Governo Marão é recíproco com “empresa amiga” do lixo

Notinhas.

Marão e a equipe da CTA. Imagem extraída de vídeo.

Nas situações de agonia e de emergência, a solidariedade dos desconhecidos é um fator de sorte. Nesses momentos, o apoio dos verdadeiros amigos é mais provável.

O prefeito Marão viveu dias de intensa dificuldade com a coleta de resíduos sólidos. A ceia de natal de muitos ilheenses (e turistas) foi “temperada” com o cheiro fétido emitido nas ruas sujas.

No início de março, após desacordos e indícios de boicote à empresa Solar Ambiental, a firma amiga CTA surgiu de repente, sem contrato e sem licitação, para socorrer o “amigo prefeito”.

Chegou a hora da reciprocidade. O compromisso da Prefeitura de Ilhéus com a CTA excede em R$ 221 mil o valor do contrato anterior firmado com a Solar Ambiental.

A homologação desperta mais dúvidas, pois a CTA não vai coletar resíduos hospitalares. Esse serviço era realizado pela Solar, que deveria receber mensalmente, e não recebeu, cerca de R$ 979 mil.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *