Secretário da Fazenda do governo Marão é figura decorativa

Notinhas.

Marcio Cunha (de pé na imagem) muitas vezes é o último a saber. Foto: Marcelo Silveira.

O advogado Marcio Cunha, ex-procurador-geral e secretário da Fazenda do município de Ilhéus, não está satisfeito no exercício da função, contam fontes da prefeitura.

Os pagamentos mais volumosos são realizados sem que ele saiba. O Alto Comando de Uruçuca/Itabuna (ACUI)*, que governa Ilhéus, faz determinações diretas ao tesoureiro Antônio Rodrigo. O desrespeito à hierarquia funcional tem motivado Marcio Cunha a deixar o governo.

Antes de assumir a Fazenda, Marcio foi retirado da procuradoria-geral pelo Alto Comando de Uruçuca/Itabuna (ACUI), por discordar dos rumos de algumas licitações.

Sem força e com dificuldades para ser ouvido por Marão, o único caminho que lhe resta é sair de cabeça erguida.

* Alto Comando de Uruçuca/Itabuna (ACUI) não é uma definição carregada de bairrismo, preconceituosa com as cidades irmãs. Remete à presença de alienígenas cujos interesses o Ministério Público e a Câmara de Vereadores não conseguiram identificar. Esses seres extraterrenos desconhecem a realidade do chão ilheense (também não fazem questão). Nunca foram na Central de Abastecimento do Malhado beber o mingau de Dona Creuza, não sabem onde fica Inema, não viram a “Igrejinha” secular do Rio de Engenho, nunca comeram caruru no terreiro de Dona Carmosina e nunca foram acordados pelo sino da Vaquinha Mimosa do saudoso radialista Zé Tiro Seco.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *