Leda Nagle entrevista Carlos Bolsonaro

 

A experiente jornalista Leda Nagle conseguiu entrevistar o vereador Carlos Bolsonaro, o filho mais influente do presidente da República.

No vídeo, o famoso “02”, que já “demitiu” ministro, explica a sua repugnância a maior parte da imprensa e narra os momentos dramáticos após a facada que quase tirou a vida do pai, no dia 06 de setembro de 2018, em Juiz de Fora.

Carlos Bolsonaro, o “pit bull”, hoje é o numero 1 do submundo da internet e contribuiu bastante para a eleição do pai.

Vale a pena ver a entrevista.

Gerar emprego é prioridade

Por Eduardo Salles.

Independente de ideologias ou preferências partidárias, acredito que neste momento a principal função de todo representante eleito é trabalhar para criar condições que permitam dinamizar a economia, permitindo a criação de postos de trabalho. Apenas quem vive em bolhas não consegue enxergar que o desemprego é o principal problema nacional.

Seja na iniciativa privada, onde tive a experiência de ser diretor de empresas multinacionais, ou no setor público, como secretário estadual de Agricultura e deputado estadual, sempre trabalhei na elaboração e execução de projetos responsáveis pela geração de milhares de empregos diretos e indiretos.

Os números do desemprego são alarmantes, conforme dados divulgados pelo IBGE em novembro de 2018. Conforme pesquisa do órgão, 11,6% da população economicamente ativa não tem trabalho, o que equivale a 12,2 milhões de pessoas. Outros 4,7 milhões de trabalhadores estão em situação de desalento (desistiram de procurar emprego).

Vale ressaltar que os dados divulgados pelo IBGE, que fazem parte do PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios), 23,8 milhões de pessoas trabalham por conta própria. A grande maioria na informalidade, sem contribuir com a Previdência Social e acesso a direitos.

Na Bahia, mesmo com todos os esforços feitos pelo governo estadual, os números também são preocupantes. Dados do IBGE de agosto de 2018 mostram que 1,168 milhão de baianos não têm emprego e outros 877 mil desistiram de procurar uma vaga no mercado de trabalho.

Os efeitos da crise econômica são devastadores na capital e interior, onde, muitas vezes, as prefeituras e o setor público são os grandes ou únicos vetores de emprego e renda. Some ainda as dificuldades climáticas, já que a Bahia tem 70% de seu território na região semiárida.

São muitas dificuldades, é verdade. Mas isso não significa que estamos condenados. Enxergo inúmeros potenciais nos quatro cantos da Bahia. Acho que precisamos é elaborar políticas públicas e uma legislação mais eficiente que permita dinamizar e descentralizar os investimentos, retirando as arestas dos empreendedores da agropecuária, indústria, comércio e serviços.

No meu primeiro mandato, propus, ajudei a criar e presidi a Frente Parlamentar da Micro, Pequena e Média Empresa, que foi responsável pela elaboração da minuta da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que pretende regular, entre diversos pontos, as taxas, incentivos e benefícios fiscais diferenciados, simplificar os processos de abertura, alteração e baixa da empresa, regulamentar o parcelamento de débitos relativos aos tributos estaduais, dá preferência nas aquisições de bens e serviços nas licitações promovidas pelo governo estadual, permitir a dupla visita da fiscalização orientadora e garantir juros mais baixos nas instituições financeiras administradas pelo estado.

Eduardo Salles é deputado estadual pelo PP.

Sinebahia Itabuna oferece 20 vagas nessa quinta-feira

Há uma vaga para encarregado de frente de loja.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa quinta-feira, 14.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO(PCD)

Exclusiva para pessoas com deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

01 VAGA

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

ORIENTADOR EDUCACIONAL (VENDAS)

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas

Disponibilidade tarde/noite

Possuir curso de informática

01 VAGA

(mais…)

Una: justiça federal suspende direitos políticos do ex-prefeito Zé Pretinho por cinco anos

Zé Pretinho. Foto: internet/reprodução.

Sentença do juiz federal Lincoln Costa, do TRF 1ª região, subseção de Ilhéus, suspendeu os diretos políticos do ex-prefeito de Una, José Bispo dos Santos (Zé Pretinho), por cinco anos.

Zé Pretinho foi eleito em 2004, mas não concluiu o mandato uma vez que a justiça o afastou devido a irregularidades em empréstimos consignados.

Na decisão assinada na última segunda-feira, 11, o juiz Lincoln acatou denúncia do Ministério Público Federal que acusou o ex-prefeito de utilizar verbas da educação (FUNDEB), quase R$ 36 mil, sem comprovar o destino correto. Segundo o MPF também houve desvio de finalidade.

Além de ter os direitos políticos suspensos, Zé Pretinho terá que ressarcir ao FUNDEB o valor desviado, acrescido de juros e correção monetária, e deverá pagar multa equivalente a 3 salários do cargo de prefeito de Una.

Ainda cabe recurso.

Servidores afastados por Marão agradecem decisão do TJ-BA em culto inter-religioso

Culto aconteceu na Praça do Tamarineiro. Foto: Ascom/APPI.

Emoção e fé marcaram esta noite o culto inter-religioso realizado pelos sindicatos representativos dos funcionários públicos de Ilhéus, na praça do Tamarineiro, bairro Malhado, onde fica localizada a sede da APPI/APLB, em Ilhéus. O evento religioso foi para agradecer a Deus pela decisão tomada pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que determinou o retorno imediato dos servidores demitidos no final do ano passado pelo prefeito Mário Alexandre.

“Mostramos que uma luta se vence com fé, com argumentos e com verdade. Estamos aqui para agradecer a Deus pela força que nos deu para lutarmos por nossos direitos e dizer a todos vocês que nunca nos permitiremos deixar de acreditar na nossa fé, independentemente do credo e da opção religiosa”, destacou a líder sindical Enilda Mendonça.

Professora Enilda Mendonça falou durante o evento. Foto: Ascom/APPI.

O ato solene contou com as presenças do padre José Cristo, representação da Igreja Católica; de Edneia Souza Santos, representando a doutrina espírita; de Mãe Laura Mametu Sandoiá, dos povos e terreiros de candomblé e Henrique Oliveira, representando os evangélicos. Servidores e familiares participaram do evento que teve a duração de uma hora e meia.

“O ato também serviu para arrecadar pães que serão entregues às instituições de caridade de Ilhéus. “O pão representa a vida, partilha, solidariedade. Alicerçados nestes sentimentos fomos às ruas de Ilhéus para pedir ajuda para vocês. Este momento de dificuldade também foi importante para que muitos que estão aqui pudessem perceber que foram ajudados por pessoas que nem sabiam a quem estavam ajudando. O que estamos fazendo aqui agora é humildemente retribuir esse gesto de caridade e de amor ao próximo”, disse Enilda, sendo bastante aplaudida.

Mãe Laura agradece com Padre Cristo ao fundo. Foto: Ascom/APPI.

Cânticos como a Oração de São Francisco e a música “Jesus Cristo”, de Roberto Carlos, foram entoados com muita emoção pelos presentes. Muitos servidores choraram durante o culto. Representantes sindicais foram homenageados pelos servidores pela luta em defesa dos demitidos. “De fato são pessoas que merecem o reconhecimento por que não mediram esforços para restabelecer a justiça em defesa de todos vocês”, destacou o padre Cristo.

Os sindicatos também prestaram homenagens. Entre elas, aos advogados que representam os trabalhadores na justiça e à desembargadora Silvia Zarif, autora da decisão favorável aos demitidos no TJB. “Ela (Zarif) não abriu mão de dizer: peraí, esse pessoal não foi sequer ouvido! Não pode ser largado assim à toa. Isso é injusto. Ela fez justiça, justiça na essência da palavra”, destacou Enilda.

Advogados Iruman Contreiras e Arnon Filho assistiram a celebração. Foto: Ascom/APPI.

Texto: Ascom/APPI.