A VOADORA DE ERIC CANTONA EM UM FASCISTA

Da Iconografia da História, no facebook.

No dia 25 de janeiro de 1995, o futebol inglês viveu um incidente que ficou marcado na história da Premier League. Expulso no empate por 1 a 1 entre Crystal Palace e Manchester United, o atacante francês Eric Cantona reagiu à provocação de um torcedor e, correndo na direção das arquibancadas, deu uma voadora em um jovem hooligan chamado Matthew Simmons. 

Simmons era filiado ao National Front, grupo considerado fascista e ao partido nacionalista britânico, tinha um histórico de violência, incluindo caso em que atacou um técnico de time após ter sido chamado de “lixo nazista” (nazi scum). O torcedor agredido estava provocando Cantona com ofensas xenófobas por ser estrangeiro.

Em entrevista para o jornal BBC, quando perguntado sobre o melhor momento de sua carreira, o craque declarou:

“Foi quando dei o chute kung fu em um hooligan, porque este tipo de gente não tem nada o que fazer em um jogo. Acredito que é um sonho para alguns dar um chute neste tipo de gente. Assim, eu fiz por eles, para que ficassem felizes. E eles falam até hoje sobre isso. Eu já vi muitos jogadores marcando gols e todos eles sabem a sensação. Mas esta, de pular e chutar um fascista não é algo que você encontra todos os dias.”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *