Sinebahia Ilhéus oferece 8 vagas nessa terça-feira

Há uma vaga para chapista de lanchonete.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa terça-feira, 26, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. 

AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD)

Vaga exclusiva para pessoas com deficiência

Ensino Fundamental completo

03 VAGAS 

CHAPISTA DE LANCHONETE

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

1 VAGA 

CASEIRO

Ensino Médio incompleto

Experiência em jardinagem

(mais…)

Madre Thaís oferece pós-graduação em Metodologia e Didática do Ensino Superior

A Faculdade Madre Thaís (FMT) abriu processo de inscrição para o preenchimento de vagas no Curso de Pós-Graduação, Lato Sensu, em Metodologia e Didática do Ensino Superior. São ofertadas 40 vagas tendo como público alvo graduados em curso superior de licenciatura e bacharelados das diversas áreas de conhecimento.

O curso de Metodologia do Ensino Superior é coordenado pela diretora pedagógica da FMT, MSc. Tatiana Barcelos, e tem como objetivo propiciar uma reflexão sobre as tendências atuais de ensino. As inscrições podem ser feitas na coordenação de pós- graduação, a partir das 14 horas e pelo site da faculdade.

Segundo a professora Tatiana, “a intenção é ampliar a compreensão sobre o universo acadêmico, as suas demandas e articulações teórico-metodológicas, indicando caminhos e conhecimentos que auxiliem o professor na escolha de procedimentos didático-pedagógicos adequados aos diferentes estilos de aprendizagem e em consonância com as tecnologias contemporâneas. Busca-se compreender o cenário acadêmico, suas particularidades metodológicas e conceituais que envolvem o processo ensino-aprendizagem no ensino superior”.

Sinebahia Itabuna oferece 24 vagas nessa terça-feira

Uma vaga para médico do trabalho no Sinebahia Itabuna.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa terça-feira, 26.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

5 VAGAS 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

MÉDICO DO TRABALHO

Nível Superior em Medicina (Especialização Medicina Trabalho)

Registro CREMEB ou CRM

01 Vaga

(mais…)

CIPPA apreende carro que fez barulho no Vilela depois da meia-noite

Foto: CIPPA/Porto Seguro.

A Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (CIPPA/Porto Seguro) flagrou um carro com equipamento de som perturbando o sossego dos moradores da Rua dos Ipês, no bairro Teotônio Vilela, em Ilhéus.

O flagrante aconteceu no último domingo, 24, por volta de 00h30min., após denúncia anônima. Policiais militares do 2º pelotão da CIPPA mediram o volume do barulho e constataram 75,9 decibéis de poluição sonora.

Segundo a PM, Eduardo Franklin Oliveira foi identificado como o responsável pelo carro e pela aparelhagem. Ele vai responder no judiciário pelo crime de poluição sonora.

IFBA de Eunápolis vai oferecer Pós-Graduação em Educação, Cultura e Linguagens

O Instituto Federal da Bahia vai iniciar o curso de Pós-Graduação (latu sensu) em Educação, Cultura e Linguagens. As aulas serão ministradas no IFBA de Eunápolis e os interessados poderão se inscrever, gratuitamente, de 19 a 22 de março de 2019.

O edital está disponível no site do IFBA/Eunápolis. Mais informações podem ser obtidas junto à Coordenação do Curso de Especialização em Educação, Cultura e Linguagens pelo telefone (73) 3281-2266 ou pelo e-mail: [email protected] .

Molambo na parada!

Por Julio Gomes.

Chamaram a atenção de todo o Brasil as fotos publicadas, em 15/02/2019, pela Assessoria de Imprensa do atual Governo Federal em que o Presidente Jair Bolsonaro aparece com diversos membros do Primeiro Escalão, inclusive ministros de Estado, em um encontro oficial e, depois, na mesa de reuniões, trajando chinelos, uma camisa do Palmeiras, uma calça e um paletó do tipo “o mais amassados e mal arrumados possíveis” e, pendendo sobre a calça, algo meio indefinível, mas que pode ser um grande chaveiro vermelho, compondo uma imagem que contrastava fortemente com o traje formal dos demais membros do Governo ali presentes e com o ambiente do Palácio da Alvorada.

Sabemos que Bolsonaro esteve internado e recebeu alta médica poucos dias antes da foto, assim como que o palácio da Alvorada, mesmo sendo também um local de trabalho, é a residência oficial do Presidente, o que sem dúvida dá um desconto a favor de Bolsonaro.

Mas ficam algumas perguntas: Por que publicar uma foto, divulgada pela própria Presidência da República, em condições tão desfavoráveis à imagem do Presidente e, portanto, do Brasil? Qual a intenção por trás disso, se a foto veio da própria Assessoria presidencial?

Quando se serve ao Exército Brasileiro, o que fiz em 1984 / 1985, mesmo na simples condição de soldado, se aprende que todos os militares devem se colocar em forma, na parada diária que inicia o expediente, com apresentação impecável, para que o Oficial de Dia faça a inspeção da tropa, corrigindo coturno, barba, cabelo, unhas, asseio, roupas, armamento e tudo o mais que se faça necessário.

Caso o militar não possa calçar um pé do coturno, que se apresente com um chinelo em um pé e um coturno em outro. Se não puder vestir a farda do dia, que entre em forma com o uniforme de educação física. Por fim, caso não esteja mesmo em condições de apresentar-se, deverá simplesmente ser dispensado de entrar em forma e de participar da parada. E isto, na unidade em que servi, era observado tanto pelo Coronel Comandante do Batalhão quanto pelo mais humilde soldado.

Lembro-me da revista, por parte dos oficiais, determinando aos praças, em alto e bom som, para saírem imediatamente da formação aos gritos de “Fora de forma!”, quando se deparavam com militares com cabelo grande, coturno mal engraxado, unhas ou barba mal aparadas ou cinto fora do padrão; e determinando três dias de detenção (sexta, sábado e domingo), internos no Batalhão, para que aprendessem a lição. Também lembro do zelo da imensa maioria dos praças graduados e dos oficiais em ser exemplo de conduta para a tropa.

Lembro, por fim, da reprovação pública dos oficiais a gritarem no meio do pátio do quartel: “Molambo na parada!”, para os mal apresentados, que se retiravam cabisbaixos, cheios de vergonha ante a pequena, mas vexatória transgressão disciplinar praticada.

Quando vi a foto e Bolsonaro com sua equipe, foi disso que lembrei. Será que da vida militar não lhe ficou nem mesmo este senso de disciplina e de zelo com a apresentação própria e, portanto, da instituição que representa? Será que até nisso, que seria sem dúvida uma qualidade, o atual Presidente tem dificuldade para manter a compostura e a conduta adequadas? Será que mesmo nisso tem de ser um desastre? Um vexame diante do mundo?

As fotos em questão me ajudaram a entender porque o General e ex Presidente Ernesto Geisel, em entrevista concedida aos pesquisadores Maria Celina D´Araujo e Celso Castro em 1993, posteriormente publicada em livro editado pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, avaliou o então deputado Bolsonaro, ipisis literis, como “mau militar”.

Molambo na parada, molambo na Presidência. Na forma e, o que é pior, no conteúdo. A foto e a profética avaliação de Geisel são fatos que falam mais alto do que mil textos.

Julio Cezar de Oliveira Gomes é graduado em História e em Direito pela UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz.