe, já deve ter lhe perdoado (ou sequer culpou o filho), mesmo assim, Marão tenta acreditar em suas próprias inverdades.

O suposto número de votos perdidos carece de cientificidade, é apenas um chute. A importância do vereador (e sua voz estridente) foi elevada à décima potência. O caos na saúde e a irresponsabilidade do prefeito festeiro, imagens já marcadas em grande parte da população, não são levadas em conta.

Marão teve apenas um questionável acesso de humildade. Na Ilhéus FM, disse que ficou muito tempo no gabinete e perdeu contato com o povo.

Mais uma vez falta com a verdade, pois frequenta pouco o gabinete do Centro Administrativo da Conquista. A quantidade de audiências desmarcadas devido ao não comparecimento do prefeito é marca do comportamento relapso. Dezenas de pessoas saíram descontentes, após serem avisadas minutos antes que Mario “viajou” ou “adoeceu”.

O verdadeiro gabinete está no Condomínio (fechado) Aldeia Atlântica, onde fica a casa do prefeito, que recebe empresários e políticos, a depender da relevância, sempre que possível.

Emilio Gusmão é comunicólogo e editor deste blog.



One response to “MARÃO ATORDOADO E SEM ESPELHO PROCURA MOTIVOS PARA A DERROTA DA MÃE

  1. Excelente reflexão do comunicador. Falta, entretanto, uma relevante referência quanto às insatisfações quanto a a conduta do prefeito frente ao caos urbano – buracos, lixo, esgotos, abandono dos bairros e até das ruas centrais – Ilhéus transparece uma cidade abandonada, arruinada que foi pelo festivo Marão, pouco chegado a população humilde. Não importa se direta ou indiretamente, indicações de vereadores de sua base ou súplicas diretas dos moradores são solenemente ignoradas. E ainda assim queria eleger a deputada mamãe. Fala sério vai!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *