Marão passa vergonha na Avenida Soares Lopes e assessor agride integrantes da Secom

Notinhas.

Marão tentou se reencontrar com o povo, mas a multidão não aceitou o convite. Foto: Secom/Ilhéus.

As vaias monumentais que o prefeito Mário Alexandre recebeu na Avenida Soares Lopes, no último sábado, 29, geraram problemas para funcionários da secretaria de comunicação.

Fontes confiáveis afirmam que Marão decidiu falar para o imenso público da banda Parangolé por decisão própria. Em nenhum momento pediu opiniões à equipe responsável pela imagem do governo.

Depois da imensa vergonha que obrigou o vocalista da banda a interromper o discurso, um assessor especial do prefeito, conhecido como “Bohaninha”, disparou agressões verbais contra três funcionários da imprensa oficial.

Uma jornalista conhecida como Laís, o supervisor de jornalismo Abimael Moura e o próprio secretário Hélio Ricardo, sem qualquer tipo de culpa, segundo nossas fontes, foram chamados de “incompetentes e burros”.

“Bohaninha” afirmou que ele mesmo iria exonerar todo mundo e quase agrediu fisicamente Abimael Moura. Na interpretação dele, a Secom tem “responsabilidade” pelas vaias.

O secretário Hélio Ricardo foi desrespeitado na frente de familiares e Laís ficou tão constrangida que caiu no choro.

A cena chamou atenção de profissionais de imprensa que estavam no camarote oficial, pois o próprio Mário Alexandre apartou a discussão. O secretário Hélio Ricardo pediu que o fato não virasse notícia, e foi atendido.

O Blog do Gusmão não estava na festa, mas ouviu 3 pessoas, em separado. Os relatos são muito parecidos.

Não conseguimos o contato do senhor “Bohaninha”. O espaço está aberto para que ele possa contar sua versão.

Assista o vídeo que mostra a vergonha vivida pelo prefeito.



2 responses to “Marão passa vergonha na Avenida Soares Lopes e assessor agride integrantes da Secom

  1. Realmente mais uma grande cagada do nosso festivo Marão. Foi uníssono, tal como se toda a platéia ao receber o “santinho” com a efígie do prefeito a amarrotassem e jogassem no lixo à vista do mesmo. Nosso sorridente e feliz prefeito necessita urgentemente transfusões, enemas, injeções e e xaropes com doses maciças de Simancol e, em doses menores, também seu jagunço e fiel defensor. E não aceitem Simancol genérico, exijam marca famosa com griffe farmacêutica. A singularidade de Ilhéus á algo incrível!

  2. Enquanto ele gastou dinheiro público para fazer festa e foi VAIADO. Os funcionários afastados fizeram uma festa no Centro de convenções e o povo pagou para ir sendo solidario e saiu sartsfeito e elogiando. TOMA DISTRAIDO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *