Sinebahia Ilhéus tem 5 vagas de trabalho nessa segunda-feira

Há uma vaga para garçonete.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa segunda-feira, 9 de setembro, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. Para que não ocorram dúvidas sobre a existência das vagas, confira neste link a lista enviada por Érico Fontes, coordenador do Sinebahia Ilhéus.

PROMOTOR DE VENDAS

Ensino Médio Completo
Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho
Possuir conhecimento na área de frios e cortes
01 VAGA

CHEFE DE COZINHA

Ensino Médio Completo
Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho
01 VAGA 

GARÇONETE

Ensino Médio Completo
Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho
Residir na Zona Sul de Ilhéus
01 VAGA

(mais…)

Por não pagar aluguel, secretaria de saúde de Ilhéus pode ser despejada

Notinhas.

Secretaria de saúde dá calote na Claro. Foto: Site PMI/reprodução.

No final de janeiro deste ano, o governo Marão mudou a secretaria de saúde de um sobrado tamanho médio do Pontal para o prédio da antiga Embratel no centro da cidade.

A mudança foi classificada como medida de redução de custos. O valor mensal do aluguel é de R$ 42 mil.

Oito meses depois de ocupar o prédio, a secretaria pode ser despejada. A empresa Claro, proprietária do imóvel, não recebeu sequer um mês de locação e pretende acionar o judiciário.

A situação vexatória mostra como o “doutor” Mário Alexandre cuida da saúde de Ilhéus.

MPF constata crime ambiental e licença irregular contra comunidade de Campinhos em Belmonte

Fotos: Comunidades Indígenas/reprodução.

Do blog Comunidades Indígenas.

Os pescadores, marisqueiras e agricultores familiares do território extrativista da Unidade de Conservação da RESEX de Canavieiras, distribuídos na região de várzea entre o rio Jacaré e o rio Jequitinhonha, com mais de 300 anos de existência na comunidade de Campinhos no município de Belmonte-BA, denunciaram ao Ministério Público Federal e a outros órgãos de fiscalização no estado, a abertura de  grandes valas por supostos donos da área para a implantação de pastos e carciniculturas.

Os extrativistas de Campinhos, que contam como única fonte de água doce as reservas do lençol freático, cuja coleta é realizada por meio de poços em cada residência, tanto para consumo humano e animal, temem que a partir das escavações e aberturas destas valas com previsão de cerca de 10 Km de extensão, o dano socioambiental (irreparável) na comunidade de Campinhos, e a salinização de seus mananciais ocorra após processos de drenagens.

Os flagrantes e registros dos crimes de desmatamento do importante ecossistema, com grandes escavações de valas para drenar a água dos brejos, foram confirmados pelo ICMBio, que é o órgão gestor da Unidade.

Esses crimes ambientais tiveram início logo após a emissão irregular de licença ambiental fornecida pela prefeitura municipal de Belmonte – BA, onde fica localizada a UC, que  sem qualquer consulta à comunidade, autorizou a abertura de valas nas Fazendas Vista Alegre, Esperança, Ilha de Palha e Brejo do Jacaré, no território extrativista da Unidade de Conservação,  conforme constatação  do ICMBio, que é o órgão responsável pela UC.

O Ministério Público Federal notificou o Ministério Público Estadual e pediu providências contra a secretaria de meio ambiente do município de Belmonte, que já foi denunciada ao Inema, Ibama e a Comissão Estadual de Meio Ambiente da Assembléia Estadual dos Deputados, que estão tomando todas as providencias no sentido de punir os responsáveis.

Sinebahia Itabuna tem 29 vagas de trabalho nessa segunda-feira

Há uma vaga para auxiliar de cozinha.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa segunda-feira, 9 de setembro.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS

TÉCNICO EM FIBRA ÓPTICA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

Possuir CNH ‘AB’

01 VAGA

AUXILIAR MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO

Ensino Fundamental Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na função

01 VAGA

(mais…)

Do Pudor, dos falos dos anjos e de Aristóteles: um strip-teaser imoral

“É impossível se arrepender de um arrependimento. Esse sentimento é protegido de si mesmo, foi feito para ficar, pois querer que ele desapareça é desejar a recorrência do erro e, portanto, a reaparição do mesmo arrependimento. Arrepender-se é manter friamente o ato que o gera em sua própria esfera de cometimento; é, simultaneamente, o espelho, a face do erro e a reflexão de um no outro. Esse modelo metafísico filosófico refletido ou projetado, às vezes ofuscante, outras embaçado, densamente opacificado e supostamente imperscrutável que acomete alguns homens públicos; esse embarcamento densamente opacificado que administradores públicos interpõem zelosamente como tapumes obstrutores à antevisão das suas personalidades e condutas tal quanto à interpretação e leitura das escriturações contábeis dos seus gastos, são caracteristicamente circunstanciais”.

Por Mohammad Jamal.

Adão e Eva eram nus sem o saber. Aí souberam demais. Uma vez sabedores, tinham tudo a esconder e se arrependeram de estar nus. O arrependimento é o desejo de não ter feito algo, encurralado, por um lado, pelo fato “desse” algo ter sido feito, e por outro, pelo incontestável desejo de não mais fazê-lo. Alain Badiou diz que “jamais há nudez no teatro, tampouco, mas trajes obrigatórios, a nudez sendo ela própria um traje, e dos mais vistosos”. Há nudez apenas no pensamento, não na natureza. E como o pensamento é algo humano, só há nudez humana. Entretanto, o que há, para nós, nessa nudez exclusiva, que demanda constante cobertura? Seria a nudez vergonhosa por natureza? “Vergonha de que?”, pergunta-nos Derrida; “Vergonha de estar nu como um animal”, responde o filósofo. A nudez do animal é seu nome, sobrenome e, sobretudo o seu ser. Já para o homem, nome e o sobrenome são as primeiras vestimentas com as quais o seu ser naturalmente despido é definitivamente encoberto. Essa primeira fantasia nominal, por sua vez, é customizada a partir dos andrajos da cultura, e, uma vez em tais hábitos abstratos, as demais vestes concretas são apenas as efêmeras películas com que o homem impermeabiliza-se ainda mais contra a própria natureza humana.

 É impossível se arrepender de um arrependimento. Esse sentimento é protegido de si mesmo, foi feito para ficar, pois querer que ele desapareça é desejar a recorrência do erro e, portanto, a reaparição do mesmo arrependimento. Arrepender-se é manter friamente o ato que o gera em sua própria esfera de cometimento; é, simultaneamente, o espelho, a face do erro e a reflexão de um no outro. Esse modelo metafísico filosófico refletido ou projetado, às vezes ofuscante, outras embaçado, densamente opacificado e supostamente imperscrutável que acomete alguns homens públicos; esse embarcamento densamente opacificado que administradores públicos interpõem zelosamente como tapumes obstrutores à antevisão das suas personalidades e condutas tal quanto à interpretação e leitura das escriturações contábeis dos seus gastos, são caracteristicamente circunstanciais.

Gato escondido, e o rabo? Os elementos linguísticos presentes nas escriturações tentam disfarçar ou justificar as aplicações das verbas “carimbadas” para os fins que não àqueles a que foram previamente destinadas. A ocultação dos apontamentos e destinações das receitas tributárias; dos repasses financeiros federais e estaduais que dão justificativa aos gastos com o dinheiro público, o erário, são lugar comum por aqui. Fica sabido, portanto, que o cometimento de tais omissões corriqueiramente usuais, já não nos estarrece. Quem nunca comeu carne de iaque do Himalaia jamais sentirá falta do seu sabor! Ou não? Comeu?

VIP Eu? Há algo exemplar oportunamente bem pinçado no estiloso e seletíssimo Condomínio Moradas dos Deuses. Aqui mesmo, no nobre bairro Teotônio Vilela, à Alameda Cleveland da Silva, na península do Barro Vermelho. Condomínio Classe A, com seguranças 24 horas; várias piscinas; campos de futebol, de polo, de golfe, tênis; com cavalariças e pistas para equitação, saunas e academias próprias, atracadouros para lanchas, heliportos, etc. e as porras. Aqui o síndico também age assim! Nenhum condômino consegue saber onde estão ou para onde foram as vultosas quantias arrecadadas em nossos bolsos Vips!

(mais…)