Por falta de internet, governo Marão deixa Salobrinho sem marcação de exames

Cartazes com avisos feitos pelos funcionários do posto. Foto enviada por WhatsApp.

Em contato com o BG, um morador do Salobrinho, bairro com cerca de 13 mil habitantes, reclamou da situação do Posto de Saúde do local.

Segundo ele, a unidade é uma “vergonha e como se já não bastasse o descaso com a comunidade, a marcação de exames está suspensa por período indeterminado por falta de pagamento da internet”.

As imagens enviadas pelo leitor mostram que as informações são passadas à população através de cartazes confeccionados em cartolina por funcionários do posto.

Entramos em contato com a  Prefeitura de Ilhéus para entender o que está ocorrendo na unidade de saúde do Salobrinho, mas até o momento não recebemos resposta. O espaço está aberto.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *