Bate-Papo literário vai debater Bento Teixeira e o poema “Prosopopeia” na próxima quarta-feira (24)

O poema que inicia a Literatura Brasileira, em 1601, Prosopopeia, de Bento Teixeira, tem suas raízes em Ilhéus, onde o poeta começou a trágica história de amor que o leva a escrever os versos que inauguram as letras nacionais. Esse é o tema que o professor Ramayana Vargens abordará no Bate-Papo Literário, da 2ª Festa Literária de Ilhéus (FLIOS), quarta-feira, 24 de julho, às 15:45h, no Teatro Municipal de Ilhéus.

O professor Ramayana, membro da Academia de Letras de Ilhéus, falará sobre a conturbada história de Bento Teixeira, seu envolvimento com o Tribunal do Santo Ofício e a visão preconceituosa da Inquisição católica em relação à mulher e ao papel feminino na sociedade da época.

O bate-papo contará com a presença do acadêmico Fabrício Brandão, editor da revista eletrônica Diversos Afins, que apresentará um panorama da literatura digital e sua importância na atualidade. O encontro – Da Prosopopeia ao Digital – será mediado pela escritora Luh Oliveira, também dos quadros da ALI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *