PREFEITURA DE URUÇUCA BUSCA MELHORIAS PARA O ASSENTAMENTO PA SÃO JORGE

Reunião dos representantes da prefeitura com os assentados do PA São Jorge. Foto: Ascom Uruçuca.

A Prefeitura de Uruçuca, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, participou de reunião no Assentamento PA São Jorge com a empresa Norte Rochas para tratar das contrapartidas para a comunidade, por conta da atividade de mineração dentro da área do assentamento.

No encontro, ficou definido que a curto prazo a comunidade receberá a implantação de 1 ha com pacote tecnológico completo para alta produtividade de cacau em cada lote do assentamento, a construção de um galpão para comercialização dos produtos produzidos pelos assentados e contratação de parte da mão de obra oriunda do assentamento nos trabalhos da mineradora.

De acordo com o secretário municipal de desenvolvimento econômico, Águido Muniz, as indenizações serão tratadas individualmente com cada assentado, com capacitação de mão de obra para os mais jovens. “Iremos trabalhar junto ao INCRA para a liberação dos títulos de posse dos lotes”, garantiu o secretário.

O prefeito Moacyr Leite afirmou que as contrapartidas para a comunidade do PA São Jorge são de fundamental importância para o desenvolvimento local. “Já determinei um olhar especial da secretaria responsável no sentido de compensar os assentados, principalmente na capacitação para os mais jovens”, declarou o prefeito.

PREPAREM-SE, POIS AO FINAL DESSE TEXTO, DEFENSORES POR CONVENIÊNCIA NÃO FALTARÃO!

Por Jeremias Santos.

Vamos aos fatos. A menos de 02 anos de se encerrar este governo eu pergunto, o que foi feito até aqui? Qual o legado que o prefeito Mário Alexandre, por quem tenho certo apreço, vai deixar? Muitos dirão: Ah Jeremias, o prefeito já recuperou algumas unidades de saúde que foram deixadas sucateadas pela gestão passada! Fez por obrigação e não por favor ou bondade. Não sou incoerente, mas fui bem atendido recentemente em uma dessas unidades, talvez pela influência e amizade. E a maioria recebe o mesmo tratamento? Ah Jeremias! O prefeito atraiu 15 km de recapeamento asfáltico durante a campanha eleitoral, numa cidade em seus extremos, completamente esburacada. Isso sem falar da qualidade desse asfalto, duvidosa ou mal executada?

Quando se fala com um secretário sobre uma obra relativamente boba, a resposta virou clichê: “Irmão essa obra só se faz com emenda parlamentar oriunda extra município”. Tem secretaria que funciona? Tem sim senhor, mas o governo “tempo de alegria e trabalho” tem a obrigação de executar todas, eu disse todas as promessas de campanha apresentadas no pleito passado. 

Pasmem, mas ouvi dia desses de um secretário de governo, que o prefeito de sorriso largo, encerrará o governo como o melhor dos últimos tempos. Lamento ter que discordar, mas não vejo uma faísca dessa possibilidade. Nesse contexto, funcionou o bom marketing político da campanha do prefeito, souberam vendê-lo. Aliás, ele foi um bom produto a ser vendido. Como é até hoje, com um  sorriso fácil e com palavras doces, dizendo o que as pessoas (miseráveis ignorantes) querem ouvir. Chegou ao poder utilizando-se dos artifícios do que a filosofia chama de Sofismo, fazendo uso da boa retórica.

Prefeito, será que estamos pedindo muito? Seria uma quimera desfrutar do básico, prefeito? Com tantas vias da cidade clamando por uma sonhada pavimentação, por que “bulhufas” vocês depositam tempo e dinheiro na orla sul que nunca termina e até onde foi feita, sequer tem uma drenagem que funcione?

A maioria das prefeituras do país prega a falência em suas contas, mas porque será que o turismo de Itacaré e Porto Seguro funciona? Uma Avenida Soares Lopes jogada às “traças”, quer dizer, aos cavalos, pois convenhamos, o metro quadrado mais caro da cidade virou pasto, isso mesmo, ali nasce um bom capim para alimentar os animais.

A turma do alto escalão  que compõe o governo, mora bem e muito bem obrigado, por isso fica fácil ignorar os problemas que assolam a população.

Os princípios que norteiam a administração pública (legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência) devem ser respeitados, porém existem outros princípios que deveriam ser priorizados, respeito, humanidade e sensibilidade. São de graça e contempla quem precisa. Pronto falei!! E que venham as críticas.

P.S. Doutor, o senhor disse que iria cuidar, mas as dores e as feridas só se agravam.

Jeremias Santos é radialista, graduado em administração de empresas e graduando em direito.