Grupo político lança Mesaque Soares como pré-candidato a prefeito de Ilhéus

Mesaque Soares entre apoiadores. Foto enviada pelo Whatsaap.

O advogado Mesaque Soares recebeu em seu escritório nesta sexta-feira, 26, o ex-vereador Raimundo do Basílio e outras lideranças que juntas assumiram o compromisso de criar um novo grupo político em Ilhéus.

O objetivo do grupo é a corrida ao Palácio Paranaguá nas eleições de 2020. Raimundo do Basílio foi categórico ao lembrar o nome de Mesaque Soares como uma das principais personalidades de oposição ao governo Mário Alexandre. Mesaque, segundo o ex-vereador, possui legitimidade para pleitear o mais alto cargo do executivo ilheense.

Mesaque Soares. Foto: arquivo pessoal.

Mesaque Soares relatou ao BG que ficou surpreso e feliz com o reconhecimento. Disse que vai aceitar o desafio e colocará o seu nome à disposição dos ilheenses, se lançando pré-candidato a prefeito de Ilhéus no próximo pleito.

Também participaram da reunião: Luizinho (liderança do bairro Salobrinho que teve 571 votos na eleição anterior), Rafael (agente penitenciário), Daniel e Paulinho, ambos líderes comunitários.

De acordo com as lideranças presentes, com o lançamento da pré-candidatura de Mesaque Soares, muitas pessoas comprometidas com o interesse público se sentirão encorajadas para concorrer à Câmara de Vereadores.

O partido que vai lançar o nome de Mesaque como candidato a prefeito não foi informado por uma questão de estratégia política, informou Raimundo do Basílio.

Marão chega atrasado e não inaugura o Assaí; Nazal descerrou a fita

Notinhas.

Marão: o prefeito que é sempre o último a chegar.

O cerimonial de inauguração do Atacadista Assaí, em Ilhéus, pediu que as autoridades chegassem às 7 horas.

A abertura da loja estava prevista para esta sexta-feira, às 9 horas, mas a direção advertiu que poderia abrir antes, caso houvesse muita gente à espera.

O prefeito Marão, sempre relapso na pontualidade, mais uma vez não cumpriu o horário. A fita foi descerrada por volta das 8h10min., pelo vice-prefeito, José Nazal, e por diretores da empresa.

Vale lembrar que o prefeito mora a menos de 2 Km do Assaí.

Falta de energia prejudica abastecimento de água em Olivença

A Embasa informa que a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Olivença está impedida de manter a regularidade das operações desde ontem, 25, por conta de desabastecimento de energia elétrica. A concessionária responsável foi acionada e informou que a regularização do fornecimento de energia elétrica está prevista para hoje, 26, após descumprir a previsão inicial de que o serviço seria retomado ainda ontem.

Para minimizar os efeitos dessa situação, a Embasa recomenda que os usuários residentes na localidade adotem medidas de economia de água. A empresa voltará a distribuir água tratada imediatamente após o restabelecimento da energia na estação.

Os canais de atendimento da Embasa estão à disposição para prestar informações adicionais aos usuários: telefone 0800 0555 195, site e aplicativo Embasa (disponíveis para Android e Iphone).

Quem são os seus digitais “influencers”? Dá um “like” aí vai!

As mais relevantes instituições constitucionais da pátria foram substituídas pelos novos “institutos” que demandam e opinam opróbios veementes aos ouvidos das massas. Refiro-me aos poderosos influenciadores no ciberespaço: redes sociais, Whatsapp, Face book, sites, Fake News e tudo o mais que se dissemina através a Internet disfarçados de informações de utilidade pública e pseudojornalismo de conveniências singulares. Na verdade, armadilhas pra capturar porco cateto, javali, esfomeados e excluídos na labilidade dos guetos da obtusidade cultural.

Por Mohammad Jamal.

Há algo diferente no ar e uma sensação tal como se viajássemos num trem ou num metrô e admirássemos a paisagem feérica através os vidros das janelas. Tudo passa rápido e desfocado como se as visse através um espelho côncavo onde as figuras passam como se voassem soltas no espaço impossibilitando-nos fita-las em detalhes; é como se vultos disformes, algo desconhecido, amorfo e sem contornos; sombras produzidas pela interposição de objetos à luz fazem brotar seres alienistas, monstros pictóricos que nossa imaginação não consegue denominar ou associa-las a algo da nossa memória. Não obstante tenhamos nascido e sido criados por aqui, não enxergamos nas figuras desses seres míticos, algo familiar ao nosso corriqueiro existencial. E não estamos em Marte; aqui é a terra e esse, supomos, é o nosso velho Brasil, o mesmo que alguns desocupados viajantes lusitanos asseguram haver descoberto e colonizado. Ou não?

Será que introduziram algo estupefaciente psicoativo, alguma droga pesada ao nosso narguilé das cinco? Ou estamos todos sob os efeitos alucinógenos de alguma substância, algo gigantesco e quimicamente poderoso capaz de induzir as massas a intensa psicolepsia esquizoide? Ou seria algo resultado dos efeitos colaterais de quando se combinam liberdade de imprensa com o massivo tráfego cibernético? Esse etéreo QSP, veículo inoculador utilizado por poderosos “influencers” para disseminar seus cânticos míticos fecundos em denúncias infamantes, arma retórica para promover as mentiras transmutadas em verdades, instilar o veneno da desconfiança e capturar vulneráveis susceptíveis, os tais excluídos; a massa de manobras políticas, aquela com fome, desempregada, abaixo da linha da pobreza, facilmente açulada pelo rancor dos frustros e malogros repetidos e, usada como munição barata por eloquentes influencers midiáticos para chantagear os coringas no poder, disseminar suspeitas e desconfianças nos seios da massa, fomentar inquietações e desordem social enquanto tentam desmoralizar caluniosamente uma das mais importantes instituições representativas da nação, o Judiciário, adjudicando-o em simbiose junto àquelas mesmas desgastadas figuras de sempre no executivo e legislativo, que ainda subsistem à nossa custa sustentadas sobre esteios morais podres, com mimos, vantagens, as tais “conquistas”, num ciberespaço em degradante e inexorável expansão degenerativa. 

As mais relevantes instituições constitucionais da pátria foram substituídas pelos novos “institutos” que demandam e opinam opróbios veementes aos ouvidos das massas. Refiro-me aos poderosos influenciadores no ciberespaço: redes sociais, Whatsapp, Face book, sites, Fake News e tudo o mais que se dissemina através a Internet disfarçados de informações de utilidade pública e pseudojornalismo de conveniências singulares. Na verdade, armadilhas pra capturar porco cateto, javali, esfomeados e excluídos na labilidade dos guetos da obtusidade cultural.

(Je pense, donc je suis) está no livro Discurso do Método, de 1637. Pensologo existo conhecida por sua forma em latim, Cogito, ergo sum, é uma frase do filósofo francês René Descartes, outrora inquestionável; hoje, nem tanto, porquanto já é quase totalmente questionável. Existimos mesmo ou somos apenas alguns caracteres binários presentes nos bancos de dados do Google e outros buscadores autonômicos? Fala sério, viu! Você tem pensado racionalmente de forma analítica e crítica sobre o que é você ou como te representam nesse universo de zeros e uns? 10001010000010010100. Esse aí sou eu! Gostou da minha representação?

Vejamo-nos por outra ótica, por exemplo, a ótica de schopenhauer.  Quando lemos, outra pessoa pensa por nós; nessa situação, apenas repetimos seu processo mental, do mesmo modo que um estudante, ao aprender a escrever, refaz com a caneta os traços que seu professor fizera a lápis. Quando lemos, somos dispensados em grande parte do trabalho de pensar. É por isso que sentimos um alívio ao passamos da ocupação com nossos próprios pensamentos para a leitura, ou quiçá para a mera audição da subversora oratória alheia, muito em voga na “Net”. No entanto nossa cabeça é, durante a leitura, apenas uma arena de pensamentos alheios. Quando eles se retiram, o que resta? Em consequência disso, quem lê muito quase todos os dias, mas nos intervalos passa seu tempo sem pensar em nada, perde a capacidade de pensar por si mesmo, como alguém que, de tanto cavalgar, acabasse desaprendendo a andar com as próprias pernas. E é aí que mora o perigo. Lincham e malham um inocente só porque se ouviu alguém bradar alto: Pega!… Ladrão… Estuprou meu jumento!

(mais…)

Sinebahia Ilhéus tem 8 vagas de trabalho hoje, sexta-feira (26)

Há uma vaga para operador de empilhadeira.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa sexta-feira, 26 de julho, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. Para que não ocorram dúvidas sobre a existência das vagas, confira neste link a lista enviada por Érico Fontes, coordenador do Sinebahia Ilhéus.

VIGILANTE (PCD)

Vaga exclusiva para pessoas com deficiência

Ensino Médio Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na função

Apresentar Laudo e Carta de Referencia

01 VAGA 

ATENDENTE DE LANCHONETE

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 06 meses na Função

Apresentar Carta de Referencia

Residir nas proximidades da Rodoviária

01 VAGA 

OPERADOR DE EMPILHADEIRA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho

Apresentar Curso Atualizado NR 35

Possuir CNH categoria B

01 VAGA 

(mais…)