MÉDICOS DO HOSPITAL COSTA DO CACAU DÃO PRAZO DE 10 DIAS AO INSTITUTO GERIR

Médicos do HCC ameaçam entrar em greve.

Por meio de uma carta protocolada nesta quarta-feira, 26, os médicos do Hospital Costa do Cacau deram prazo de 10 dias ao Instituto Gerir para que apresente proposta de pagamento dos salários atrasados de setembro, outubro, novembro e dezembro (prestes a findar) de 2018.

Os médicos questionam também o desabastecimento de insumos e a saída de firmas terceirizadas. Segundo informações colhidas pelo Blog do Gusmão, a falta de materiais básicos diminuiu bastante o número de cirurgias eletivas realizadas pelo hospital.

Na mensagem encaminhada à diretoria do Gerir, os profissionais informam ter ciência de que a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) tem feito repasses regulares à administradora do hospital. A comprovação está no portal Transparência Bahia.

Se a questão não for resolvida, o corpo clínico ameaça entrar em greve e formalizar denúncias na SESAB, Ministério Público, Conselho Regional de Medicina e Sindicato dos Médicos.

Caso a greve aconteça, os atendimentos de urgência e de emergência serão prejudicados. Usuários do SUS de Ilhéus e região, bem como, milhares de turistas que visitam o sul da Bahia na alta temporada estarão sob risco de vida.

Em relação aos atrasos, a Sesab divulgou a seguinte nota.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia informa que realiza pagamentos regulares e consecutivos ao Instituto Gerir, que faz a gestão do Hospital Regional Costa do Cacau, sendo o último realizado em 11 de dezembro de 2018, no valor de R$ 5.328.650,46. Além das auditorias do SUS e das fiscalizações contratuais periódicas nas quais todos os fornecedores estão submetidos, a Sesab instaurou sindicância a fim de apurar os questionamentos levantados pela imprensa sobre o pagamento dos trabalhadores.



One response to “MÉDICOS DO HOSPITAL COSTA DO CACAU DÃO PRAZO DE 10 DIAS AO INSTITUTO GERIR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *