APAExonados pela alegria acontece na próxima quarta-feira

A cantora Vilma Luz será atração na festa da APAE. Foto: Marcos Pennha.

A cantora Vilma Luz e outros músicos regionais, a exemplo de Simone Lessa, Deraldo Nogueira e DJ Rogério Lago (que abre a festa), dentre outros, abrilhantam o evento beneficente “APAExonados pela alegria!”, que acontece na sede da APAE de Ilhéus no bairro Hernani Sá, quarta-feira, dia 19 de junho próximo, a partir das 15 horas.

Farão parte também da festividade, apresentações de quadrilhas juninas; do grupo que ficou em 3º lugar na categoria dança no Festival Nossa Arte (Jorge Amado e suas mulheres, Gabriela, Dona Flor, Tereza Batista e Tieta); da aluna destaque na categoria música no Festival Nossa Arte, Rosana Pereira com sua flauta e teclado; e declamação do aluno Moisés Penha, 1º lugar em artes literárias (declamação de literatura de cordel) no Festival Nossa Arte, selecionado para o Festival Nacional em Manaus.

Uma festa aberta ao público, onde não faltará alegria, e todos poderão participar dos sorteios de balaios e ainda saborear comidas e bebidas típicas juninas. Diversão e solidariedade no mesmo lugar. Imperdível! Organização: Direção e equipe da APAE.

Sinebahia Itabuna tem 34 vagas nessa terça-feira

Há uma vaga para churrasqueiro.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa terça-feira, 18 de junho.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS 

AUXILIAR DE COZINHA

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

01 VAGA

 CHURRASQUEIRO

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

01 VAGA 

TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

Possuir curso de refrigeração

Possuir CNH ‘AB’

01 VAGA

LIXADOR

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

10 VAGAS

SOLDADOR

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira com TIG e MIG

02 VAGAS

ELETRICISTA INDUSTRIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

ENCANADOR INDUSTRIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

ENCANADOR PREDIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

CARPINTEIRO

Ensino Fundamental Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na função

02 VAGAS

BETONEIRO

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

MONTADOR DE ANDAIME

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

CALDEIREIRO  (CHAPAS DE FERRO E AÇO)

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

2ª edição do Fórum de Turismo de Itacaré tem programação definida

Rafael Piedade, especialista em turismo de conservação de aves, será um dos palestrantes.

A 2ª edição do Fórum de Turismo de Itacaré será aberta oficialmente nesta terça-feira, dia 18, às 9 horas da manhã, no Ecoporan Hotel. O evento acontecerá entre os dias 18 a 20 de junho, trazendo para a cidade grandes nomes do turismo nacional e tendo como palestrantes profissionais renomados das mais diversas áreas, do Brasil e até de outros países. Esse ano o evento tem como tema “Turismo de Experiência & Melhoria da Competitividade”.

Para o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio o Fórum de Turismo será mais uma grande oportunidade para empresários, comunidades e o poder público conhecerem as principais tendências de turismo e trabalharem a grande diversidade que o turismo de Itacaré, que não se resume apenas às belas praias, mas também toda a região rural, a exemplo de Taboquinhas e Água Fria, com suas cachoeiras, aventuras e fazendas de cacau. Serão três dias de imersão em turismo com palestrantes nacionais e internacionais, rodadas de negócios, oficinas e visitas técnicas aos pontos turísticos do município.

De acordo com o secretário municipal de Turismo, Júlio Oliveira, as pessoas quando viajam a turismo não querem apenas conhecer um lugar novo ou simplesmente sair da rotina, mas sim vivenciar uma experiência marcante em suas vidas. E foi pensando nisso que se chegou ao tema da 2ª edição do Fórum de Turismo de Itacaré, exatamente para debater as melhores práticas e ações para transformar esse setor em negócios ainda mais marcantes e rentáveis.

A realização é da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo, com o apoio da Conselho Municipal de Turismo, Sebrae. SPHA, Ecoporan Hotel, Ministério do Turismo e Governo da Bahia/Secretaria Estadual de Turismo. A proposta desse evento, segundo explicou Júlio Oliveira, é compartilhar as experiências, ampliar os conhecimentos nessa área, vivenciar os casos de sucesso e possibilitar a integração com agentes e profissionais brasileiros renomados.

Confira a programação:

(mais…)

Sesab promove Seminário Estadual sobre Doenças de Chagas

Barbeiro, inseto transmissor da doença de chagas.

Estão abertas as inscrições para o Seminário Estadual de Doenças de Chagas, que ocorrerá em Barreiras, no Instituto Federal da Bahia (IFBA), no período de 9 a 11 de julho, com o objetivo de discutir estratégias conjuntas para o fortalecimento das ações de vigilância, assistência e controle vetorial.

Os interessados podem se inscrever gratuitamente neste link até o dia 3 de julho. Já as inscrições dos trabalhos a serem apresentados durante o evento vão ocorrer entre os dias 10 e 28 de junho. Mas, o interesse em submeter trabalhos deve ser registrado durante a inscrição no evento, pois os candidatos receberão as normas para submissão de trabalhos via e-mail.

De acordo com o coordenador de Doenças de Transmissão Vetorial (CDTV), Gabriel Muricy, a Bahia possui 97 municípios classificados como de alto risco para transmissão vetorial da doença de Chagas, que é causada por um inseto, popularmente conhecido como Barbeiro. Ele acrescenta que a taxa de mortalidade pela doença no estado é a quarta maior no país, com média anual de 624 óbitos. Gabriel ainda ressalta que, dos 97 municípios, 37 fazem parte do território do Núcleo Regional de Saúde Oeste.

O seminário vai apresentar o cenário epidemiológico da Doença de Chagas na Bahia, capacitar e atualizar equipes de saúde do Estado (regionais) e municípios prioritários sobre as ações de prevenção e controle da Doença de Chagas. Além disso, serão apresentadas experiências exitosas ocorridas dentro do programa, com a participação das Secretarias de Saúde dos Estados de Goiás e Pernambuco, que são referências no programa.

O público-alvo para o seminário é formado por técnicos de referência do Programa de Controle da Doença de Chagas das regionais e municípios prioritários. Também devem participar pesquisadores vinculados às instituições públicas de ensino e pesquisa do Estado da Bahia, que desenvolvem pesquisa, ensino ou extensão sobre Doença de Chagas.

Da Ascom/Sesab.

Cosme Araujo emplaca a filha na Superintendência de Turismo

Notinhas.

Cosme Araujo, agora sem voz. Foto: Catucadas.

Em 2017, primeiro ano do governo Mário Alexandre, integrantes do primeiro escalão da prefeitura de Ilhéus, quando encontravam o advogado Cosme Araujo nas ruas, ouviam dele os piores adjetivos ao prefeito, golpes sempre aplicados abaixo da linha de cintura moral.

Em meados de 2018, Araujo decidiu ficar calado, justamente no período em que a gestão começou a cair no conceito do povo.

Nos bastidores da política, havia indicações de que o advogado e ex-vereador abraçara Marão politicamente. Quando lia publicações a respeito, irritado Cosme disparava desaforos à imprensa. O BG recebeu mensagens do tipo no Whatsaap e foi excluído de grupos a pedido dele.

Numa dessas voltas previsíveis que o mundo dá, na última sexta-feira, 17, o Diário Oficial do Município publicou a nomeação da filha de Cosme, a também advogada Margareth Araujo, como Superintendente de Turismo.

Na função recém-criada, Margareth vai receber R$ 8 mil por mês.

O cão chupando manga

“Algum antropólogo já conseguiu definir o biótipo genérico da raça brasileira? Claro que não. Somos o calor lúdico e a beleza da mãe África, somos o refrigério colorido das nossas águas que os índios carregavam nos cabelos molhados, somos os tratores e as tulipas dos holandeses de Maurício de Nassau, somos os apressados e aguerridos combatentes de Nicolas Durand de Villigagnon, os somos portugueses, os mouros, somos os árabes que para aqui vieram como turcos, somos turcos, somos hispânicos, franceses, enfim, somos gente. Pessoas brasileiras, a gente mais bonita desse planeta”.

Por Mohammad Jamal.

O cão chupando manga? Não, nunca vi, é verdade, não vi mesmo. Eu também nunca vi um apupado vocativo de “loira burra” levar ninguém para a cana, aos costumes. Também nunca ouvi um “teje Preso” por causa de observações tipo: “Seu albino cara de Michael Jackson” ou “seu moreno cor de cocô”!

Um muslime radical eu? Dia desses, um temerário cidadão após desancar imprecações contra a minha religião e descendência; virou-se para mim e bradou: _ Muçulmano homem bomba! Todo muçulmano é doido e perigoso detrás dessa barba!

Uma cédula de sete Reais? Num lapso, pensei. Vou levar esse senhor para a delegacia e denunciá-lo por declarada e evidente manifestação pública de preconceito religioso e étnico/racial contra a minha pessoa. Mas logo em seguida pensei melhor sobre a questão: Qual a casuística e incidência quantitativa de pessoas que foram enjauladas aos costumes porque destrataram muçulmanos árabe/descendentes? Conclusão; ninguém!

No pau e na tora. Optei então por oferecer ao desafeto arrogante e fanfarrão, um nariz quebrado e dois dentes incisivos amolecidos, seguidos de breves momentos de escuridão em transitória labirintite. As UPAs e P. Socorro do também atendem essas emergências de tiro pela culatra. De resto é fazer exame de corpo delito e chorar no ombro do delegado. Porrada ninguém tira. 

Preto é teu passado. Tenho preconceito contra preconceituosos. A opção não foi em revide pelo “preconceito”. Não acredito que ele exista, senão quando instilado na indevida baixa autoestima que acomete pessoas de alguns grupos étnico-raciais, notadamente afrodescendentes, a quem prefiro chamar de brasileiros, como o sou e como me sinto.

Vira latas sem “pedrigri’fe”. Algum antropólogo já conseguiu definir o biótipo genérico da raça brasileira? Claro que não. Somos o calor lúdico e a beleza da mãe África, somos o refrigério colorido das nossas águas que os índios carregavam nos cabelos molhados, somos os tratores e as tulipas dos holandeses de Maurício de Nassau, somos os apressados e aguerridos combatentes de Nicolas Durand de Villigagnon, os somos portugueses, os mouros, somos os árabes que para aqui vieram como turcos, somos turcos, somos hispânicos, franceses, enfim, somos gente. Pessoas brasileiras, a gente mais bonita desse planeta.

Prefiro sabão de coco. Branco-Branco, só mesmo o sabão Homo que lava mais branco, mas não lava a alma escura e encardida dos estúpidos preconceituosos que teimam em viver por aqui como se fossem filhos brancos do Tio Sam que, no entanto, sem concessões, passam horas na revista minuciosa da aduana, examinados até os dentes e pregas quando desembarca em aeroporto norte americano para ver a Disneylândia.

Ah foi ótimo! Enquanto renegam sua concepção, nem se apercebem quando o sinhozinho dos engenhos e cafezais, tonto de amor e luxúria, deu aquela transada “fast fuckig” incrível com a sua musa deusa de ébano, lá no escurinho da senzala, “encoxando” sobre a mesa da cozinha a mucama perfumada no azeite de dendê, cravo, canela e pimenta de cheiro e caiu desmaiado no borralho, em êxtase, quando ela o aceitou por esposo.

Minha mãe negra me deu de mamar. Sou apaixonado por tudo da mama África, suas deusas e orixás, sua cultura e negritude e até pelo seu sofrimento, sua coragem e estoicismo resilientes. Você que leu esse meu breve comentário, observou que o fizestes em sobreposição dos contrastes? Explico: as letras são negras sobre um fundo branco. Agora defina qual a cor te transmitiu essa minha reflexão?

Gente não tem cor. Tem sentimentos. Tem alma.

Mohammad Jamal é literato e articulista do Blog do Gusmão.