Magela esclarece aumento no salário de Érica Silva

Érica Silva e Geraldo Magela. Fotos: Chico Andrade/PMI/reprodução.

Em contato com o BG nesta segunda-feira, 14, o secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, negou que a reforma administrativa vai aumentar o salário de Érica Silva, chefe do setor de alta e média complexidade, para R$ 4.500 (relembre aqui).

A enfermeira que hoje recebe R$ 2.500, com a reforma receberá R$ 3.200, valor menor do que é pago às servidoras da mesma profissão que trabalham 40 horas, aprovadas no último concurso público, em 2016. Magela explicou que o reajuste também será concedido à chefia da atenção básica, ou seja, não será um benefício exclusivo.

Ele também esclareceu uma polêmica espalhada no Whatsaap sobre outros valores pagos a Érica, que recebeu três diárias (novecentos reais) para um treinamento em Vitória da Conquista entre os dias 10 a 12 de janeiro, sendo que os demais servidores envolvidos receberam uma ou duas.

De acordo com o secretário, ocorreu um erro no setor de recursos humanos da pasta e Érica Silva, que não teve nenhuma culpa no caso, vai devolver o valor de uma diária.

Sinebahia Ilhéus oferece 14 vagas de emprego

Sine Ilhéus tem uma vaga para balconista de farmácia.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa terça-feira, 15, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. 

OFICIAL DE LIMPEZA (PCD)

Vaga exclusiva para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental Completo

Experiência na função

Apresentar Laudo

01 VAGA

AUXILIAR DE BALCONISTA (PCD)

Vaga exclusiva para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental Completo

Experiência na função

Apresentar Laudo

01 VAGA

ADMINISTRADOR / ESTAGIÁRIO

Ensino Superior cursando a partir do 3° semestre em Administração ou Contabilidade

Possuir conhecimento com pacote Office

Residir na região de Una ou Canavieiras

01 VAGA  (mais…)

Guarda municipal afastado por Marão teve crise de choro e disse: “esse trabalho é a minha vida”

Guardas municipais tentam consolar Pinheiro (de camisa clara e bermuda) em sua casa.

O decreto do prefeito Mário Alexandre que afastou 268 servidores municipais não estáveis submeteu o guarda municipal Antonio dos Santos Pinheiro a uma intensa crise de choro, no dia 07 de janeiro, data que a medida veio à tona.

Com 34 anos de serviços prestados a Ilhéus, Pinheiro tem uma filha adolescente com necessidades especiais. Os cuidados com a jovem exigem viagens a São Paulo, a cada seis meses, para tratamento.

Ao saber da decisão do prefeito, Antonio caiu num pranto incontrolável. Vários guardas municipais foram até sua casa para tentar tranquilizá-lo.

Pinheiro disse aos colegas de profissão que ser impedido de vestir a farda azul da Guarda Municipal é o sintoma mais doloroso do seu drama. “Esse trabalho é a minha vida. Não sei se vou suportar o golpe”.

A filha de Pinheiro viajou nesta segunda-feira, 14, para São Paulo a fim de cumprir mais uma etapa do tratamento.

Comentário do editor.

Nos 16 meses que trabalhei na Superintendência Municipal de Meio Ambiente, o guarda municipal Pinheiro foi o mais atencioso, educado e alegre. Nunca criou dificuldades para cumprir o serviço e sempre agiu de maneira exemplar.

Faço questão de escrever os últimos parágrafos desse texto, na primeira pessoa, para que fique registrada a minha solidariedade a um valioso e correto servidor público. Lamento que Pinheiro esteja passando por esse drama.

Sinebahia Itabuna oferece 8 vagas nessa terça-feira

Há uma vaga para auxiliar de fibra ótica.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa terça-feira, 15.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

ESCRITURÁRIO / CONTROLADOR DE ESTOQUE

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

Possuir CNH ‘B’

1 VAGA 

VENDEDOR PRACISTA

Ensino Médio Incompleto

Experiência mínima de 6 meses com vendas externas

Possuir CNH ‘D’

1 VAGA 

MÉDICO CLÍNICO GERAL

Ensino Superior Completo em Medicina

Experiência mínima de 6 meses na função

1 VAGA

(mais…)

Preso avô acusado de estuprar duas netas

Valdívio Pereira Freire, preso em Jucuruçu. Foto: Ascom/Polícia Civil.

A Policia Civil de Itamaraju cumpriu mandado de prisão provisória de Valdívio Pereira Freire, o “Del”, de 52 anos, na última sexta-feira, 11, no município de Jucuruçu, extremo sul da Bahia. Ele é acusado de estuprar duas netas, de onde e sete anos, naquela cidade.

Segundo a delegada Waldiza Rocha, a denúncia foi feita por familiares das duas crianças, em setembro do ano passado. “Acompanhadas da família, as vítimas relataram que sofreram os abusos por diversas vezes e não contaram aos pais, na época, porque eram ameaçadas de morte pelo autor”, explica. Valdívio está preso à disposição da Justiça.

Marão “maquiou” cumprimento de sentença, denunciam sindicatos

 

Lista de afastados deixou de fora supostos protegidos. Foto: Pimenta.

Contratados supostamente protegidos por Marão na SDS ganham quase 3 milhões de reais.

Além de estarem indignados com a edição do decreto nº 128/2018, baixado pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, que afastou de seus empregos centenas de servidores admitidos antes de outubro de 1988, as lideranças sindicais da categoria denunciam que o chefe do executivo omitiu a extinção de 111 contratos temporários do processo seletivo do edital 002/2017 da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), como determinou a sentença do juiz da Vara da Fazenda Pública, Alex Venicius. Esses permanecem nas suas funções, trabalhando normalmente, não foram exonerados e receberam, inclusive, os salários de dezembro, diferentemente dos atingidos que foram retirados de folha.

Para o presidente da APPI/APLB, Osman Nogueira, esse fato demonstra o caráter político da medida do prefeito. “Ele está perseguindo os servidores de 83 a 88, ferindo a dignidade de todos nós. O prefeito assinou um decreto com o interesse de mostrar o valor do salário de alguns companheiros, enquanto omitiu nomes e o valor do salário dos que foram contratados por seleção para a SDS. Além de fazer isso na calada da noite, rompendo o acordo com os sindicatos, a medida mostra claramente o tratamento desigual com a categoria”, acrescenta Nogueira.

Na opinião do presidente do Sindiguarda, Pedro Oliveira, o Decreto nº 128 precisa ser anulado, porque não corresponde à verdade nem atende ao que quer a sentença equivocada do juiz. Ele explica que na relação dos demitidos existem servidores que já se aposentaram e aderiram ao PDV – Programa de Desligamento Voluntário -, proposto pelo próprio prefeito e aprovado pela Câmara de Vereadores. Além disso, muitos servidores sustentam que o valor de diversos salários estão errados, porque foram acrescidos o 13º salário, em alguns casos, e 1/3 de férias em outros. “Isso que o prefeito Mário Alexandre está fazendo é muito desumano”, enfatiza Pedro Oliveira.

Por sua vez, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município, Joaques Silva, afirma que a estratégia do governo municipal de expor os servidores demitidos, destacando apenas os altos salários, generalizando com os que recebem baixos salários, apesar de três décadas do serviço público pode gerar ações judiciais por danos morais. “Ele esquece que foi vice-prefeito e está como prefeito, há dois anos, e sempre soube dessa realidade. Poderia ter auditado os salários para ver se há ilegalidades”, pondera o sindicalista.

O levantamento feito pelos sindicatos descobriu que foram mantidos nos cargos técnicos e assistentes sociais, cuidadores, coordenadores, psicopedagogos, advogados, auxiliar de serviços gerais, psicólogos, dentre outras funções. Segundo a sindicalista Enilda Mendonça, a permanência destes servidores na SDS representa um custo anual de R$ 2.941.040,41.