Sinebahia Ilhéus oferece 30 vagas nessa sexta-feira

Há duas vagas para chefes de perecíveis.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa sexta-feira, 22, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. 

AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD)

Vaga exclusiva para pessoas com deficiência

Ensino Fundamental completo

10 VAGAS 

CHEFE DE PERECÍVEIS (SUPERMERCADOS)

Ensino Médio completo

Experiência comprovada em supermercados

02 VAGAS

CHEFE DE MERCEARIA (SUPERMERCADOS)

Ensino Médio completo

Experiência mínima de 6 meses no setor de mercearia (supermercados)

01 VAGA 

CHEFE DE RECEBIMENTO DE MERCADORIAS (SUPERMERCADOS)

Ensino Médio completo

Experiência mínima de 6 meses com notas fiscais de grande volume e liderança de equipe.

01 VAGA   

CHEFE DE CAFETERIA (SUPERMERCADOS)

Ensino Médio completo

Experiência mínima de 6 meses na função

01 VAGA 

FISCAL PREVENÇÃO DE PERDAS

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

5 VAGAS 

ATENDENTE DE CARTÃO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteia

Experiência com vendas e metas

5 VAGAS 

CHAPISTA DE LANCHONETE

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

1 VAGA 

EMPREGADA DOMÉSTICA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

01 VAGA 

VENDEDOR DE SERVIÇOS

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Trabalhar com vendas de seguros diversos e planos de saúde

01 VAGA 

GARÇOM

Ensino fundamental completo

Experiência na função

01 VAGA 

TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO

Ensino médio técnico

Experiência com freezer, câmara fria, maquina de gelo, ar condicionado e balcão refrigerado

01 VAGA



2 responses to “Sinebahia Ilhéus oferece 30 vagas nessa sexta-feira

  1. “Experiência mínima de 6 meses na carteira”
    O texto supracitado deveria ser extinto, tal exigência chega a ser absurda, em um país onde grande parte da população se encontra desempregada ou na informalidade, informalidade que daria ao cidadão requisito para preencher o quesito experiência, uma vez que muitos brasileiros se submetem a trabalhos não regularizados segundo as leis, para manter-se financeiramente num ato de sobrevivência que sobrepõe-se a uma assinatura na carteira. O texto tantos meses “na carteira” ou seja experiência comprovada na carteira” chega a ser insano , volto a repetir somos sobreviventes num país de desempregados que engloba jovens recém formados e universitários formandos e formados, e os diversos brasileiros não fichados legalmente que entram na guerra por emprego seguro perante as leis sem chance alguma de êxito, visto que pra ter experiência se faz necessário ter uma ocupação, ou seja primeiro você trabalha consequentemente adquire-se experiência e não o contrário. Lamentável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *