MP recomenda que vaquejada não aconteça na Bahia

Segurança e saúde dos animais não estava garantida.

O Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Letícia Baird, recomendou ao Parque de Vaquejada Fazenda Pontal, em Biritinga, que suspenda a realização da ‘Vaquejada na Fazenda Pontal’, programada para começar na quinta-feira (23) até o próximo domingo, dia 26.

A 3ª Promotoria de Justiça Regional de Serrinha recomendou ainda que, “caso se pretenda realizar a vaquejada depois, o MP e as autoridades sanitárias, de segurança pública e defesa civil, deverão ser comunicados com antecedência mínima de 10 dias”, o que não teria ocorrido desta vez.

Segundo a promotora de Justiça Letícia Baird, diligências realizadas pelo MP e documentos da Secretaria de Meio Ambiente de Biritinga apontam para “falta de estrutura no local e ausência de providências preventivas para a segurança e saúde dos animais”.

A promotora levou em conta ainda o fato do representante do Parque de Vaquejada não ter apresentado evidências de que cumpre as normas da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), bem como a informação de que animais de outros estados poderiam participar do evento, sem a tomada das medidas obrigatórias previstas pela Superintendência Federal de Agricultura.



One response to “MP recomenda que vaquejada não aconteça na Bahia

  1. há realmente pessoas, que não são filhos de Deus Não a este ato tão cruel que só beneficia a covardia humana….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *