Obra do governo Marão no Alto do Socorro vira plantação de abóboras

O que deveria ser muro de contenção, virou plantio de abóboras e melões. Foto: enviada por morador.

Em janeiro deste ano, publicamos que o Estádio Mário Pessoa estava abandonado. No palco principal do esporte Ilheense havia plantação de melancias (no gramado) e de quiabos (veja aqui).

O abandono de espaços e obras essencialmente públicos e o surgimento nessas áreas de plantas de crescimento não estimulado prova o desleixo do governo municipal.

Em novembro de 2018, após as operações Sombra e Escuridão e Elymas Magus da Polícia Federal, a obra de contenção de encostas do Alto do Socorro foi paralisada (relembre). As investigações apontaram indícios de irregularidades na escolha da empresa que deveria executar o serviço.

Foto: enviada por morador.

O recurso, cerca de R$ 1.5 milhão, veio do governo federal após emenda parlamentar do então deputado federal Bebeto Galvão (PSB), mas o processo licitatório foi organizado pelo governo Marão/Bento.

Passados oito meses, plantações de abóboras e de melões preenchem o espaço da obra que visa garantir a segurança dos imóveis e das pessoas que residem no Alto do Socorro. O governo Marão/Bento nunca veio a público dar explicações e a comunidade convive com mais um exemplo de falta de compromisso e desperdício de recursos públicos.

O BG pediu esclarecimentos ao secretário municipal de infraestrutura Átila Dócio e para a secretaria de comunicação. Não conseguimos respostas.

Foto: enviada por morador.