Fórum Empresarial do Sul da Bahia discutirá o Futuro do Trabalho

O Fórum Empresarial do Sul da Bahia 2019 será realizado de 12 a 14 de setembro, promovido pelos colegiados dos cursos de Administração e de Ciências Contábeis da Faculdade de Ilhéus. O evento, que já se transformou em um dos principais fóruns de debate sobre empreendedorismo na região, vai abordar o tema “O Futuro do Trabalho, Tendências e Perspectivas.”

O evento é composto por palestras, oficinas, minicursos, rodas de conversa, tendo como objetivo discutir, sob diferentes perspectivas, as transformações que estão ocorrendo no mundo do trabalho e seus impactos para empresas e trabalhadores. A abertura, no dia 12, quinta-feira, contará com apresentação cultural e o painel sobre O Futuro do Trabalho e o Impacto nas Atividades e Profissões.

Até o dia 9 de setembro, a inscrição tem o valor de R$ 50, e pode ser feita através do site www.faculdadedeilheus.com.br ou com a Comissão de Formatura de Administração 2019.2. O evento é aberto a profissionais e estudantes dos cursos de Administração e de Ciências Contábeis de qualquer instituição de ensino superior e também de outras áreas do conhecimento.

Programação – Na sexta-feira, 13, das 17 às 18h30min, serão realizadas rodas de conversa sobre os temas “Tecnologia, Direitos Humanos e a Proteção ao Meio Ambiente do Trabalhador” e “Trabalho Voluntário e Intercâmbio como Forma de Aprendizado”. Em seguida, haverá apresentação de trabalhos científicos.

Às 19 horas, acontecerá a palestra “E-Contador: Como Enfrentar ou Como Fazer a Contabilidade Online”, com Alexandre Neves, da Alterdata Software, que é graduado em Administração (Sistemas de Informação), pós-graduando em Inteligência Artificial e Machine Learning, professor de Processamento de Dados. Ele já realizou centenas de palestras, no Brasil e no exterior, e atua orientando empresários, profissionais contábeis e estudantes no entendimento de diferentes tecnologias e informações de mercado. Em seguida, a palestra será sobre o tema “O Futuro é Female”, com Claudiana Figueiredo, gerente regional do Sebrae-Ilhéus.

No sábado, a programação contará com as oficinas “Como inovar com o Design Thinking” e “Como Planejar o seu Negócio”, das 8 às 12 horas. Das 8h30min às 10h30min, terá a roda de conversa sobre “Novas habilidades para um novo profissional”, com a professora doutora Carina Gonçalves. Ainda pela manhã, serão oferecidos os minicursos “Motivação Profissional e Mercado de Trabalho, com a professora Emanuella Nunes, e “Inteligência Emocional”, com a professora Dayane Mangabeira, e das 10 horas às 11h30min, acontecerá a roda de conversa sobre “Economia Circular e Sustentabilidade”, com a professora doutora Ittana Lins.

À tarde, funcionarão os minicursos “Marketing Digital para Empreendedores”, com técnicos do Sebrae; “Auditor Interno da Qualidade”, com o professor Sérgio David Cruz; “Controladoria como Instrumento de Gestão”, com o professor Márcio Barros”; e sobre “E-social”, com o professor Christian Gresik.

Ilhéus está entre os candidatos ao Prêmio Cidades Sustentáveis 2019

A implementação do Plano de Metas e o mapeamento arbóreo realizado em Ilhéus levou o município a figurar entre os candidatos ao Prêmio Cidades Sustentáveis. O município é signatário do Programa Cidades Sustentáveis, que tem como articulador local o Instituto Nossa Ilhéus, e busca estimular uma gestão pública orientada por metas.

Na Bahia, apenas Ilhéus e Salvador participam desta terceira edição do Prêmio, que recebeu 114 inscrições de boas práticas municipais, políticas inovadoras e bem-sucedidas na redução das desigualdades, referentes a 61 municípios de 15 estados do Brasil.

A cerimônia de entrega do prêmio acontecerá no dia 18 de setembro, durante a conferência Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis. O encontro reúne o 3º Encontro da Plataforma Global Cidades Sustentáveis e a 2ª Conferência Internacional Cidades Sustentáveis. Especialistas que integram o corpo de jurados realizarão a análise das boas práticas inscritas, de acordo com os critérios estabelecidos.

A premiação irá considerar os resultados concretos e mensuráveis em três categorias: Desigualdade econômica (foco em gênero e raça), Acesso à serviços (Saúde, Educação e Infraestrutura) e Acessibilidade. Neste ano, o prêmio é promovido pelo Programa Cidades Sustentáveis e Oxfam Brasil, em parceria com a Associação Brasileira de Municípios e Frente Nacional de Prefeitos. A iniciativa conta com apoio do CITinova, Fundação Ford e Instituto Arapyaú. Para saber mais, acesse o site https://www.cidadessustentaveis.org.br.

MP promove curso de Justiça Negociada em Ilhéus

O acordo de não persecução penal e a política criminal do Ministério Público foram alguns dos assuntos debatidos na última sexta-feira, dia 6, durante o curso ‘Justiça Negociada’, que aconteceu na comarca de Ilhéus.

Promovido pelo MP, por meio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) e Centro de Apoio Operacional Criminal (Caocrim), o curso foi ministrado pelo promotor de Justiça do Ministério Público de São Paulo, Arthur Pinto de Lemos Júnior, e teve como mediador o promotor de Justiça do MP baiano, José Renato Oliva Matos, coordenador do Ceaf.

Também foram debatidos temas como a colaboração premiada (regras, estratégias e o termo de acordo), e resolução consensual de casos de improbidade administrativa. Segundo o promotor de Justiça José Renato Oliva, esse foi mais um curso promovido no interior do Estado, atendendo à política de interiorização de eventos do MP.

“É possível concluir que a realização de acordos penais no Brasil, apesar de não ser a única e suficiente alternativa para a resolução dos graves problemas do nosso sistema, afigura-se como uma medida imprescindível e urgente para deflagrar um sério processo de aprimoramento e reforma do modo com que é realizada a nossa persecução penal”, afirmou o promotor de Justiça Arthur Pinto. Estiveram presentes membros e servidores do MP, além de juízes, delegados e oficiais da Polícia Militar da regional de Ilhéus e cidades vizinhas.

O promotor de Justiça Arthur Pinto coordena atualmente o Caocrim do MP de São Paulo e a Escola Nacional do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC).

Espingardas apreendidas e aves resgatadas pela Cippa

Guarnições da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa/Porto Seguro) apreenderam 13 armas e resgataram 24 pássaros na região de Água Branca, localizada nas proximidades do município de Ubatã, no domingo (8).

Presas em gaiolas, as aves foram encontradas penduradas em árvores e em fachadas de residências. “Todas apresentavam indícios de cativeiro irregular”, contou o comandante do Comando de Policiamento Especializado (CPE), coronel Sérgio Freire.

Foram apreendidos e apresentados à 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Ilhéus) sete canários-da-terra, oito papa-capins, um sabiá, um cardeal e sete chorões, juntamente com 12 espingardas, um rifle calibre 22, cinco armadilhas utilizadas para capturar animais silvestres e cerca de 20 kg de caça irregular.

Inscrições no Mais Estudo devem ser feitas até sexta-feira

A Secretaria da Educação do Estado realiza, até sexta-feira (13), o processo de seleção de monitores do projeto Mais Estudo. O projeto, de monitoria estudantil, é voltado para o fortalecimento das aprendizagens em Língua Portuguesa e Matemática nas escolas da rede estadual de ensino. No Mais Estudo, estudantes com bom desempenho escolar apoiarão outros colegas no reforço das aprendizagens e receberão uma bolsa mensal de R$ 200 nos próximos três meses.

Para participar do projeto, os gestores escolares devem acessar o Portal da Educação, identificar o número de vagas disponíveis para a sua escola, informar dados gerais sobre os professores que atuarão como supervisores e os estudantes monitores selecionados, conforme os critérios estabelecidos no edital do Mais Estudo, sendo um deles que o estudante deve ter média igual ou superior a oito. Uma comissão da escola participará da seleção internamente.

A superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Falcão, explica que “o processo é bem simples para dar a maior agilidade na implantação do projeto, que já deverá estar em pleno funcionamento, com as monitorias sendo iniciadas no dia 16 de setembro”.

A previsão é que sejam investidos recursos na ordem de R$ 4,5 milhões no auxílio monitoria, beneficiando 10 mil estudantes. Além de fortalecer as aprendizagens dos estudantes, o Mais Estudo também visa despertar no aluno monitor o desejo pela prática docente, por meio de atividades de natureza pedagógica, e contribuir com práticas inovadoras de ensino e de aprendizagem, considerando a fluidez do diálogo e a aproximação existente entre os estudantes.