Ilhéus: morre o empresário Sergio Gordo

Sergio Teles de Oliveira. Foto que circula no Whatsaap.

O empresário Sergio Teles de Oliveira, conhecido como “Sergio Gordo”, faleceu por volta das 18h30min., desta terça-feira, 18.

Sergio faleceu com 59 anos. Ele foi um dos fundadores do Bloco Galera de Ilhéus, na década de 90 do século passado, e foi produtor do evento Trivela Ilhéus entre os anos de 2005 a 2014.

O empresário lutava contra o câncer, que inicialmente atacou uma de suas mamas, e depois se espalhou.

O corpo será velado no SAF (Alto da Conquista). O sepultamento ocorrerá nessa quarta-feira, 19, às 15 horas, no Cemitério da Vitória, em Ilhéus.

Guarda Civil de Ilhéus participa de seminário nacional em Brasília

Leonardo Bandeira, comandante da Guarda Civil de Ilhéus, no centro da imagem. Foto: Secom/Ilhéus.

O I Seminário Nacional de Guardas Municipais, ocorrido na última semana, em Brasília (DF), reuniu cerca de 140 gestores das principais guardas municipais do País, para discutir, durante os dias, o fortalecimento do segmento. Promovido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), o evento elaborou um diagnóstico sobre a situação da segurança nos municípios. O comandante da Guarda Civil de Ilhéus, Leonardo Bandeira representou o município, acompanhado do secretário administrativo da corporação, Andressohn Almeida.

O seminário nacional contou com a participação do secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo. Também na pauta dos assuntos discutidos, a capacitação de profissionais em parceria com os Institutos Federais de Tecnologia, além da reformulação da matriz curricular nacional de formação, captação de recursos, papel dos municípios no Sistema Único de Segurança Pública (Susp), apresentação do programa BNDES Pro-Segurança e propostas de alterações legislativas pertinentes.

O comandante da GCM de Ilhéus, Leonardo Bandeira, acompanhou as discussões e estratégias na capital federal, e destacou a relevância da proposta de realizar um diagnóstico na aplicação das políticas de segurança pública nacional.  Na sua opinião, “pela primeira vez na história do nosso País, o governo federal convoca os comandantes da Guarda Civil Municipal dos municípios brasileiros para debater e propor uma nova modalidade de segurança pública para a nação”, comemorou.

(mais…)

Sinebahia Itabuna tem 35 vagas nessa quarta-feira

Há uma vaga para gerente de loja.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa quarta-feira, 19 de junho.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS 

GERENTE DE LOJA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência como gestor de loja no segmento de telefonia

01 VAGA 

AUXILIAR DE COZINHA

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

01 VAGA  (mais…)

Justiça determina que a mãe de Marão devolva R$ 55 mil ao Tesouro Nacional

Ângela Sousa e Mário Alexandre. Foto: internet/reprodução.

No dia 05 de junho deste ano, o BG publicou reportagem exclusiva sobre as contas eleitorais de 2018 da ex-deputada estadual Ângela Sousa, mãe do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre. Informamos que o Ministério Público Federal (MPF) pediu a desaprovação, uma vez que foram encontrados “vícios” (relembre aqui).

O desembargador do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), José Edvaldo Rocha Rotondano, atendeu pedido do MPF e determinou que a mãe do prefeito devolva R$ 55.900,00 ao Tesouro Nacional, pois a campanha dela, conforme prestação de contas, foi custeada com recursos públicos do Fundo Especial para Financiamento de Campanha (FEFC).

Na decisão, Rotandono afirma que o MPF pontuou bem ao considerar que “as contas restaram substancialmente afetadas em sua confiabilidade e transparência” (leia aqui).

A mãe do prefeito ainda pode recorrer.

“Não desistiremos de lutar pelo Planserv”, diz nota da FETRAB

Diante do pedido de renúncia de um dos conselheiros que representavam os trabalhadores do Serviço Público Estadual no CONSERV – Conselho de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais, e das informações equivocadas sobre o PLANSERV disseminadas pelo antigo conselheiro ao renunciar, a Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab) emitiu a seguinte nota:

“A participação dos representantes das entidades que representam os trabalhadores públicos do Estado da Bahia no CONSERV, concomitantemente à participação dos membros do Governo do Estado no referido Conselho, é de fundamental importância para o fortalecimento e a manutenção do Planserv – Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais.

Prova disso é que diversas conquistas se originaram da voz ativa de representantes de entidades como a Fetrab no Conselho. Exemplos dessas conquistas são a maior permanência dos agregados na Assistência, a inclusão dos netos e a continuidade do plano para os trabalhadores das estatais, fundações e autarquias (inclusive aposentados e pensionistas), entre outras.

Quem realmente deseja contribuir com a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos servidores públicos do Estado não abre mão da função de conselheiro do CONSERV, tão importante para a concretização das conquistas desejadas pelos servidores públicos estaduais, a não ser por motivos pessoais justificáveis.

(mais…)

Sessão Especial na Assembleia Legislativa aponta caminhos para manter FAFENs em funcionamento

FAFENs (Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados) do Polo Petroquímico de Camaçari.

Proposta pelo deputado estadual Eduardo Salles (PP), a Sessão Especial ocorrida nesta segunda-feira, 17, na Assembleia Legislativa da Bahia debateu os prejuízos causados pela parada das FAFENs (Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados) da Bahia e Sergipe e definiu a produção de um documento que será encaminhado ao presidente da República, Congresso Nacional e à diretoria da PETROBRAS com alternativas para manter as empresas em funcionamento.

Eduardo Salles chamou a atenção para os prejuízos causados à saúde de 130 mil pacientes renais crônicos, a necessidade estratégica de o país ter a produção de fertilizantes e o caos que pode gerar a economia com o fechamento das FAFENs.

“Não sou defensor de estado grande, mas acredito que setores como petróleo, energia e produção de fertilizantes são estratégicos à economia do país e ao bem-estar da população. Não podemos deixar esses setores reféns à instabilidade do mercado internacional”, disse o parlamentar.

O deputado se refere à interrupção de fornecimento de Dióxido de Carbono (CO2) à CARBONOR, única empresa na América do Sul a fabricar bicarbonato de sódio em grau de hemodiálise para atender 130 mil pacientes renais crônicos no Brasil.

Eduardo Salles. Foto: Ascom.

“Os três maiores produtores de grãos do mundo, USA, China e Índia, produzem mais de 50% dos seus adubos nitrogenados. O Brasil, quarto maior produtor mundial, atualmente só produz cerca de 20% e, ao invés de aumentar nossa produção, com a parada das FAFENs reduzirá a zero, tornando a agropecuária nacional, locomotiva de nossa economia, totalmente dependente de importação deste insumo fundamental à produção de alimentos”, revolta-se Eduardo Salles.

Marina Mattar, diretora da ABQUIM (Associação Brasileira de Indústria Química), apresentou números que mostram os prejuízos causados pela decisão da PETROBRAS. Conforme os dados, o governo federal e os governos baiano e sergipano deixarão de arrecadar R$ 1,6 bilhão em impostos.

José Augusto Carvalho, secretário estadual de Desenvolvimento Econômico de Sergipe, reclamou que a justificativa da PETROBRAS para as paradas das FAFENs não se sustenta. “A empresa não pode alegar que o custo do gás natural inviabiliza a operação porque é a própria estatal quem produz e distribui o produto, ela que estabelece a regra de preços”, disse.

O gás natural produzido no Brasil atualmente custa US$ 12,00 por milhão de BTU, enquanto na Europa, que não produz, está US$ 8,00 e no USA o valor é de US$ 3,00.

(mais…)