CALABRESAS ESTRAGADAS: VIGILÂNCIA AFIRMA QUE DENÚNCIA CONTRA O MEIRA É IMPROCEDENTE

Calabresas encontradas no Meira do Vilela podem ser consumidas. Foto: Vigilância Sanitária de Ilhéus.

Após grande repercussão de um vídeo no Whatsaap em que uma consumidora denuncia o supermercado Meira do bairro Teotônio Vilela por vender calabresas estragadas na promoção, o secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, determinou que a vigilância sanitária fizesse uma vistoria.

Na manhã deste sábado, 10, a fiscal sanitária Maria Cristina da Silva esteve na loja e não encontrou os produtos citados em condições impróprias para consumo.

Conforme termo de vistoria, o lote de calabresas Perdigão encontrado estava dentro do prazo de validade. A fiscal considerou a denúncia “improcedente”.

No documento a fiscal não informa se conseguiu ouvir a denunciante. 

Termo de vistoria. Foto enviada pelo secretário de saúde, Geraldo Magela.


One response to “CALABRESAS ESTRAGADAS: VIGILÂNCIA AFIRMA QUE DENÚNCIA CONTRA O MEIRA É IMPROCEDENTE

  1. Gente será que foi a mulher que colocou aqueles bichos nas calabresas? Faz um favor muita gente não tem coragem de denunciar agora o Meira é vítima. Santa ingenuidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *