Sinebahia Ilhéus tem 7 vagas de trabalho nessa quinta-feira

Há uma vaga para soldador.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa quinta-feira, 29 de agosto, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. Para que não ocorram dúvidas sobre a existência das vagas, confira neste link a lista enviada por Érico Fontes, coordenador do Sinebahia Ilhéus.

SOLDADOR
Ensino Médio Completo
Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho
Apresentar certificado de qualificação. Estar habilitado às normas de segurança e BPF
01 VAGA 

ISOLADOR TÉRMICO 
Ensino Médio Completo
Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho
01 VAGA
 

CALDEIREIRO DE CHAPAS

Ensino Médio Completo
Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho
01 VAGA

(mais…)

Famílias de crianças mortas no Hospital Vida Memorial protestam em Ilhéus; manifestantes pedem a exoneração de Magela

Manifestantes pedem a exoneração de Magela. As fotos circulam no Whatsaap.

Familiares de crianças que morreram no Hospital Vida Memorial, pactuado pela secretaria de saúde de Ilhéus, protestaram na tarde desta quarta-feira, 28, nas ruas do Centro e na Câmara de Vereadores.

O objetivo foi chamar a atenção da cidade para o atendimento pediátrico de qualidade duvidosa prestado pelo governo Mário Alexandre. Os manifestantes também pediram a exoneração do secretário municipal de saúde, Geraldo Magela, e a instalação de uma UTI neonatal.

No início deste mês de agosto, dois meninos (Leon e Lorenzo) faleceram nas dependências do hospital em circunstâncias ainda não explicadas pela secretaria municipal de saúde. Geraldo Magela disse ao BG que iria designar técnicos da secretaria de saúde para investigar os óbitos. O Diário Oficial do Município não publicou qualquer ato administrativo nesse sentido.

Tentamos ouvir o secretário sobre o protesto, mas ele não respondeu nossas mensagens.Também entramos em contato com a direção do Vida Memorial e aguardamos retorno.

Segundo Uildson Nascimento, ex-diretor de planejamento da secretaria de saúde e crítico ferrenho de Magela, o secretário “não tem autonomia e se porta como ventríloquo uma vez que cumpre tarefas pré-determinadas”.

Segundo o ex-diretor, Magela é apadrinhado do secretário estadual de saúde, Fabio Vilas-Boas, por isso, Marão tem medo de exonerá-lo.

Morte de crianças causa indignação.

 

Protesto no Palácio Paranaguá.

Vamos levar nossos artistas para as rádios de Ilhéus

Daquela conversa e da experiência de ter meu pedido atendido pela Gabriela FM, surgiu a intenção de escrever este relato para propor uma ideia óbvia. Vamos ocupar as rádios da nossa cidade com as músicas dos artistas que admiramos e conhecemos de perto, porque apresentar suas obras para mais pessoas é uma forma de impulsioná-los.

Por Thiago Dias.

Há quase seis anos escrevi neste blog artigo em que questionei a ausência das músicas da banda OQuadro, grupo ilheense, nas rádios de Ilhéus. Continuo a sentir falta do som dos caras, que levam o nome da cidade pelo mundo, nas nossas emissoras. Mas, hoje, venho relatar uma experiência de satisfação com o programa “Ligou, pediu, tocou”, comandado pelo radialista Renatinho Bad Boy na Gabriela FM.

Mandei mensagem para o WhatsApp do programa (73 8829-1029) e pedi a música “Falando Sério”, de Cijay, com participação de Marcos SDR, dois artistas de Ilhéus. A emissora atendeu o pedido. Ouvir o som dos caras nesse contexto me emocionou, porque acredito que foi uma boa oportunidade de aumentar o alcance da canção entre os conterrâneos dos músicos.

A emoção da experiência me trouxe a lembrança de uma conversa que tive com Jef Rodrigues, um dos mestres de cerimônia d’OQuadro. Na ocasião, ele falava sobre um tipo de propagação popular da música regional. Citou o exemplo da galera que coloca as músicas dos artistas regionais para tocar nos carros, na praia, nas rádios, em todo lugar.

Jef, filósofo e estudioso da indústria cultural, classificou a atitude dessa galera como uma espécie de militância em favor da arte que ela aprecia. Um esforço para ocupar os espaços públicos e dar visibilidade aos artistas da região, sem que exista necessariamente uma consciência como motor desse movimento.

Daquela conversa e da experiência de ter meu pedido atendido pela Gabriela FM, surgiu a intenção de escrever este relato para propor uma ideia óbvia. Vamos ocupar as rádios da nossa cidade com as músicas dos artistas que admiramos e conhecemos de perto, porque apresentar suas obras para mais pessoas é uma forma de impulsioná-los.

Vamos ocupar as emissoras de Ilhéus com as músicas d’OQuadro, Cijay, Cabeça Isidoro, Gabriela Maja, Laís Marques, Eloah Monteiro, Brenda Gonçalves, Herval Lemos, Tony Canabrava e companhia. Escolha o artista que merece sua preza.

Se alguém não concorda com a relevância da presença dos artistas no rádio por causa dos canais da internet, penso que esse raciocínio é equivocado, porque ignora o alcance regional das emissoras – o seu poder de comunicar de forma massificada.

Foi bom saber que muitas pessoas ouviram “Falando sério” ao mesmo tempo. Provavelmente, várias delas ainda não conheciam a música. É também provável que a maioria dessa audiência não se transformou num passe de mágica em fã do Cijay, mas foi um momento de abertura para sua obra, que amadurece a cada dia.

Laroiê, Exu! Abre caminho, deixa nossa arte tocar.

Segue o link para o clipe da música no Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=SMLcedCf-vc

Thiago Dias é comunicólogo e estagiário do escritório Carvalho & Padilha Advocacia. Foi repórter do Blog do Gusmão entre 2013 e 2018.

Morre Jota Raimundo, “o repórter do povão”

Jota Raimundo.

O radialista José Raimundo Santos, mais conhecido como “Jota Raimundo”, faleceu na madrugada dessa quarta-feira, 28, em sua residência, no município de Ibicuí.

Jota Raimundo foi vítima de um infarto fulminante. Com 66 anos de idade, ele atualmente trabalhava na Guarani FM, mas ganhou fama na região ao passar pelas em emissoras Baiana, Cultura e Santa Cruz, em Ilhéus. O radialista também foi candidato a deputado estadual.

Nos anos 90, Jota Raimundo foi muito popular e dono de grande audiência na radiodifusão de Ilhéus.

Na Ubatã FM, apresentou programa de notícias e musicas sertanejas de grande repercussão nas manhãs.

Quando foi candidato a vereador em Ilhéus, nas eleições municipais de 1992, Jota Raimundo usou a frase “repórter do povão”.

Ainda não sabemos em que local será velado e sepultado.

Que não me tremam as mãos

“O cabelo branco que se desenvolve vorazmente sobre meu ovo é assustador e fantasmagórico, como disse antes, um Alien. Com indisfarçável ansiedade, procurei ontem um atendimento numa UPA do SUS. Passadas seis horas de espera foi finalmente chamada a minha vez para consulta. O médico: _ E aí… Que te traz aqui? Ele ouviu a minha primeira frase relatando o advento inesperado do cabelo no ovo. Interrompeu o meu relato com firmeza e segurança assegurando-me tratar-se de caso grave e raro, portanto, de difícil solução”.

Por Mohammad Jamal.

Socorro tem uma Alien aqui embaixo. Que não me tremam as mãos, tampouco que o medo do desconhecido, do inumano, obscureça o meu raciocínio nesse momento em que confronto hirto de pavor esse fenômeno supra-humano que se abate devastador sobre o meu equilíbrio, ameaçando meu discernimento e razão intelectual. É sério. Sinto tremer de pavor todo o meu sistema nervoso central como se um inverno austral me enregelasse por dentro a ponto de fazer brotar cristais de neve sobre a minha pele. Respiro profundamente e revelo meu desespero existencial em profundo estado de pavor e apreensão.

Sabotagem no ovo. Hoje cedo, logo ao despertar nessa madrugada, quando finalmente arregimento forças para levantar o meu pesado corpanzil da cama, eis que, já sentado, despido fito de soslaio “minhas partes” e assustado, me deparo com um estranho cabelo banco, ao que transparece viçosamente brotando solitário no meu ovo! Num reflexo auto protetivo, muito rapidamente, chocado, fito meu olhar sobre a mesinha de cabeceira onde algumas flores agonizam murchas, desbotando sua seiva na agua apodrecida de um jarro de vidro. Há uma implícita correlação entre os cenários, algo ao estilo das incertezas vagas e colóquios inesperados de Kafka e as narrativas mórbidas de Edgar Allan Põe, mestre ao nos incutir o medo do vazio. Em Compunção, volto a fitar o fúnebre cenário montado sobre o meu ovo direito. Horror e estupefação me dominam. Ele está lá.

Meus documentos em grave ameaça. Álien, meu primeiro passageiro solitário, está lá firme e forte, bem fincado no rugoso tecido escrotal cravando profundamente suas raízes quiçá, com pretensões de infiltrar meu epidídimo, meu tecido testicular, incrível. Temo que ele planeje sabotar minha hirsuta masculinidade emasculando-me na androginia dos gêneros.

Anatomia de um criminoso. Solilóquio – Penso sobre o fantasmagórico cabelo: curto, grosso, branco como as neves do Himalaia, infiltrando raízes, sugando minhas seivas, gorando meu ovo e que, vasectômico, vai secando minha prolificidade em direção a mais absoluta infertilidade. Filhos, nunca mais. Mas conforta-me que não serei mãe, jamais. Não suportaria as dores do parto ou um marmanjo sugando os mamilos do meu tórax atlético cobertos por pelos negros lustrosos, coisa que as mulheres adoram acariciar e se excitam. Ah isso não, definitivamente não.

Ele, Ivã o terrífico, o Gengis Khan, o flagelo de Allah? O cabelo branco que se desenvolve vorazmente sobre meu ovo é assustador e fantasmagórico, como disse antes, um Alien. Com indisfarçável ansiedade, procurei ontem um atendimento numa UPA do SUS. Passadas seis horas de espera foi finalmente chamada a minha vez para consulta. O médico: _ E aí… Que te traz aqui? Ele ouviu a minha primeira frase relatando o advento inesperado do cabelo no ovo. Interrompeu o meu relato com firmeza e segurança assegurando-me tratar-se de caso grave e raro, portanto, de difícil solução. Que eu deveria procurar em grandes centros de São Saulo-SP hospitais padrão Sírio & Libanês, Albert Einstein, etc. Pensei “tô fodido”, lá não atende o Plano SUSto.

O avanço do Filisteu. Estou ficando cada dia pior. Parece que o fatídico cabelo branco sobre nosso ovo lança suas raízes por todo o meu corpo. Estou ofegante, tenho acessos de pigarros, tosse, falta de ar. Meu medo maior é que essas raízes infiltrem meu cérebro impedindo-me de pensar e reagir racionalmente. Forçado pelas circunstâncias, com alguma coragem e minhas parcas economias, arrisquei um atendimento no Hop. Santa Marcelina em Sampa. Vou sintetizar minhas desventuras: O médico paulista: _ É cirúrgico. Uma grande intervenção. Vamos dissecando com bisturi elétrico e a lazer removendo uma por uma as raízes que forem possíveis remover. O resto vai ter que ficar por aí para esperarmos a evolução do seu quadro. Vai encarar? Não. Claro que não. Até já estou pensando num receituário agrotóxico emitido por especialista para borrifar esse cabelo branco com herbicida. O presidente liberou muitas substâncias químicas para uso na agricultura! Quem sabe esteja aí a salvação do meu ovo?

(mais…)

Em Itabuna, policial agride repórter da TV Cabrália após ela filmar ação truculenta

Repórter gravava ação truculenta do policial.

Um vídeo mostra a repórter da TV Cabrália, Lo-Hanna Magnavita, e seu marido sendo agredidos por um policial à paisana armado, em Itabuna.

Segundo informações, o caso aconteceu nas imediações da praça do bairro Conceição, nas proximidades de um supermercado. A repórter e o marido teriam presenciado uma ação truculenta do policial contra uma pessoa, acusada por ele de roubar o estabelecimento comercial. Conforme nas imagens, o policial ameaçou a repórter, caso a gravação fosse divulgada. A partir desse momento toda a confusão teria se desenrolado.

O policial aplicou um golpe em Lo-Hanna, que veio ao chão. O marido dela recebeu pelo menos dois socos no rosto.

* Vídeo publicado pelo blog Vermelhinho.

Estimativa da população do Brasil passa de 210 milhões, diz IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (28) as estimativas da população. Pela data de referência de 1º de julho de 2019, o Brasil tem uma população total de 210.147.125 pessoas. Os dados relativos aos estados foram publicados na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Em 1º de julho do ano passado, o número era de 208.494.900. O crescimento absoluto da população em um ano foi 1.652.225 pessoas, o que representa aumento de 0,79%.

O estado com a menor população continua a ser Roraima, que chegou a 605.761 pessoas, um crescimento de 5,06% frente os 576.568 registrados no ano passado. Amapá tem população de 845.731 pessoas e o Acre somou 881.935.

A maior população se encontra em São Paulo, com 45.919.049 pessoas, um aumento de 0,83% em relação aos 45.538.936 estimados há um ano. Minas Gerais tem uma estimativa de população de 21.168.791 pessoas e o Rio de Janeiro aparece em terceiro lugar, com 17.264.943.

Dr. Rodrigues e Roque do SESP assumem mandatos na Câmara de Vereadores de Ilhéus

Na sessão ordinária da terça-feira (27), os vereadores Dr. Rodrigues e Roque do SESP assumiram seus mandatos após convocação do presidente do Legislativo ilheense, César Porto. Os vereadores chegaram à Casa para assumir a suplência das vagas de Juarez Barbosa e Nerival Reis, ambos afastados para tratamento de saúde. Durante o pequeno expediente, Roque do SESP e Dr. Rodrigues utilizaram o tempo para agradecer a recepção dos colegas parlamentares e informar ao público suas intenções enquanto detentores do mandato.