ALBERTO GOLDMAN, EX-PRESIDENTE DO PSDB, DECLARA VOTO EM HADDAD

Alberto Goldman. Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo.

O ex-governador de São Paulo e ex-presidente do PSDB , Alberto Goldman,  declarou voto em Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência da República. Em vídeo publicado em suas redes sociais nesta quarta-feira, 24, o tucano afirma que a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) traria retrocessos, e que o capitão reformado “passou dos limites aceitáveis” no último domingo ao ameaçar seus opositores.

O discurso de Jair Bolsonaro (PSL) veiculado na Avenida Paulista no último domingo, no entanto, teria levado Goldman a decidir pelo voto no petista. O ex-governador criticou a declaração de Bolsonaro, de que “esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”, transmitida em um telão na Avenida Paulista, em São Paulo, no domingo.

Minha conclusão é que eu não estou disposto a pagar para ver – disse Goldman, que presidiu o partido após a saída de Aécio Neves do cargo, em 2017, em meio à delação da JBS.

– Vou, contra a minha vontade, contra o que eu pensava, contra os princípios e contra esses anos de luta contra o PT, acabar votando em Haddad. E, ao final da votação pedir desculpas a Deus, que ele me perdoe – disse.

Confira a declaração do ex-governador de SP.

Com informações de O Globo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *