Teatro Popular de Ilhéus leva espetáculos para a Alemanha

O grupo participa do Sommerwerft Theater Fetival, que vai até 04 de agosto. Foto: Ascom-TPI.

Desde o dia 19 de julho acontece na cidade alemã de Frankfurt o “Sommerweft Theater Festival” – algo como “Festival Teatral de Verão” –, e o Teatro Popular de Ilhéus está marcando presença com 11 integrantes do grupo, levando espetáculos, oficinas e experiências para as terras europeias. Em seus 24 anos de história a companhia já viajou para diversas cidades do Brasil e da América Latina, mas pisa pela primeira vez em outro continente. O evento alemão se estende até o dia 04 de agosto, e está recebendo companhias do mundo inteiro.

O convite para a participação no evento foi feito pelo grupo alemão “Antagon Theater AKTion”, que é responsável pela organização do festival. Para participar do evento, o TPI necessitou realizar uma campanha de arrecadação para arcar com as despesas da viagem, que levou atores, diretores e técnicos, além de figurinos, cenários e equipamentos necessários para as apresentações. O grupo partiu de Ilhéus em direção a Salvador no dia 16 de julho, onde pegou um avião com destino a Roma e com escala na África. Em seguida a equipe ainda se deslocou de trem por dentro da Europa até alcançar seu destino final.

A participação do TPI no festival começou com nada menos que a abertura oficial do evento, no qual o grupo apresentou o consagrado espetáculo “Teodorico Majestade: as últimas horas de um prefeito”. Em cartaz há 13 anos, a montagem ganhou novos elementos, que incluiu uma banda composta por Isidoro Cabeça (o Cancioneiro – voz e violão), Pablo Lisboa (violão), Antônio Melo (acordeom) e Gilberto Morais (zambumba). Além disso, o espetáculo, escrito e dirigido por Romualdo Lisboa e interpretado por Ely Izidro, Tânia Barbosa, Aldenor Garcia e Takaro Vítor, também teve a adição de ilustrações de Shicó do Mamulengo com frases de resistência pelas vidas negras e em homenagem a importantes figuras do nosso tempo, como Marielle, Jean Wyllys e Lula.

Outro espetáculo que também foi em cena nas terras alemãs é a mais nova montagem do TPI, “Baltazar e a terrível peleja entre o Cangaceiro e o Coronel ou às vezes tem briga que termina em merda” – um espetáculo de mamolengos contra o discurso de ódio e a violência. Estreado no dia 1º de junho, a obra escrita e dirigida por Romualdo Lisboa se apresentou no festival neste sábado (27). O elenco composto por Shicó do Mamulengo, Tânia Barbosa, Gilberto Morais e Ely Izidro dá vida a 10 bonecos, com trilha sonora executada ao vivo por Antônio Melo, Pablo Lisboa e Cabeça Isidoro. O cenário, que não pôde ser transportado, foi remontado no local por Romualdo e Shicó. Além do cenário físico, há também um cenário virtual em projeção mapeada criado por Hermilo Menezes, que também compõe a equipe técnica da viagem.

Ambos os espetáculos tiveram legendas traduzidas para o alemão para que pudessem ser exibidos no evento. Além disso, o grupo também levou o programa de cada espetáculo totalmente traduzido para o inglês. Durante o evento, o grupo do Teatro Popular de Ilhéus também ministra e participa de oficinas e trocas de experiências com outros grupos – inclusive com grupos brasileiros. Foram 3 dias ministrando oficinas, ensinando técnicas teatrais como a do Mondrongo, além de confraternizar com os participantes trocando experiências musicais e culinárias. Além das trocas e amizades estabelecidas, o grupo também enfrenta o calor do verão europeu, que chegou a atingir 40º C com sensação térmica de 49º C. A amplitude térmica do país também é alta, chegando à mínima de 13º C em dias mais “amenos” desde a chegada do grupo.

A participação do TPI no Sommerwerft Theter Festival foi possível graças à colaboração de entidades da sociedade civil e doações de amigos do TPI, além de recursos públicos pela Prefeitura de Ilhéus; no entanto, o custeio total da viagem precisou ser complementada com recursos próprios, que ainda precisam ser ressarcidos para que as atividades do TPI em 2019 continuem acontecendo. Por essa razão, a campanha de arrecadação continua. A contribuição pode ser feita por qualquer pessoa através de depósito em conta no Banco do Brasil, agência 3192-5, conta corrente 15598-5, ou ainda via cartão de crédito diretamente na Tenda TPI. Outras formas de contribuição podem ser consultadas pelo e-mail [email protected]

O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, mecanismo que custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *