Marão pode ser preso, admite procurador-geral

Mario Alexandre, Jefferson Domingues e o muro do presídio do Ariston Cardoso.O procurador geral de Ilhéus, Jefferson Domingues, admitiu a possibilidade de o prefeito Mário Alexandre ser preso, por descumprir a decisão da desembargadora Silvia Zarif, que determinou a reintegração dos servidores municipais afastados em janeiro deste ano.

A declaração, no mínimo curiosa, foi dita em entrevista à Ilhéus FM, na manhã desta quarta-feira, 02.

“Nós vivemos num cenário político judicial, de um ativismo judicial tão forte, que não posso descartar [a possibilidade]”, disse Jefferson Domingues.

De acordo com o procurador, a reintegração não pode prejudicar os custos permanentes do município com a coleta de lixo, serviços de saúde e educação.

Disposto a peitar juridicamente a decisão do TJ-BA, Domingues afirmou que decisão da desembargadora é brotada apenas do sentimento e não da razão jurídica. Na visão do procurador, a magistrada veio e disse: “Olha, município, até que eu mude de idéia reinclua aí na sua fatura a despesa que gira em torno de dois milhões. Depois, se eu mudar de ideia, posso pensar na sua situação”, disse com ironia.

Infelizmente, Jefferson Domingues não foi perguntado sobre a mudança de postura, uma vez que a procuradoria, quando saiu a decisão de 1ª instância, ingressou com recursos em defesa dos servidores.

Ouça a entrevista do procurador à Ilhéus FM.



2 responses to “Marão pode ser preso, admite procurador-geral

  1. Ou seja, a gestão admite que queria que o pessoal saísse mesmo, e constrói o discurso de que é culpa dos próprios exonerados. Poderia, ao menos, ter sido franco desde o início, quem sabe até exonerado antes mesmo da decisão.

  2. Prefeito tem que exonerar cargos apadriados /comissionado politicos os verdadeiros ratos sem concurso publico para sobrar vaga para os demitidos e sobrar tambem dinheiro,a prefeitura está lotada de cargos nomeados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *