Governo discute estratégias de prevenção e combate a incêndios florestais na Bahia

O secretário estadual de meio ambiente, João Carlos, e o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Francisco Telles. Foto: Ascom/Sema.

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CMB-BA) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) iniciaram na sexta-feira, 31, uma série de reuniões com o objetivo de planejar as próximas ações de prevenção e combate aos incêndios florestais no estado. Participaram do encontro, o secretário João Carlos Oliveira, e a chefe de gabinete da Sema, Cássia Magalhães; a diretora geral do Inema, Márcia Telles, o comandante-geral da CMB-BA, Francisco Telles, além das equipes técnicas das respectivas instituições.

A Educação Ambiental foi destacada na reunião como um fator relevante para a prevenção dos incêndios florestais. De acordo com o secretário, com a assinatura nos próximos dias do Decreto que regulamenta a política de educação ambiental na Bahia, a discussão ganha uma proporção ainda mais positiva. “Envolver os estudantes de ensino médio das escolas públicas com agentes ambientais em suas comunidades têm uma viés pedagógico importantíssimo. As questões ambientais influenciam diretamente na vida dos moradores da região e a educação ambiental contribui para discutir e aprender sobre como cuidar do meio ambiente”, destaca.

De acordo com o comandante geral da CBM-BA, em  conjunto com a Sema e o Inema, no ano de 2018, foi realizado a capacitação de 30 brigadas voluntárias nos municípios baianos, o que torna as ações do Corpo de Bombeiros mais efetiva e assertiva no combate aos incêndios florestais. “Além de capacitação de brigadista voluntários na parceria com o Bahia Sem Fogo, a inclusão de outros atores sociais, como os guias turísticos, aumenta nosso potencial de prevenção, possibilitando a multiplicação de ações por meio de efetivo cada vez mais engajado com as questões ambientais”, explica Telles.

Pautas – A aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs), ferramentas para combate e apoio de transporte terrestre e aéreo para dar suporte no combate e controle de incêndios foram outros pontos discutidos pelo grupo de trabalho do Programa Bahia Sem Fogo.

Bahia Sem Fogo – programa criado em 2010 para tornar mais efetivas as ações de prevenção, combate e monitoramento a incêndios em áreas de Unidades de Conservação (UCs) no estado, oferecendo infraestrutura e logística adequadas. O programa é coordenado pela Sema, que integra o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia. O Comitê é formado por representantes de instituições estaduais: Inema, Corpo de Bombeiros, Casa Militar do Governador (CMG) e as Secretarias de Segurança Pública (SSP), de Saúde (Sesab), de Educação (SEC), de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), e de Turismo (Setur).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *