Servidores afastados por Marão agradecem decisão do TJ-BA em culto inter-religioso

Culto aconteceu na Praça do Tamarineiro. Foto: Ascom/APPI.

Emoção e fé marcaram esta noite o culto inter-religioso realizado pelos sindicatos representativos dos funcionários públicos de Ilhéus, na praça do Tamarineiro, bairro Malhado, onde fica localizada a sede da APPI/APLB, em Ilhéus. O evento religioso foi para agradecer a Deus pela decisão tomada pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que determinou o retorno imediato dos servidores demitidos no final do ano passado pelo prefeito Mário Alexandre.

“Mostramos que uma luta se vence com fé, com argumentos e com verdade. Estamos aqui para agradecer a Deus pela força que nos deu para lutarmos por nossos direitos e dizer a todos vocês que nunca nos permitiremos deixar de acreditar na nossa fé, independentemente do credo e da opção religiosa”, destacou a líder sindical Enilda Mendonça.

Professora Enilda Mendonça falou durante o evento. Foto: Ascom/APPI.

O ato solene contou com as presenças do padre José Cristo, representação da Igreja Católica; de Edneia Souza Santos, representando a doutrina espírita; de Mãe Laura Mametu Sandoiá, dos povos e terreiros de candomblé e Henrique Oliveira, representando os evangélicos. Servidores e familiares participaram do evento que teve a duração de uma hora e meia.

“O ato também serviu para arrecadar pães que serão entregues às instituições de caridade de Ilhéus. “O pão representa a vida, partilha, solidariedade. Alicerçados nestes sentimentos fomos às ruas de Ilhéus para pedir ajuda para vocês. Este momento de dificuldade também foi importante para que muitos que estão aqui pudessem perceber que foram ajudados por pessoas que nem sabiam a quem estavam ajudando. O que estamos fazendo aqui agora é humildemente retribuir esse gesto de caridade e de amor ao próximo”, disse Enilda, sendo bastante aplaudida.

Mãe Laura agradece com Padre Cristo ao fundo. Foto: Ascom/APPI.

Cânticos como a Oração de São Francisco e a música “Jesus Cristo”, de Roberto Carlos, foram entoados com muita emoção pelos presentes. Muitos servidores choraram durante o culto. Representantes sindicais foram homenageados pelos servidores pela luta em defesa dos demitidos. “De fato são pessoas que merecem o reconhecimento por que não mediram esforços para restabelecer a justiça em defesa de todos vocês”, destacou o padre Cristo.

Os sindicatos também prestaram homenagens. Entre elas, aos advogados que representam os trabalhadores na justiça e à desembargadora Silvia Zarif, autora da decisão favorável aos demitidos no TJB. “Ela (Zarif) não abriu mão de dizer: peraí, esse pessoal não foi sequer ouvido! Não pode ser largado assim à toa. Isso é injusto. Ela fez justiça, justiça na essência da palavra”, destacou Enilda.

Advogados Iruman Contreiras e Arnon Filho assistiram a celebração. Foto: Ascom/APPI.

Texto: Ascom/APPI.



2 responses to “Servidores afastados por Marão agradecem decisão do TJ-BA em culto inter-religioso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *