Certificados rurais ambientais são entregues no Sul da Bahia

Foto: Ascom SEMA

A manhã do sábado (28) foi bastante movimentada no Sul da Bahia. Os produtores rurais dos municípios de Itapitanga e Uruçuca receberam os certificados do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (CAR/Cefir). Em Itapitanga, foram entregues 225 cadastros e em Uruçuca mais 248 documentos. Também neste sábado, só que na Chapada Diamantina, o governador Rui Costa fez a entrega de 1.149 cadastros ambientais rurais para famílias da cidade de Ituaçu, num investimento de mais de R$ 240 mil.

O secretário do Meio Ambiente (Sema), João Carlos Oliveira, que participou da entrega em Itapitanga ressaltou a importância do cadastro como uma garantia das propriedades de terra. “Esse documento é um verdadeiro patrimônio para os pequenos agricultores e contribui com as ações de gestão ambiental nos municípios. Já chegamos a marca aqui na Bahia de mais de 500 mil cadastros”, comemora o secretário.

Em Uruçuca, os documentos foram distribuídos pelo diretor de Políticas para Biodiversidade e Florestas da Sema, Maurício Galvão; pelo assessor da Secretaria de Relações Institucionais (Serin), Marivaldo Dias; e pelo assessor especial do governador, Bebeto Galvão.

“Eu agradeço ao governador por nos conceder esse documento que é tão importante e que vai me ajudar na lida com o cacau, o café e a banana”, disse a agricultora familiar Ivone dos Santos. “O Cefir permite o acesso do pequeno produtor rural ao crédito financeiro, além de agregar valor ao seu produto, fortalecendo a agricultura familiar”, destaca o diretor da Sema, Mauricio Galvão.

Cadastro Ambiental Rural – Com o cadastro ambiental, a Sema e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) passam a integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, com o objetivo de compor uma base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento. Com recursos do BNDES, e contrapartida de 15% do Governo da Bahia, ao todo já foram investidos mais de 40 milhões para o cadastramento de propriedades rurais com até 4 módulos fiscais em todo território baiano.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *