A esperança irradiada no caminho das palavras

Quem escreve, escreve motivado por alguma coisa. Eu, de forma recorrente, escrevo sobre minhas reflexões e preocupações acerca dos rumos que o Brasil vem tomando. Segundo amigos íntimos, ao priorizar essa temática, dou vazão a uma espécie de obsessão pela pátria querida. Mas, apegado ao racional – aliás, como um bom virginiano – refuto essas tentativas de patologizar meu exercício de cidadania política. Não aceito ser indiferente, ou mesmo adotar o discurso demonizador da política. Prefiro reverberar a lógica aristotélica e vocalizar: o homem é um animal político! Daí, negar, secundarizar, desconsiderar, silenciar, demonizar, vilipendiar ou mesmo abominar a política, implicaria destituir-me da condição de ser humano.

 

 Por Caio Pinheiro 

Todavia, na tessitura desse caminho de palavras, me dedicarei a falar de esperança, ou melhor, das minhas esperanças. Falar de esperança é falar do combustível que propulsiona as utopias. Falar em esperança é confiar na capacidade do improvável subverter o fatalismo trágico dos destinos imutáveis. Falar movido pela esperança é afugentar as certezas retóricas de que não se pode escolher caminhos outros. Falar de esperança é crê na força que supera a morte, pois é a esperança, sobretudo ela, que me fez validar o que disse Pitágoras: há algo que antecede a matéria!

Assim, desde a tenra infância, principalmente no transcurso tortuoso do adolescer, quando as contingências do caminhar tendem a ser superestimadas, decidir tomar a esperança como a raiz de um existir arvorado. Essa decisão não foi fácil. Demandou maturação. Horas de reflexão e enfrentamento dos meus demônios. Mas em todas essas pelejas, sentia uma espécie de acalanto. Era como se mãos com poder de cura não me deixasse curvar ao desanimo. Ouvia também as vozes do porvir. Eram altivas. Impositivas, diziam: espere e jamais distancie-se da esperança!

Embriago de esperança conseguir. Atingir metas. Realizei projetos. Conquistei respeitabilidade pública. Assumir papéis que exigem norral ético e técnico. Estruturei uma vida. Entendi ser preciso jogar o jogo. Fui me metamorfoseando. Cuidei e fui cuidado. Aprendi ser o amor a maior força do universo. Nesse aspecto, sem dúvidas, a esperança me permitiu o maior aprendizado. Compreendi que por mais controverso que parecer ser, toda forma de amar vale apena, pois quem ama tem esperança, e a esperança jamais será uniforme, já que não se pode exigir a uniformidade daquilo que é essencialmente plural.

E assim chego aos 43. Nessa altura posso me permitir algumas certezas. A que hoje mais aflige o espírito é a obrigação de ser um “ser no mundo feliz”. Antes que seja mal compreendido, esclareço: não me refiro em ser feliz num mundo feliz, mas ser feliz no meu mundo interior para que consiga contribuir para a felicidade do mundo exterior. Orgulho-me dessa decisão! No meu caminho terapêutico vejo que trata-se de uma escolha urgente. Permiti afugentar a desesperança, e com ela as dores da alma responsáveis por ceifar milhões de vidas desesperançadas. Como disse um amigo poeta: ser feliz é um ato de coragem!

Todavia, ter coragem não implica acertar nas escolhas, pois viver é submeter-se ao escrutínio das desventuras. Se o tempo é inexorável, a vida é um emaranhado de caminhos permitidos, mas nem sempre ideais. Então pergunto-me: qual caminho escolher? Essa pergunta é perturbadora, já que muitas escolhas precisam ser ‘’para sempre”. Com efeito, escolher o “para sempre” quase nunca é uma decisão que se toma sozinho. Desta feita, enquanto o “para sempre” encontra-se interditado, opto pelo “para mim”. Mesmo esmagado pelas lembranças do feromônio que me nutria de esperança, ao menos até o porvir decidir, aquieto-me em mim, sem jamais esquecer do qual forte é o esperançar no “para nós”.

E assim sigo: dias de dor, dias só, dias de medo, dias incertos, dias de sono, dias de fuga do sono, dias claros quando estou escuro, dias passando por dia. Mas tudo vai passando mesmo que tema não passar. São impressões de quem decidiu caminhar para dentro. Mesmo sendo tentador olhar para fora, há escolhas que são feitas longe das nossas vontades. Somente o tempo mostrará o desfecho. O tempo é esperança. O Tempo é caminho. O tempo é Exu. O tempo é rei e eu não posso mais correr de mim mesmo, porque nunca mais é tempo demais para deixar de ter esperança. Enquanto espero sob a obscuridade do amanhã, apego-me à luz da esperança que inspirou a tessitura desse caminho de palavras.

.Caio Pinheiro é professor, especialista em história do Brasil e história regional e mestre em história.

Atrasnpi emite nota em solidariedade ao MP

Por meio de nota pública, a Associação Profissional das Empresas de Transporte de Passageiros de Ilhéus (Atrasnpi) defendeu a atuação da  11ª Promotoria do Ministério Público, em Ilhéus, contra acusações infundadas e desrespeitosas veiculadas em blogs e páginas do Facebook.

A associação manifestou solidariedade e total apoio ao trabalho desenvolvido pelas autoridades em prol da segurança e da legalidade do serviço de transporte coletivo. Clicando aqui, você ler a matéria com os esclarecimentos do promotor Paulo Sampaio sobre o caso.

Clique aqui para ver a NOTA PÚBLICA da Atranspi na íntegra.

PRF recebeu reunião itinerante do Rotary Club de Itabuna

Reunião aconteceu no auditório da 5ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Itabuna na terça-feira (17)

O auditório da 5ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, na BR 101, em Itabuna, recebeu a reunião itinerante do Rotary Club na última terça-feira, 17 de setembro, véspera da abertura oficial da Semana Nacional de Trânsito. A reunião itinerante, que acontece uma vez por mês, leva os rotarianos às instituições ou empresas para conhecerem de perto as ações desenvolvidas por elas a fim de contribuir com as mesmas.

Esta, que foi a terceira edição, teve palestra do Chefe da Delegacia da PRF Marcus Vinícius Rodrigues sobre a “Semana Nacional do Trânsito”, que apresentou, além das atividades específicas de fiscalização e apreensão da Polícia, diversas ações sociais praticadas por sua equipe para atender a comunidade do entorno do Posto Policial e instituições de Itabuna e região.

A Semana Nacional de Trânsito, que ocorre de 18 a 25 de setembro no calendário nacional, teve aqui sua abertura antecipada e ocorreu na última segunda-feira, dia 16. Em Itabuna, a atividade já está na 15ª edição e promove uma série de ações de conscientização e de saúde voltadas ao público em geral e em especial aos motoristas profissionais. (mais…)

Em 2018, houve 69 mil acidentes em rodovias federais, diz pesquisa

Da Agência Brasil:

Em 2018, foram registrados nas rodovias federais 69.206 acidentes, sendo 53.963 com vítimas (mortos ou feridos). Do total de vítimas, houve 5.269 mortes. Os dados fazem parte de um levantamento elaborado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), lançado hoje (19). Tanto o número de acidentes quanto o número de mortes são os menores desde que o Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários começou a ser realizado, em 2007.

Segundo o levantamento, pelo menos 14 pessoas morreram por dia nas rodovias federais em 2018. Desde que a pesquisa começou a ser feita, foram registradas 88.749 mortes. Incluindo feridos, em média, ocorreram 82 acidentes com vítimas a cada 100 quilômetros de rodovia em 2018.

Tanto o número de acidentes quanto o de mortes, em geral, seguiram uma tendência parecida entre 2007 e 2018. Os dados iniciais mostravam 128.440 acidentes e 7.065 mortes em 2007. Em geral, os dois índices tiveram uma tendência de alta, chegando aos seus ápices em 2011, quando foram registrados 192.322 acidentes com 8.675 mortes nas rodovias federais.

A partir de 2012, em geral, houve uma tendência de queda, tanto no número de acidentes quanto de mortes. De 2014 para 2015, houve uma queda maior em relação aos anos anteriores. O mesmo fenômeno se repetiu entre 2017 e 2018, porém de forma menos acentuada. O número de acidentes caiu de 89.396, em 2017, para 69.206 no ano passado e o de mortes, de 6.243, em 2017, para 5.269 em 2018.

Vítimas

Das mortes em acidentes nas rodovias federais em 2018, os homens são as principais vítimas, respondendo por 81,7% do total. Foram 4.303 casos, contra 951 de mulheres, cerca de 18%.

As pessoas acima de 45 anos são as que mais morrem em acidentes. Em 2018, foram 1.830, o que representa 34,7% do total. Em seguida, vem a faixa de 36 a 45 anos, com 1.074 mortes, 20,5% do total; praticamente empatada com a faixa de 26 a 35 anos, que se envolve em 20,8% das mortes (1.098, em números absolutos) registradas em 2018.

Acidentes

As sextas, os sábados e os domingos são os dias com maior número de acidentes. A colisão é o tipo de acidente com vítimas mais frequente em 2018, com 60,1% das ocorrências. Isso representa um total de 32.447 colisões registradas nas rodovias do país, com 3.231 mortes.

A saída de pista vem em seguida, com 14,9% do total de acidentes. Em 2018, foram registrados 8.063 acidentes de saída de pista com vítimas, das quais 643 morreram. Em terceiro lugar, vem o capotamento/tombamento, com 11,3% do total de acidentes com vítimas. Em 2018, foram 6.109 acidentes, com 321 mortes.

O levantamento mostra ainda que, do total de acidentes com vítimas, o automóvel é o principal veículo envolvido, respondendo por 64,6% do total de ocorrências em 2018 (34.852). Depois vêm as motos, com 44,4% (23.950); e, em terceiro lugar, os caminhões, com 23,4% (12.631). Já os ônibus se envolveram em 3,6%, registrando 1.934 ocorrências, e as bicicletas, em 1.851, 3,4% do total.

(mais…)

PRF prende dois foragidos da justiça nas rodovias federais da Bahia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu dois foragidos da justiça, nesta última terça-feira (17), nas rodovias federais do estado da Bahia. As prisões aconteceram no Anel Viário de Vitória da Conquista (Km 16), e em Feira de Santana (Km 429), ambas na BR 116.

Em Vitória da Conquista, por volta das 11h, policiais rodoviários federais abordaram um veículo VW/Novo Gol com 05 ocupantes. Durante abordagem um dos passageiros não entregou os documentos pessoais e apresentou nervosismo em excesso para os policiais.

Após consulta nos sistemas de segurança, ficou constatado que o passageiro possuía em seu desfavor um mandado de prisão em aberto decorrente de processo pelo crime previsto no artigo 33 da Lei 11.343/2006 (tráfico de drogas), expedido pela 5ª Vara Criminal de Rondonópolis (MT).

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Vitória da Conquista (DISEP). O grupo pretendia deslocar-se para a cidade turística de Itacaré (BA), porém, o veículo foi recolhido ao pátio da PRF, em razão de estar com o licenciamento atrasado.

Já em Feira de Santana, às 15h, durante fiscalização da Operação Lábaro, agentes deram ordem de parada a um automóvel GM/Classic LS. Após consulta, foi constatado mandado de prisão em desfavor do passageiro, um homem de 45 anos. O documento foi expedido pelo Tribunal de Justiça do estado de Sergipe, pelo crime de tráfico de drogas.

Questionado, o foragido disse que saiu de Uberlândia (MG) e pretendia chegar em Aracaju (SE). Disse ainda, que foi preso anos atrás pela PRF por ser flagrado com drogas. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Judiciária local.

A operação Lábaro acontece em todo o país e visa ampliar o enfrentamento ao crime organizado, atuando nas divisas dos estados e nas regiões e corredores estratégicos, em consonância com conhecimentos de inteligência policial e análise criminal. Além disso, busca prevenir e reprimir as condutas que mais provocam mortes e lesões no trânsito, nos trechos críticos de acidentabilidade.

“Ilhéus precisa de um sistema de transporte complementar” afirma promotor.

Fotomontagem BG

O 11º Promotor de Justiça de Ilhéus, Paulo Sampaio, por meio de nota pública, se defendeu dos ataques e acusações que vem sofrendo por parte de alguns canais de comunicação da mídia local. O promotor foi acusado, via redes sociais e mídias em geral, de cometer irregularidades no combate ao transporte clandestino em Ilhéus.

Em conversa com o BG, o promotor afirmou que a Prefeitura de Ilhéus deveria pensar num sistema de transporte complementar, que seja bem feito, com a realização de uma nova licitação, mediante concessão e que exija critérios mínimos para condutores como a condição dos veículos. Segundo ele, em alguns casos foram encontrados motoristas sem carteira de habilitação e alguns com envolvidos em tráfico de drogas, roubo, homicídio e até mesmo acusados em casos de estupro.

O promotor afirmou que “enquanto o município não enfrentar a situação, a questão vai ficar sempre sendo varrida para debaixo do tapete”. Segundo ele, o inquérito que está sob seu comando prevê uma grande alteração da Lei Orgânica municipal, estabelecendo critério objetivo para o cálculo da passagem, pois o que está em vigência atualmente só interessa às empresas de ônibus, que impõem valores desejados por elas aprovados pela Câmara Municipal e sancionados pelo prefeito.

Paulo Sampaio informou à nossa redação que tem mantido diálogo com o Diretor de Trânsito de Ilhéus, Gilson Nascimento para rever a questão da renovação da frota de veículos, climatização e idade média dos ônibus. “Essa questão se arrasta há anos e acredito que conseguiremos resolvê-la até o final de 2019”, afirmou o promotor. Clique aqui para ver na íntegra a nota de esclarecimento do Ministério Público e o Decreto Municipal n.º 87, de 6 de julho de 2018 que concedeu ao sítio São Paulo a condição de loteamento fechado.

Pis/Pasep: pagamento aos nascidos em setembro começa hoje

A Caixa paga nesta quinta-feira (19) o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) para os trabalhadores nascidos em setembro com direito ao benefício. Para quem tem conta no banco, o depósito foi feito automaticamente na terça-feira (17).

No caso dos servidores públicos, o pagamento do abono salarial do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) é feito pelo Banco do Brasil (BB). Receber o benefício este mês os cadastrados com final de inscrição 2.

Quem pode sacar o benefício

Tem direito ao abono as pessoas cadastradas no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos e ter trabalhado com carteira assinada em 2018 por, no mínimo, 30 dias, com remuneração salarial até dois salários mínimos, em média.

É preciso, também, que o empregador tenha informado corretamente os dados do trabalhador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2018, entregue ao governo federal.

O Abono Salarial estará disponível para saque até 30 de junho de 2020. Informações da Agência Brasil.

Líder do governo, senador Fernando Bezerra é alvo de operação da PF

O líder do governo do presidente Jair Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PD), é alvo nesta quinta-feira de uma operação da Polícia Federal que investiga suspeita de desvios de recursos públicos, em uma ação que inclui mandados de busca no gabinete do parlamentar no Congresso, disse uma fonte com conhecimento direto da operação.

A operação foi revelada inicialmente pelo jornal Folha de S.Paulo. De acordo com a Folha, o filho do senador, Fernando Bezerra Filho, também é alvo dos agentes da PF. Bezerra Filho (DEM-PE), que atualmente é deputado federal, foi ministro de Minas e Energia no governo do ex-presidente Michel Temer.

A Polícia Federal não respondeu de imediato a um pedido de informações sobre a operação.

Segundo a Folha, o inquérito apura desvio de dinheiro público de obras na região Nordeste, e os fatos investigados dizem respeito à época em que Bezerra Coelho foi ministro da Integração Nacional no governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

Procurada, a defesa do senador não respondeu de imediato a um pedido de comentário. Informações de Reuters.

Uruçuca realiza mais uma etapa de formação de Geografia

Foto: Ascom Uruçuca

Mais uma etapa da formação de Geografia foi realizada esta semana no município de Uruçuca, por meio da Secretaria de Educação, com a parceria da Universidade Estadual de Santa Cruz- UESC, pelo Projeto Cidade Imaginada, Cidade Possível.

A formação foi ministrada pela professora Maria Lícia Silva de Queiróz, e teve como tema “Maquetes intuitivas”, uma proposta de continuidade e de construção dos saberes geográficos das formações anteriores “As Regiões Brasileiras” e “Cartografia e Escala” com o produto final as “Maquetes Intuitivas”.