Ubaitaba: prazo para pagamento de IPTU com desconto termina dia 17

Carnês do IPTU Premiado. Foto: Ascom/Ubaitaba.

Restam 15 dias para que os contribuintes do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Ubaitaba tenham direito a 10% de desconto para pagamento em cota única ou em três parcelas e ainda possam concorrer aos prêmios da campanha IPTU Premiado 2019. O prazo vence no próximo dia 17.

A Diretoria de Tributos da Prefeitura já está distribuindo os cupons que dão direito à premiação. Neste ano, o contribuinte que pagar em dia o IPTU concorre a uma moto 150 cilindradas, HDTV, geladeira, forno micro-ondas, micro system, fogão, liquidificador, dentre outros prêmios.

Os contribuintes do IPTU que ainda não receberam os carnês em casa poderão se dirigir à Diretoria de Tributos da Secretaria da Fazenda para retirá-los. O diretor Laerte Nascimento afirma que pagar em dia o IPTU é um ato de cidadania. Ele alerta os contribuintes para que não percam o prazo e a possibilidade de concorrer à premiação.

Marão passa vergonha na Avenida Soares Lopes e assessor agride integrantes da Secom

Notinhas.

Marão tentou se reencontrar com o povo, mas a multidão não aceitou o convite. Foto: Secom/Ilhéus.

As vaias monumentais que o prefeito Mário Alexandre recebeu na Avenida Soares Lopes, no último sábado, 29, geraram problemas para funcionários da secretaria de comunicação.

Fontes confiáveis afirmam que Marão decidiu falar para o imenso público da banda Parangolé por decisão própria. Em nenhum momento pediu opiniões à equipe responsável pela imagem do governo.

Depois da imensa vergonha que obrigou o vocalista da banda a interromper o discurso, um assessor especial do prefeito, conhecido como “Bohaninha”, disparou agressões verbais contra três funcionários da imprensa oficial.

Uma jornalista conhecida como Laís, o supervisor de jornalismo Abimael Moura e o próprio secretário Hélio Ricardo, sem qualquer tipo de culpa, segundo nossas fontes, foram chamados de “incompetentes e burros”.

“Bohaninha” afirmou que ele mesmo iria exonerar todo mundo e quase agrediu fisicamente Abimael Moura. Na interpretação dele, a Secom tem “responsabilidade” pelas vaias.

O secretário Hélio Ricardo foi desrespeitado na frente de familiares e Laís ficou tão constrangida que caiu no choro.

A cena chamou atenção de profissionais de imprensa que estavam no camarote oficial, pois o próprio Mário Alexandre apartou a discussão. O secretário Hélio Ricardo pediu que o fato não virasse notícia, e foi atendido.

O Blog do Gusmão não estava na festa, mas ouviu 3 pessoas, em separado. Os relatos são muito parecidos.

Não conseguimos o contato do senhor “Bohaninha”. O espaço está aberto para que ele possa contar sua versão.

Assista o vídeo que mostra a vergonha vivida pelo prefeito.

Sinebahia Ilhéus tem 9 vagas de trabalho nessa quinta-feira

Há uma vaga para salgadeira.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa quinta-feira, 4 de julho, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. Para que não ocorram dúvidas sobre a existência das vagas, confira neste link a lista enviada por Érico Fontes, coordenador do Sinebahia Ilhéus.

SALGADEIRA

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 06 meses na Função

Apresentar carta de referência

Residir próximo a rodoviária de Ilhéus

01 VAGA 

VENDEDOR INTERNO

Ensino Médio Completo

Experiência Mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho com moveis

Informática

01 VAGA 

VENDEDOR PRACISTA

Ensino Médio Completo

Experiência Mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho

Possuir CNH categoria A

Residir nas proximidades do Centro

01 VAGA  (mais…)

As manifestações favoráveis a Moro e o uso da liberdade de expressão

“Apoiar Moro neste momento, com atos públicos na rua, soa tão desarrazoado quanto apoiar os policiais militares de São Paulo acusados de estuprar dentro da própria viatura uma jovem que lhes pediu auxílio, ou apoiar o sargento da Aeronáutica flagrado na Espanha com 39 quilos de cocaína em sua mala”.

Por Julio Gomes.

No dia 30 de junho de 2019 assistimos as manifestações a favor do hoje ministro e ex-juiz Sérgio Moro, que ocorreram em várias capitais e cidades brasileiras.

Como vivemos e acompanhamos os fatos em Ilhéus, tendo assistido pessoalmente à manifestação pró Moro quando a mesma passou em frente ao local onde resido, a tentação de fazer uma avaliação quanto ao tamanho, número de carros, composição de pessoas e outros detalhes é grande, mas resistiremos a ela em nome de um objetivo maior: analisar o que cabe ou não no atual momento por que passa o Brasil.

É necessário deixar claro, em primeiro lugar, que o direito de manifestar-se nas ruas é legítimo e está previsto legal e constitucionalmente. Afinal de contas, ainda temos traços de democracia, embora enfraquecidos, e este direito deve ser defendido e preservado.

Entretanto, diante da gravidade da conduta imputada ao então Juiz Sérgio Moro, cabem reflexões mais amplas. Vejamos.

Um dos requisitos legais mais sagrados na atuação de um Juiz de Direito é sua imparcialidade. Os advogados têm a atribuição de defender a uma das partes e, no processo penal, cabe à promotoria a função de acusar. É assim que deve e tem que funcionar o Poder Judiciário, no Brasil e em qualquer lugar do mundo, para que se busque fazer Justiça!

Quando um Juiz de Direito pende para um dos lados em disputa judicial, ajudando a defesa ou a promotoria, acaba-se a imparcialidade do Juiz. É exatamente isso que as recentes denúncias veiculadas pelo site The Intercept têm nos mostrado, que o Juiz Moro, ao julgar o Presidente Lula, teria orientado a Promotoria quanto à seleção de testemunhas, de procedimentos acusatórios, de quem deveria ou não ser denunciado pelo Ministério Público, das provas a serem produzidas nos autos, enfim, teria atuado decisivamente em favor da acusação, atos que resultam, obviamente, na condenação de qualquer réu.

O momento, ante a gravidade da conduta imputada ao ex- juiz Moro, não seria de apoio, mas de exigir que todas as denúncias sejam rigorosamente apuradas, para que não pairem dúvidas sobre a conduta do magistrado, que caso se mostre tendenciosa, deve resultar na anulação de todo o processo e em seu retorno à Primeira Instância, para que possa ser julgado por um Juiz imparcial, como a lei exige.

(mais…)

Sinebahia Itabuna tem 49 vagas nessa quinta-feira

Há seis vagas para motoristas.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa quinta-feira, 4 de julho.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

AUXILIAR DE COZINHA (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental

Não exige experiência

05 Vagas

AUXILIAR DE LIMPEZA (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental

Não exige experiência

05 Vagas

MONITOR DE RESSOCIALIZAÇÃO (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Ensino Médio Completo

Possuir curso Informática Básica

Possuir Curso de Vigilante ou Bombeiro Civil

Não Exige Experiência

05 VAGAS  (mais…)

Medo do desemprego aumenta e satisfação com a vida diminui, diz CNI

Da Agência Brasil.

O medo do desemprego aumentou e a satisfação com a vida diminuiu entre os brasileiros. É o que revela a pesquisa da Confederação Nacional da Industria (CNI), divulgada hoje. O índice do medo do desemprego cresceu 2,3 pontos em relação a abril e alcançou 59,3 pontos em junho.

O indicador está acima da média histórica, que é de 49,9 pontos, mas está 8,6 pontos menor do que o registrado em junho de 2018. Segundo a CNI, o medo do desemprego vem aumentando desde dezembro do ano passado, quando atingiu o valor mínimo nos últimos cinco anos.

Para a entidade, a situação está um pouco melhor do que há um ano, mas, ainda assim, há uma certa frustração com o mercado de trabalho que, na verdade, reflete o fraco desempenho da economia. Em nota, a CNI afirma que “para reverter essa situação, é preciso, fundamentalmente, que o Brasil volte a criar empregos”.

De acordo com a pesquisa, o medo é maior entre as pessoas com mais de 45 anos de idade e com menor grau de instrução. Entre os brasileiros que têm entre 45 e 54 anos, o índice do medo do desemprego subiu 7,1 pontos frente a abril e ficou em 60,1 pontos em junho. Entre as pessoas cujo grau de instrução vai até a quarta série do ensino fundamental, o medo do desemprego aumentou 6,1 pontos na comparação com abril e atingiu 65,1 pontos em junho.

Os dados mostram ainda que o medo do desemprego é maior no Nordeste, onde o índice alcançou 66 pontos em junho. Já a região Sul apresenta o menor índice, 47,9 pontos, abaixo da média nacional.

Satisfação com a vida

A frustração dos brasileiros nestes primeiros meses de 2019 também aparece no índice de satisfação com a vida. O indicador caiu 0,5 ponto na comparação com abril e ficou em 67,4 pontos em junho, abaixo da média histórica de 69,6 pontos. Mesmo assim, está 2,6 pontos acima do verificado em junho de 2018.

A queda na satisfação com a vida é maior entre as pessoas que têm curso superior. Nesse estrato da população, o índice caiu de 71,4 pontos em abril para 68,6 pontos em junho.

De acordo com a CNI, o acompanhamento dos índices de satisfação com a vida e de medo do desemprego antecipa o que vai ocorrer com o consumo das famílias. Pessoas menos satisfeitas com a vida e com medo de perder o emprego tendem a reduzir o consumo, o que aumenta as dificuldades de recuperação da economia.

A pesquisa ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 20 e 23 de junho.

Sai de baixo. Lá vem o Brasil descendo a ladeira…

“Lembram a Petrobrás? Até dia desses quebrada e falida ao extremo, vítima dos saques, assaltos e furtos qualificados praticados por quadrilhas políticas muito bem organizadas! Pois é, ela está novinha em folha e riquíssima novamente, até já distribuindo dividendos aos seus acionistas! Nada como uma boa política de preços, pra eles claro, para ressuscitar a saúde financeira de grandes conglomerados estatais. Gasolina, óleo diesel, gás de cozinha, naftas e solventes vendidos quase de graça aos consumidores brasileiros né. Pena que a fronteira com a Venezuela fica um pouco longe senão iríamos abastecer nossas carroças automotivas por lá”.

Por Mohammad Jamal.

Sócrates bebeu cicuta, e você, vai tomar uma? Aqueles que se dão ao trabalho de ler as bobagens existenciais que escrevo por aqui sabem. Não gosto de escrever sobre política porque o assunto nos deixa com um ranço apodrecido muito ruim na boca envenena nossos humores e contamina nossos líquidos corporais com radicais tóxicos, um veneno lento e mortal.

Com vaselina e cunilíngua é mais caro. Falar sobre política fazia-me sentir igual àquelas prostitutas de antigamente, quando pelas manhãs iam se banhar e lavar ‘as partes’ do labor e da faina de ontem à noite nas águas mornas e cristalinas do Rio Cachoeira, que outrora sobrevivia belo e balneável quando por aqui cheguei ainda criança, a umas dezenas de anos passados. No wash up das manhãs diga-se, o único do dia, elas, as prostitutas, queixavam-se umas às outras sobre os calotes e “penduras” aplicados na noite anterior por fudeões expertos e matreiros cuja cor do نقود ‘naqud’ (dinheiro) não veria nunca mais. Era no ritual coletivo do banho matinal, enquanto desembaraçavam e penteavam-se umas às outras, catando um piolho aqui, um chato ali, esmagados sem dó nem piedade entre as unhas dos polegares, num “ploft” mortal, quase um revide sobre o simulacro corporificado do algoz caloteiro, enquanto faziam seu muro das lamentações inserindo não os bilhetinhos com queixas e rogos nas frestas de pedras, mas os seus cânticos fúnebres lamentosos aos ouvidos das colegas de tão infortunada profissão! – Ufa, que parágrafo longo não! – Isso porque nada, absolutamente nada, nem a Lava Jato, poderia repatriar de volta às suas bolsas empobrecidas a paga pelos serviços, a assistência sexual performática que forneceu profissional e dedicadamente ao sedento visitante. Tal como acontece com os calotes políticos, claro, data vênia, ressalvadas e resguardadas devidamente as imagens e conceito públicos dessas probas profissionais do sexo a quem não cabe censura alguma à sua honestidade e princípios.

As míticas personagens do Sermão do Bom Ladrão – Os Sermões (padre Antônio Vieira) Mas nossos políticos? Me acudam (sic) aí porque eu estou aqui pra acudir vocês! A eles, os políticos, essas enguias viscosas, ninguém pega, ninguém tasca, ninguém dá calote. Raríssimos caíram porque afoitos demais, exageraram na quantidade e volume do saque e pilhagem muito evidentes na bagagem. Raros foram temporariamente parar atrás das grades aguardarem impacientes à iminente transferência para o conforto do semiaberto nas suas mansões e coberturas tríplex, que ninguém é menino.

“Só se deverá acreditar num Deus que ordene aos homens a justiça e a igualdade” (George Sand). A vista cansada, a rigidez muscular reumática talvez, padecentes na fase crônica na chikungúnya, os braços curtos e as pernas trôpegas claudicantes da nossa justiça amparada por num cajado frágil, um código processual conspícuo não obstante desvirtuado e enxertado por medidas de exceções, vacinas, ressalvas e privilégios para legisladores eleitos pelo povo, permitem que títulos de indulgências e salvaguardas transformem políticos em senhores do universo, deuses no Olimpo nos céus do país de São Saruê. “Eu tenho a força” (He-Man) e o poder… E ai de quem mexer comigo! E lá se vão eles, escada acima, enriquecendo prematura e vorazmente a cada dia de mandato, e o Brasil, segue cabisbaixo, e vencido, desce a ladeira; todo fodido, pobre, arregaçado tal e qual seus indesejados inquilinos, o povo, o trabalhador, o aposentado, o produtor, os tais que insistem em estrilar e reclamar entre muxoxos e resmungos silenciosos contra o gigantismo das aberrações praticadas por nossos representantes no executivo e legislativo contra os contribuintes; os mesmos miseráveis contumazes pagadores de impostos, extraídos na tora dos salários e aposentadorias e embutidos em tudo que consumimos, até as exéquias e urnas funerárias estão tributados.

A rainha estuprada refez seu hímen cirurgicamente! Agora está pronta pra servir a outra orgia monetária.   Lembram a Petrobrás? Até dia desses quebrada e falida ao extremo, vítima dos saques, assaltos e furtos qualificados praticados por quadrilhas políticas muito bem organizadas! Pois é, ela está novinha em folha e riquíssima novamente, até já distribuindo dividendos aos seus acionistas! Nada como uma boa política de preços, pra eles claro, para ressuscitar a saúde financeira de grandes conglomerados estatais. Gasolina, óleo diesel, gás de cozinha, naftas e solventes vendidos quase de graça aos consumidores brasileiros né. Pena que a fronteira com a Venezuela fica um pouco longe senão iríamos abastecer nossas carroças automotivas por lá.

(mais…)

Prefeitura explica regras de suspensão do Bolsa Família aos beneficiários do seguro-defeso

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS) da Prefeitura de Ilhéus recebeu na última semana, informe do Ministério da Cidadania, sobre as novas regras dos processos de suspensão do Bolsa Família, considerando os casos em que pessoas beneficiárias do programa, tenham recebido cumulativamente o seguro desemprego para pescador artesanal, o seguro-defeso.

Em uma primeira etapa, foram reavaliadas as suspensões dos beneficiários do Bolsa Família que tenham recebido o seguro-defeso de abril de 2015 a março de 2019, e que tenham sido beneficiárias pelo programa naquele período. Quando se identifica que a família teve menos de duas suspensões aplicadas ao benefício, um novo comando de suspensão deve ter sido aplicado.

De acordo com a Prefeitura de Ilhéus, outros aperfeiçoamentos estão em fase de estudo. As famílias serão comunicadas por mensagem no extrato de pagamentos do Bolsa Família com a informação sobre o impedimento do saque e o motivo da suspensão. Após o período da suspensão, o benefício voltará a ser pago à família automaticamente.

Cabe ressaltar que as famílias não receberão as parcelas dos meses de suspensão por recebimento do seguro-defeso. A suspensão dos benefícios do programa de transferência de renda a famílias com pessoas que recebem o seguro é realizada a partir de informações compartilhadas pelo Ministério da Economia, gestor daquela política, operacionalizada pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

Por isso, caso o responsável familiar (RF) alegue que ninguém de sua família recebeu o seguro-defeso no período de abril de 2015 a março de 2019, a Prefeitura deve orientá-lo a entrar em contato com a Central de Atendimento da Previdência Social, através do telefone 135, para informações referentes ao seguro-defeso.

Como o seguro-defeso não é um benefício gerido pelo Ministério da Cidadania, a operacionalização da suspensão no Programa Bolsa Família é feita mensalmente, depois do pagamento do seguro-defeso. A identificação das famílias beneficiárias do Bolsa Família é feita a partir da base de pescadores beneficiários do seguro.

Quando essas pessoas têm um requerimento de seguro-defeso pago, faz-se uma segunda avaliação, quando se confirma a presença da família na Folha PBF no mês de competência do seguro-defeso. A partir dessa confirmação, os benefícios do Bolsa Família às famílias são suspensos.

Eventuais ocorrências de erro deverão ser relatadas ao Ministério da Cidadania, pela Central de Relacionamento, no telefone 121.

Da Secom/Ilhéus.