Revoltados, índios pataxós enterram bebê que faleceu por falta de atendimento

Tristeza e revolta na Reserva Taquari. Imagem extraída de vídeo.

Índios da etnia Pataxó-hã-hã-hãe, que residem na reserva indígena Taquari, no município de Pau-Brasil, enterraram o bebê Levi na manhã desta terça-feira, 26.

O bebê faleceu na manhã da última segunda-feira, 25, após ter o atendimento emergencial negado pela Maternidade Ester Gomes e pelo Hospital Manoel Novaes, ambos de Itabuna.

Quando foi atendido após a interferência do advogado Davi Pedreira e vários minutos de espera, Levi de 9 meses não resistiu e faleceu.

O caso teve ampla repercussão na imprensa baiana.

Nos vídeos abaixo, gravados pelo advogado Davi Pedreira, é possível perceber a revolta e a tristeza dos índios durante o velório da criança.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *